Nordeste Territorial - Apresentação Nordeste Territorial - Apresentação

Investir nas cadeias produtivas para desenvolver a Região

Para fortalecer a economia, expandir a geração de emprego e renda na região Nordeste e no norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o Banco do Nordeste apóia os arranjos produtivos locais (APLs) com a sua Política de Desenvolvimento Territorial..

Conjunto de ações articuladas que combinam crédito, capacitação, assistência técnica, inovação tecnológica e políticas públicas das diferentes esferas governamentais, a Política de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste garante a estruturação dos arranjos produtivos locais e a inserção de empreendedores nas principais cadeias produtivas da região.

E um dos pilares dessa Política é a estratégia NORDESTE TERRITORIAL, marca do Banco do Nordeste na estruturação dos APLs. Por meio dela, focaliza-se a atuação em determinadas atividades econômicas, eleitas com base nas vocações locais, e a partir de escolhas realizadas em articulação com as comunidades e com fóruns de representação institucional e social.

É por meio da Estratégia NORDESTE TERRITORIAL que o Banco do Nordeste, atuando em parceria com outras instituições e com os empresários locais, atende às necessidades de crédito e de organização produtiva dos APLs. Sempre com o intuito de beneficiar a agricultura familiar, os mini e pequenos produtores rurais, as MPEs e as empresas de médio e de grande porte. Setores que formam as redes de negócios e constituem a economia regional.

Contando com o apoio de uma estrutura de 175 Agências Regionais e 195 Agentes de Desenvolvimento, a Estratégia NORDESTE TERRITORIAL contribui para a operacionalização dos PRONAF A, Jovem e Semiárido; do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural (PNDTR); do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA-Conab); do Programa Nacional de Alimentação Escolar - Merenda Escolar (PNAE); da estratégia de Inovação e Difusão Tecnológica; do Programa Territórios da Cidadania, apoio às micro e pequenas empresas, bem como para a realização das demais ações do Banco do Nordeste  que envolvam articulação institucional e mobilização social em nível dos municípios, dos territórios e dos estados.

É por meio dessas ações, que o Banco do Nordeste, considerando as determinações das políticas governamentais - incluindo os programas de seleção e fortalecimento dos APLs, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) -, visa contribuir para a cooperação entre os elos das cadeias produtivas regionais, gerando crescimento econômico com distribuição de renda, inclusão social e erradicação da pobreza.