Centro Cultural Fortaleza - Cinema Centro Cultural Fortaleza - Cinema

CINEMA
MAIO/2017

 

MOSTRA “CINEMA E FILOSOFIA”

Dias 06, 13, 20 e 27, sábados, às 10h30

Destaque nesse mês de maio, a Mostra Cinema e Filosofia. Um convite a participar e entrar no mundo filosófico através de filmes que trazem uma leitura filosófica sobre questões ordinárias do dia a dia da existência humana. Os diretores Federico Felinni, Heitor Dhalia,Ridley Scott e Luchino Visconti estão representandos, sendo um total de4 filmes de 4 paises diferentes, premiados nos maiores festivais de cinema do mundo. Não perca essa oportunidade, venha e convide seus amig@s.

 

Blade Runner – O Caçador de Androides

Dia 06, sab, 10h30

 

No início do século XXI, uma grande corporação desenvolve um robô que é mais forte e ágil que o ser humano e se equiparando em inteligência. São conhecidos como replicantes e utilizados como escravos na colonização e exploração de outros planetas. Mas, quando um grupo dos robôs mais evoluídos provoca um motim, em uma colônia fora da Terra, este incidente faz os replicantes serem considerados ilegais na Terra, sob pena de morte. A partir de então, policiais de um esquadrão de elite, conhecidos como Blade Runner, têm ordem de atirar para matar em replicantes encontrados na Terra, mas tal ato não é chamado de execução e sim de remoção. Até que, em novembro de 2019, em Los Angeles, quando cinco replicantes chegam à Terra, um ex-Blade Runner (Harrison Ford) é encarregado de caçá-los.

Blade Runnere, EUA, 1982. Direção:Ridley Scott. Colorido. Aventura/Ficção Científica.116 minutos. 16 anos.

 

O Estrangeiro

Dia 13, sáb, 10h30

É a história de Meursault, um homem que vive uma vida, que talvez não devesse ser contada. Pois ele vive vazio de emoções, incapaz de sentir amor, saudade, ódio, medo, ou qualquer outra emoção. A sua vida vai se desenrolando como se ele fosse um estrangeiro, não em relação a um país, mas em relação à humanidade. No fim,

o crime que comete não o leva ao fim da sua vida, o que leva ao seu fim é a falta de qualquer emoção quando da morte da sua mãe. Mostrando-nos Camus que, em tudo o que fazemos em um determinado momento se reflete durante o resto de nossa vida.

Baseado no romance homônimo de Albert Camus, a ação desenrola-se na Argélia na época em que ainda era colônia francesa, país onde Camus viveu grande parte da sua vida. Lo Straniero,Ita/Fra/Arg, 1967. Direção: Luchino Visconti. Colorido. Drama.101 minutos. 16 anos.

 

Amarcord

Dia 20, sab, 10h30

Em uma pequena cidade italiana na década de 30, sob domínio do fascismo, várias histórias se cruzam com as de uma família cujos membros assistem às manifestações em honra do Duce (líder fascista Benito Mussolini), à passagens do transatlântico “Rex”, à chegada de um misterioso emir e suas odaliscas, aos filmes de Gary Cooper no cinema local e à passagem dos grandes pilotos da tradicional “ Mile Miglia “. Mágico e arrebatador, com personagens inesquecíveis criados a partir das lembranças da infância de Fellini (1920-1993). Tudo ao som de belos e nostálgicos temas musicas

de Nino Rota. Através dos olhos de Titta (Bruno Zanin), um garoto impressionável,

o diretor dá uma olhada na vida familiar, religião, educação e política dos anos 30, quando o fascismo era a ordem dominante. Amarcord,Ita/Fra, 1973. Direção:Federico Fellini. Colorido. Comédia/Drama.Preto e Branco. 123 minutos. Livre.

 

Nina

Dia 27, sáb., 10h30

 

Nina, uma jovem de sensibilidade agudíssima e mente fragilizada, procura meios de sobrevivência em uma metrópole desumana. Dona Eulália, a proprietária do apartamento onde mora, mesquinha e exploradora, parece ter prazer em esmagar a vontade de sua inquilina exaurida.Em meio aos desenhos que faz em toda parte e vivendo a agitada cena eletrônica de São Paulo, Nina mergulha em seus fantasmas até acabar envolvida em um crime. Livremente inspirado em Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski.

Nina,Brasil,2004. Direção:Heitor Dhalia. Colorido. Drama. 85 minutos. 16 anos.