Prodetur Prodetur

Ampliando as atividades turísticas do Nordeste


O Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (PRODETUR/NE) foi um programa de crédito para o setor público (Estados e Municípios) concebido para criar condições favoráveis à expansão e melhoria da qualidade da atividade turística na Região Nordeste, assim como da qualidade de vida das populações residentes nas áreas beneficiadas. O PRODETUR/NE teve financiamento com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco do Nordeste foi o Órgão Executor.

A área de abrangência do PRODETUR/NE compreendeu os nove Estados Nordestinos, além do norte de Minas Gerais e Espírito Santo, onde sua atuação ocorreu por meio do financiamento de obras de infra-estrutura (saneamento, transportes, urbanização e outros), projetos de proteção ambiental e do patrimônio histórico e cultural, projetos de capacitação profissional e empresarial e fortalecimento institucional das administrações de estados e municípios.

O programa foi desenvolvido a partir de estudos encomendados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no começo da década de 90, para se identificar as atividades econômicas que apresentariam vantagens competitivas, caso desenvolvidas na região Nordeste. A conclusão desses estudos identificou que uma das oportunidades mais viáveis para a região era o Turismo, pelo fato da Região Nordeste apresentar recursos cênicos e culturais significativos, além de mão-de-obra em abundância e com custos relativamente baixos. Com isso, para financiar atividades nestas quatro áreas, o BNDES inaugurou em 1994 o Programa Nordeste Competitivo (PNC). A iniciativa em turismo do PNC foi apoiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Após negociações envolvendo a extinta SUDENE, o Banco do Nordeste (BNB), o BID, o então Ministério dos Esportes e Turismo e os Estados do Nordeste, foi criado o PRODETUR/NE, cuja primeira fase foi iniciada ainda em 1994.

O PRODETUR/NE-I foi concluído e a versão completa do Relatório Final está disponível na página Resultados.
 

A segunda fase do PRODETUR/NE teve início em 2002. O Ministério do Turismo (MTur) participou do Programa por meio do aporte da maior parte da contrapartida local, bem como compôs Grupo Técnico, juntamente com o BNB, para a análise dos planos turísticos e projetos por ele apoiados.

A partir da implementação do PRODETUR/NE, buscou-se lançar bases para o desenvolvimento organizado e contínuo da atividade turística na Região.

A segunda fase do PRODETUR/NE  foi concluída em 2012 e os resultados e o relatório de conclusão do projeto podem ser acessados neste link.


Essa seção do PRODETUR/NE está organizada de modo a:

  • Disponibilizar informações básicas sobre o PRODETUR/NE I e PRODETUR/NE II, com descrições sobre objetivos, componentes, principais resultados e situação atual de duas fases do Programa (acesso via menu lateral).
  • Apresentar informações sobre os Polos de Turismo dos estados Nordeste e norte de Minas Gerais e Espírito Santo,   associados ao desenvolvimento do PRODETUR/NE II.
  • Disponibilizar o Regulamento Operacional do PRODETUR/NE II e informações adicionais sobre o mesmo.
  • Disponibilizar os Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável-PDITS dos pólos turísticos envolvidos no Programa.
  • Disponibilizar material adicional relacionado ao PRODETUR/NE e Links para instituições relacionadas ou que interagem/interferem com o Programa.
  • Funcionar como canal aberto e permanente para disponibilizar informações a respeito do PRODETUR/NE e para receber contribuições/comentários sobre este Programa, por meio do Sistema Fale Conosco do Banco do Nordeste do Brasil.