Sistema de Gerenciamento de Convênios
Lista de Projetos Classificados por Programa
202202 - EDITAL FUNDECI 02/2022 - PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR
( Período de Inscrições: 27/12/2022 08:00 à 14/02/2023 23:59)
Valor Disponível: R$ 14.000.000,00   (Limitado: Valor Mínimo: R$ 100.000,00 / Valor Máximo: R$ 1.000.000,00)

O presente edital tem por objetivo financiar, com recursos não reembolsáveis, a aceleração da agricultura familiar, por meio da execução de projetos que melhorem os níveis de produtividade, sustentabilidade (melhores práticas ASG) e que auxiliem na difusão de tecnologias e de inovação a agricultores familiares domiciliados na área básica de atuação do Banco do Nordeste, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da Região.
Projetos Classificados
Instituição: Associação Taboense dos Apicultores
Projeto: Projeto Apicultura e Inovação e Sustentabilidade Social.
Objetivo: A Associação está no ramo da apicultura há 18 anos, no amo de 2022 geramos renda entre os associados o valor de R$ 600.000,00, beneficiando cerca de 94 famílias ao longo do ano. Geramos tal renda com os projetos CONAB entrega, venda e compra de mel a granel, mel em sache, venda e compra de cera, entre outros. Atualmente a Associação possui cerca de 94 sócios que são apicultores, ou seja, 94 famílias que serão beneficiadas no presente projeto, além das famílias que serão beneficiadas após 2 anos com a doação das colmeias. Como dito anteriormente, a ATA possui alguns anos no ramo, não somente no município que se encontra a sede, mas também em 4 municípios vizinhos além da sede que se encontra em Monsenhor Tabosa. O projeto tem como prioridade mudar e melhorar a qualidade de vida das famílias apicultoras, para isso visamos a compra de insumos para eles, como: colmeias, cera, abelhas rainhas, kits de EPI, entre outros. Padronizar a casa do mel gerando empregos para outras pessoas, diante disso faz-se necessário a compra de um notebook para o escritório, máquina desoperculadora, máquina envasadora e o ar-condicionado para melhores condições de trabalho e manter o mel na temperatura recomendada. Pensando em formas sustentáveis, visamos a Energia Solar, um tipo de energia renovável que não agride o meio ambiente, além do impacto ambiental, também social e financeiro ofertando a sobra de energia para as comunidades em torno da casa do mel (independentemente de serem associadas ou não). É valido destacar o impacto social e financeiro que o presente projeto causara nas famílias e cidades dos beneficiados, pois a proposta gera renda, emprego, e novas oportunidades as famílias que diante a pandemia vivida nos últimos dois anos encontrou dificuldades em se manter ativas no mercado de trabalho, assim alimentando a economia local. Ressalto ainda que, a atividade apícola e reconhecida mundialmente ambientalmente correta, socialmente justa e economicamente viável.

Instituição: Associação Escola Família Agrícola Jaguaribana
Projeto: SEMENTES EM TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA - caminhos para a produção orgânica
Objetivo: O Projeto "Sementes em Transição Agroecológica: caminhada para a produção orgânica" atuará em 03 munícipios do Ceará, localizados no território do Vale do Jaguaribe: Tabuleiro do Norte, Limoeiro do Norte e São João do Jaguaribe. Mobilizará 10 comunidades, nas quais a AEFAJA tem atuação através dos Projetos: "Sementes da Vida no Vale do Jaguaribe" e "Consórcios Agroecológicos no Vale do Jaguaribe". Os referidos Projetos são voltados para as comunidades rurais, na perspectiva da Agroecologia, e trabalham na construção ou reforma de Casas de Sementes Crioulas Comunitárias; com Assessoria Técnica para a transição agroecológica e realizam parcerias visando a comercialização da produção. Assim, o Programa de Aceleração da Agricultura Familiar proporcionará a inclusão e o fortalecimento de maior quantidade de famílias camponesas, para que tenham a capacidade de produzir com base na sustentabilidade, com trabalho digno, geração de renda e incentivo às organizações de base da agricultura familiar. Para tal, a Associação de Certificação Participativa Agroecológica (ACEPA) contribuirá, como partícipe deste Projeto, auxiliando os processos de Certificação Orgânica Participativa, disponibilizando infraestrutura para beneficiamento do descaroçamento do algodão e comercialização da pluma. As unidades familiares de produção selecionadas para o trabalho de mentoria, terão o incentivo através das ações desenvolvidas pela equipe técnica, entre as quais: capacitações sobre Certificação Participativa de Produção Orgânica, manejos agroecológicos da agricultura e de pastagens; boas práticas para o beneficiamento da produção; intercâmbio de experiências para conhecer novas práticas de produção e organização; participação em feiras e incentivo ao acesso de Politicas Públicas de crédito rural e venda da produção. O Projeto terá a duração de 36 meses, o que possibilitará a transição agroecológica da produção familiar e a certificação de produção orgânica das unidades familiares.

Instituição: Instituto Algodão na Flor
Projeto: Valorização da Biodiversidade Local: Transição Agroflorestal
Objetivo: O território do maciço de Baturité, onde existem a presença da cultura agrícola do babaçu (Attalea Speciosa), traz grande desafio na forma como o coco vem sendo explorado. Ainda parece perdurar a venda do produto in natura para o atravessador para aqueles que ainda fazem a exploração da cadeia e, uma outra realidade está relacionado ao baixo acesso ao incentivo para o desenvolvimento da cadeia de forma sustentável. Este projeto tem como objetivo ampliar a sociobiodiversidade e assessorar os agricultores (as) familiares das unidades de produção rural, na transição agroflorestal da cadeia produtiva do coco de babaçu com exploração integral da planta e da produção agrícola existente nos municípios de Palmácia, Pacoti e Redenção, território maciço de Baturité, por um período de 36 meses. Para o desenvolvimento das ações será realizado o diagnóstico situacional com 100 famílias de agricultores (as) dos municípios de Palmácia, Pacoti e Redenção, a integração e formação de 30 jovens para atuarem como Agentes de Desenvolvimento Local (ADL´s) que culminará na seleção de até 50 famílias das unidades de produção rural participantes do diagnóstico. O projeto prevê ainda a realização de avaliações de processo e de impacto, tendo como referência as informações levantadas no diagnóstico e, assim medir a efetividade dos impactos gerados no território, através dos municípios participantes. Espera-se que ao final do projeto as famílias beneficiadas tenham elevado seus níveis de desenvolvimento no que se refere à situação econômica, produtiva e financeira, além de servir como referência sobre o manejo da cadeia do Babaçu e a sociobiodiversidade para outros municípios e comunidades e que os jovens atuantes como ADL´s sejam reconhecidos pela comunidade, dando continuidade as propostas do projeto.

Instituição: Valmir Lopes de Queiroz / CARITAS DIOCESANA DE JANUÁRIA
Projeto: Projeto FAFAGRO-ECO : " Fortalecimento da Agricultura Familiar Agroecológica".
Objetivo: O projeto FAFAGRO-ECO, Visa um trabalho de fortalecimento da Agricultura familiar, de forma sustentável, trazendo a pesquisa/ diagnóstico participativo, como um instrumento de construção coletiva e individual, somando o conhecimento cientifico com o conhecimento popular, permitindo um dialogo entre saberes de forma simples, permitindo a as diferentes formas de intervenções que valorizem os diferentes opções para o desenvolvimento da agricultura familiar. A proposta de Construção de um sistema de Diagnóstico, planejamento, monitoramento, avaliação e sistematização (PMAS) da unidade produtiva familiar, por se só já prestará um grande serviço a família que terá um instrumento valioso para planejar o desenvolvimento de sua propriedade. Estas experiência complementadas com a disponibilização de recursos financeiros e um acompanhamento Técnico , customizado, por um período de 2 anos, com certeza trará uma grande melhoria na qualidade de vida destas familias. A capacitação das familias em processos inovadores, como a produção agroecologia , utilização de energia renovareis, gestão, comercialização e processos associativos, complementam a necessidade de conhecimento das familias para a produção de alimentos saudáveis e de formal sustentável. O projeto permitira ainda uma maior articulação entre comunidades rurais e familias do território, uma vez que os momentos de PMAS. intercâmbios e capacitações, permitira uma maior aproximação entre as pessoas, permitindo a troca de saberes e planejamento de ações para fortalecimento da Agricultura familiar no território. Para além dos resultados individuais e coletivos as familias beneficiadas, O projeto permitira também a construção e inovação de metodologias de assistência técnica diferenciadas, sistematizadas, permitindo a utilização das mesmas em outros territórios e comunidades.

Instituição: ASSOCIAÇÃO APRENDER PRODUZIR JUNTOS – APJ
Projeto: (Acelera AFETO _ Agricultura Familiar em Teófilo Otoni )
Objetivo: ACELERA AFETO – AGRICULTURA FAMILIAR DE TEÓFILO OTONI-MG visa fortalecer a agricultura familiar contribui para a redução do êxodo rural e para a geração de capital no setor agropecuário, ao promover o desenvolvimento rural com a geração de renda e emprego, e também promove a inserção de alimentos de qualidade no mercado interno, solidificando as estratégias de segurança alimentar. O desafio atinge uma dimensão ainda maior, quando se considera a premissa de que a construção tecnológica deverá responder às demandas sociais e ser adequada à realidade dos agricultores em diferente agro ecossistemas.. O projeto vem implementar práticas inovadoras com inclusão de tecnologias, metas de ASG e ODS´s, ao final esperamos fortalecer e consolidar as unidades familiares redes existentes nos territórios com a qualificação pela transferência de tecnologias, práticas, conhecimentos e processos com foco em sistemas de produção de base ecológica que promovam o desenvolvimento local e territorial, a soberania e segurança alimentar, o manejo sustentável da agro biodiversidade em cada unidade produtiva familiar . Na fase 1 de diagn´sotico serão realizadas as ações de visitas às Unidades Produtivas com cadastramento, engajamento de Agricultores Familiares das OCS’s, utilizando-se de entrevistas semiestruturadas e preenchimento de formulários de Diagnóstico personalizado do Projeto.Na fase 2 - Aceleração , terão 50 agricultores (as) Familiares selecionados que receberão capacitações técnicads desdeo manejo , gestão e controle de praggas, gestão financeira e plano de negócios, aplicações de práticas agroecologicas que coadunam com os objetivos de desenvolviemtno sustentável- ODS. na fase 3 - Monitorameneto e avaliação , esperamos resultados de impacto social, econômico e cultural , exprimindos-os em um manual de boas práticas de Agricultura Familair atreladas ao ASG.

Instituição: Instituto de Desenvolvimento e Formação Cidadã
Projeto: Fortalecendo as Cadeias Produtivas da Bacia do Rio Figueiredo
Objetivo: A presente proposta tem como objetivo o fortalecimento do microterritório da Bacia do rio Figueiredo, localizado no Território do Vale do Jaguaribe, estado do Ceará, propiciando a cooperação entre os cinco municípios que o compõem, através do fomento ao desenvolvimento das cadeias produtivas da bovinocultura de leite e cajucultura, que têm forte potencial econômico e produtivo na região. No projeto está previsto a realização de um mapeamento detalhado de cada cadeia produtiva, através da realização de um diagnóstico amostral com no mínimo 100 agricultores familiares, e posteriormente elaborar estratégias de melhoramento para no mínimo 50 desses produtores, com ações de Aceleração, através da realização de reuniões, capacitações e seminários, bem como elaboração de Plano de Desenvolvimento customizado e Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER as famílias beneficiadas. Visando estimulá-las a avançarem no processo gerencial e construir um plano de negócio sustentável para suas unidades produtivas familiares, tornando-as aptas a acessarem financiamentos que possam alavancar resultados sociais, produtivos e econômicos respeitando o meio ambiente. Ao final serão realizados visitas, reuniões e o seminário final do projeto em que será gerado um relatório mensurando os resultados alcançados pelos beneficiários em relação a realidade encontrada quando da aplicação do diagnóstico, bem como a avaliação geral do projeto e discussão de alternativas de continuidade das ações e próximos passos após finalização do projeto.

Instituição: Associação Comunitária Nossa Senhora do Carmo
Projeto: Aceleração do processo de mecanização dos agricultores da região da Vila das Flores Tauá - CE: Uma estratégia para a melhoria da qualidade de vida, redução do êxodo e promoção da sucessão rural
Objetivo: O sertão do Inhamuns, semiárido cearense, é a região com menor incidência pluviométrica do estado, mas que apresenta grande destaque na produção agropecuária, principalmente o município de Tauá-CE. No entanto, a agricultura dessa região tem baixo nível tecnológico e baixa mecanização dos processos agrícolas. Este projeto tem como objetivo a modernização da agricultura das regiões das Vila das Flores e das regiões circunvizinhas, no município de Tauá - Semiárido Cearense. O projeto irá possibilitar a aceleração da mecanização dos agricultores através da aquisição de um trator e implementos agrícolas (Grade de discos hidráulica; carreta agrícola; colhedora de forragem de duas linhas e debulhadora de milho) que serão administrados pela Associação Comunitária Nossa Senhora do Carmo e irá atender os agricultores familiares associados e de regiões circunvizinhas. Será realizado diagnóstico de no mínimo 100 unidades familiares de produção agrícola (UFPAs), das quais 50 serão integrantes do projeto. A seleção das UFPAs ocorrerá a partir da identificação dos maiores potenciais econômicos, gerenciais, sociais e ambientais destas, o qual será avaliado pelos técnicos do projeto a partir do diagnóstico. Os técnicos do projeto irão desenvolver um plano de extensão e assistência técnica (ATER) personalizada para cada UFPA selecionada, acompanhando sua evolução com o tempo do projeto. A avaliação da evolução das UFPAs será feita através da comparação entre um diagnóstico realizado no final do projeto com o diagnóstico inicial. Serão estimados os ganhos em produção, produtividade e em área produzida. Será registrado fotografias das UFPAs antes e após o projeto e serão realizados questionários socioeconômicos, para observar o impacto do projeto.

Instituição: INSTITUTO ANTONIO CONSELHEIRO DE APOIO, ASSESSORIA E PESQUISA PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL
Projeto: Veredas da Resistência
Objetivo: O projeto Veredas da Resistência tem como objetivo fortalecer e potencializar as ações de agricultores e agricultoras familiares nos espaços produtivos agrícolas e não agrícolas em que atuam, qualificando sua intervenção nos espaços sociais, políticos e econômicos da agricultura familiar na perspectiva da inclusão produtiva e econômica. Para tanto, o Instituto Antônio Conselheiro irá realizar diagnóstico rural participativo (DRP) de 100 unidades familiares de produção, elaborar planos de desenvolvimento destinados a 50 unidades de produção familiar, implementar planos de desenvolvimento de 50 unidades de produção familiares, prestar assessoria técnica objetivando implementação dos planos de desenvolvimento e acompanhamento, realizar oficinas de formação objetivando a construção coletiva do conhecimento e elaborar um relatório final de avaliação dos impactos do projeto. O trabalho da Assessoria a ser realizado pelo Instituto Antônio Conselheiro irá dialogar sobre gestão e estratégias de comercialização dos produtos orgânicos, apoiando na comunicação e divulgação para o mercado. A ideia é que se possa ampliar o número de agricultores orgânicos certificados nos municípios de Senador Pompeu, Quixeramobim, Quixadá, Choró e Caridade e inserir estes nos mercados institucionais (PNAE, PAA), mercados formais e fortalecer a rede de feirantes agroecológicos do Sertão Central, bem como dialogar sobre as linhas de créditos acessíveis à agricultura familiar. Acredita-se que com assessoria técnica é possível o desenho de sistemas integrados de produção, ampliação da produtividade por área e capacitação em gestão da produção para geração de renda e sustentabilidade dos agroecossistemas.

Instituição: INSTITUTO CICLOS DE SUSTENTABILIDADE E CIDADANIA
Projeto: BioecoHub: programa de aceleração para produtores da agricultura familiar e pescadores
Objetivo: O projeto cooperativo formado entre o Instituto Ciclos de Sustentabilidade e Cidadania e a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), denominado BioecoHub, visa consolidar um ambiente de inovação na cadeia produtiva da agricultura e da pesca para aumentar a autonomia econômica e de gestão das comunidades da região Sul da Bahia, através da transferência do conhecimento para acesso ao crédito inteligente, ferramentas de capacitação e mentorias para a gestão eficiente dos recursos e comercialização da produção. Um programa de aceleração alinhado com a construção de um ambiente de inovação (BioecoHub), que buscará melhorar a inclusão digital e tecnológica nas unidades de agricultura familiar e pescadores, desenvolver formação profissional, de lideranças, do empreendedorismo, capacitar sobre boas práticas e tecnologias sustentáveis, melhorar a gestão de recursos, organização social, fomentar a inovação e comercialização justa da produção. Tudo isso baseado nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, boas práticas ambientais e princípios da bioeconomia como norteadores para a melhoria dos indicadores dos negócios, de desenvolvimento humano, empoderamento econômico e social das comunidades. Serão contempladas quatro instituições parceiras: a Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) através do seu Escritório de Projetos (EPEC); a Associação Projeto Agrícola Frei Vantuy; a Associação de Pescadores e Marisqueiras de Pedras de Una (AMEPEDRAS); Associação das Marisqueiras e Pescadoras de Belmonte (AMPB) – cartas de parcerias anexadas.

Instituição: Organização Barreira Amigos Solidários
Projeto: Fomento a Cajucultura Agroecológica e comunitária em Barreira
Objetivo: O projeto de Fomento a Cajucultura Agroecológica e comunitária em Barreira com os agricultores familiares e potenciais pronafianos visando desenvolver a Cadeia Comunitária Agroecológica da Cajucultura. A concepção do projeto foi em conjunto com Associação Comunitária dos Moradores da Localidade de Uruá, propondo um elenco de atividades a partir da mobilização das famílias para participação do projeto e para realização do Diagnóstico visando o levantamento de aspectos socioeconômico, técnico Gerencial e Financeiro, como estratégia de priorização dos agricultores visando a fase de aceleração do projeto. Nessa fase teremos um conjunto de atividades visando a fortalecimento e estruturação da cadeia do caju com processos de capacitação em manejo da cultura do caju com enfoque agroecólogico; em boas práticas de produção e manejo (atendimento a legislação sanitária da indústria); em técnicas de beneficiamento da castanha de caju e especial a formação em Cooperativismo e Associativismo e realização de discussão sobre acesso ao Crédito PRONAF.. Aliados, teremos as consultorias com enfoque no processo produtivo e qualidade do projeto; Consultoria gerencial, contábil e financeira; e Consultoria em Marketing, Embalagens e comercialização. Como forma de realizar o fortalecimento ao Associativismo e fomento ao Cooperativismo teremos a estruturação e funcionamento do entreposto, como forma de debater e incentivar a necessidade de criação futura de uma estrutura organizativa que possa funcionar como agente de formação, negociação de mercados e comercialização de produtos, visando fomentar à criação de uma Cooperativa pelos agricultores participantes do projeto.

Instituição: Humberto Alencar Silva de Freitas / Cáritas Diocesana de Teófilo Otoni
Projeto: Aceleração da Agricultura Familiar AASG – Agroecológica, Ambiental, Social e Gerencial das OCS’s nos Vales do Mucuri, Jequitinhonha e São Mateus
Objetivo: Aceleração da Agricultura Familiar AASG – Agroecológica, Ambiental, Social e Gerencial das OCS’s nos Vales do Mucuri, Jequitinhonha e São Mateus. Durante os anos de 2021/2022, dentro de uma grande convergência e parcerias, envolvendo o Programa Interagir para Construir/Frutificar, SEBRAE-MG, Prefeituras e outros, foram desenvolvidas ações chamadas de Jornada de Formação de OCS’s – Organizações de Controle Social. Tal esforço, alcançou a formação de mais de 200 Agricultores Familiares, sendo cadastrados no MAPA, 114 Unidades Produtivas, reunidos em 8 OCS's nos municípios do Nordeste Mineiro. O Edital Fundeci/BNB, veio de encontro as ações demandadas para os próximos anos nesta Região, levando a elaboração do presente Projeto, capitaneados pela Cáritas Diocesana de T. Otoni. Através do Diagnóstico, serão selecionados 50 U. Produtivas dentre as mais de 100 que serão avaliadas. Em seguida, esses Agricultores Familiares participarão de capacitações, Seminários e Missões Técnicas para troca de experiência e simultaneamente serão implantados os Planos de AASG, customizado por cada U. Produtiva. Incentivando a diversificação agrícola, preferencialmente nos Sistemas Agroflorestais e aumento da Biodiversidade. Além da renovação dos cadastros de Orgânicos no MAPA/MG. Trazendo como resultados esperados, a criação de uma Cooperativa Rural, uma Feira Orgânica Regional, criação de site e redes sociais para comercialização através de delivery. Devendo assim, acelerar a Agricultura Familiar e respectivas Unidades Produtivas, ligadas às OCS’s, nos 08 Municípios do Nordeste/MG. Por meio de Assistência Técnica Agroecológica/Orgânica, Assessoria Financeira, Comercial e Gerencial. Baseadas nos princípios da Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável ASG – Ambiental, Social e Gerencial. Numa metodologia adaptada à região e capaz de ser replicável em outras iniciativas de impulsionamento e resiliência da Agricultura Familiar frente as mudanças climáticas.

Instituição: Associação de Orientação às Cooperativas do Nordeste
Projeto: QUINTAL VIVO, MESA FARTA: mais sustentabilidade na agricultura familiar.
Objetivo: O projeto “Quintal Vivo, Mesa Farta” vai trabalhar com agricultoras familiares dos municípios de Abaíra e Souto Soares. As agricultoras estão organizadas em três associações, duas produzem derivados da mandioca e a outra, derivados da cana. Os municípios se localizam no semiárido baiano, ambos com mais de 50% com renda de até 1/2 salário-mínimo. A maioria da população rural destes municípios passa por situações de pobreza e dificuldade de acesso à assistência técnica, ao financiamento da produção agrícola e outras políticas públicas. Durante a execução do Projeto Mais Gestão, a equipe técnica (que vai coordenar essa proposta) junto com as agricultoras familiares de Souto Soares e Abaíra diagnosticaram baixa produtividade, pouca diversidade e sustentabilidade das suas UPFs. As associações relatam grande dificuldade na comercialização de seus produtos, fatores que contribuem para o agravamento da insegurança alimentar e renda. O projeto vai atuar em duas frentes: a) acelerar e diversificar a produção sustentável de 50 UPFs em Souto Soares e Abaíra e, b) potencializar a comercialização das associações participantes. A qualificação das 50 UPFs será realizada por meio de intercâmbios de experiências sustentáveis, rodas de conversa, oficinas e visitas técnicas (presenciais e virtuais). Nesta frente, serão elaborados 50 planos de desenvolvimento sustentável. Para potencializar a comercialização, o projeto vai realizar capacitação, elaboração de um plano de negócios e criação de marketing para cada associação e a realização de campanhas de comercialização. A estratégia é potencializar as experiências sustentáveis de cultivo, criação, manejos, processamento e comercialização exitosas nas UPFs e promover a troca de saberes e técnicas entre os agricultores das comunidades e da região, com o objetivo de diversificar a produção agrícola; aumentar a produtividade e a renda das famílias; reduzir os impactos ambientais e recuperar áreas degradadas.

Instituição: INSTITUTO IRMÃ DOROTHY
Projeto: Florescer no Sertão
Objetivo: O Projeto Florescer do Sertão tem como objetivo fortalecer, acelerar e difundir boas práticas de produção dos arranjos produtivos da pecuária e agricultura regenerativa de base familiar, melhorando os níveis de produtividade, sustentabilidade e governança na perspectiva do aumento da geração de renda e redução da pobreza no campo. Será implementado de forma cooperativa, nos municípios de Batalha e Major Isidoro (AL), adotando metodologias participativas e replicáveis, para impulsionar o desenvolvimento de 50 (cinquenta) unidades familiares de produção rural, com a implementação de intervenções e instalação de unidades demonstrativas de manejo e difusão de tecnologias sociais de convivência com o semiárido e de baixa emissão de carbono.

Instituição: Fabrizio Pellicelli / Associação de Voluntários para o Serviço Internacional - Brasil
Projeto: Projeto de Aceleração da Agricultura Familiar no Salitre (BA)
Objetivo: O Projeto de Aceleração da Agricultura Familiar no Salitre (BA) visa dinamizar a agricultura familiar em 17 povoados do território do Salitre, região localizada nos municípios de Campo Formoso e em Juazeiro da Bahia. Surge da necessidade de potencializar e aprimorar a produção e gestão de grupos locais de caprinocultores e agricultores de base agroecológica. A partir de um fomento inicial já realizado pela AVSI Brasil junto à empresa Enel Brasil, que implementou tecnologias sociais de acesso e reuso de água e de saneamento das águas de esgoto, junto com apoio à agroecologia e à caprinocultura por meio de capacitações, a presente iniciativa será potencializada pelos investimentos que vem sendo realizados na região. Por meio da identificação, mentoria e avaliação com 50 unidades familiares de produção rural e de um forte trabalho educativo, de assistência técnica e de assessoria e acesso à infraestrutura e tecnologias, esta iniciativa busca fomentar uma produção sustentável de caprinos, ovinos e agroecológica, além de ajuda-los na melhoria da gestão do negócio e do acesso ao crédito. Contemplando 12 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e duração de 18 meses, o Projeto terá como resultados esperados: R1. Aumento do uso de tecnologias de convivência com o Semiárido; R2. Melhoria da infraestrutura para produção rural; R3. Aumento da Renda de Produtores Rurais Familiares; R4. Aumento da capacidade de acesso a crédito dos produtores rurais; R5. Incremento da produção rural sustentável.

Instituição: Associação de Desenvolvimento Rural Sustentável da Macambira
Projeto: Potencialidade de Poederias Caipira em Sistema Agroecologico
Objetivo: A Proposta visa oportunizar o desenvolvimento comunitário, a partir da implantação das metas para aceleração de criação de galinhas caipiras poedeiras, na area de atuação da Ass. de Desenvolvimento Rural Sustentável da Macambira, na Zona Rural de Ribeira do Pombal-BA. Através da melhoria dos sistemas tradicionais de produção, padronização nas estruturas físicas dos criadouros utilizados, organizando e utilizando-se de práticas adaptadas à realidade da comunidade e da agricultura familiar, garantindo uma melhor qualidade na produção de ovos e das aves. Onde cinquenta famílias da comunidade serão beneficiadas com a melhoria da instalação do galinheiro em cada unidade de produção familiar. A promoção da inclusão econômica desses agricultores em condições adequadas baseadas no princípio da agroecologia e sustentabilidade proporcionando aumento da produtividade, sendo fundamentada na educação rural com capacitação dos avicultores da agricultura familiar em manejo e sanidade dos animais, gestão empresarial rural e finanças, comercialização e sustentabilidade em prol de um sistema de qualidade efetivo das unidades produtivas familiares com estímulo ao empreendedorismo, a fim de possibilitar a participação em novos mercados e acesso a novas oportunidades de negócios. Pretende-se ainda fomentar a utilização de tecnologia de fontes renováveis de energia, um sistema produtivo agroecologicamente correto capaz de influenciar outros agricultores a adotarem boas práticas a fim de minimizar os impactos ambientais pela adoção de tecnologias de fácil acesso e pautada no princípio da agroecologia com a implementação do biodigestor que proporciona a degradação do material orgânico por meio da ação de bactérias anaeróbias, reduzindo o potencial poluidor dos dejetos a partir da produção de biofertilizante e biogás que garante toda a produção de biogás necessária para a preparação dos alimentos, auxiliando em economia nas unidades produtoras familiares.

Instituição: Prefeitura Municipal de Taiobeiras
Projeto: Selo verde – Mais Produtividade, Mais Sustentabilidade.
Objetivo: O presente projeto tem o objetivo de implantar a transição agroecológica nas unidades familiares de produção com a conversão da produção convencional mais focada no uso de fertilizantes químicos e agrotóxicos, para a produção agroecológica com foco na produção de alimentos saudáveis, sustentabilidade socioambiental e biodiversidade, proporcionando maior equilíbrio do agroecossistema. Promover a transformação das bases produtivas e sociais para recuperar a fertilidade e o equilíbrio ecológico do agroecossistema, em acordo com os princípios da agroecologia, devendo priorizar o desenvolvimento de sistemas agroalimentares locais e sustentáveis, considerando os aspectos sociais, ambientais, governança e econômicos. Com a adoção pelos produtores familiares ao Selo Verde, busca-se uma certificação e aplicação de práticas agroecológicas de “produção mais limpa”, associadas as atividades agropecuárias, agroindustriais e florestais. A assistência técnica e extensão rural será fator primordial para o resultado do projeto, implantando as Boas Práticas Agrícolas (BPA) e o protocolo de transição agroecológica com assistência ininterrupta durante dos 18 meses de projeto.

Instituição: Maria Santos da Silva Bonfin / Associação do Semi-Árido da Microrregião de Livramento
Projeto: FORTALECER ASSOCIAÇÕES COMUNITÁRIAS E COOPERATIVAS
Objetivo: A ASAMIL apresenta, por meio do BNB Edital Fundeci 02/2022 do Programa de Aceleração da Agricultura Familiar, a “Proposta de Fortalecer Associações Comunitárias”, cujo objetivo é a estruturação produtiva e articulação de políticas públicas para promoção da agroecologia de Associações Comunitárias e Cooperativas localizados nos Territórios do Sertão Produtivo e Chapada Diamantina, por meio de assessoramento, com atividades individuais e coletivas, envolvendo a unidade produtiva familiar e a estruturação para a comercialização, visando a produção de alimentos, a segurança alimentar e nutricional e a agregação no valor aos produtos de 200 (duzentos) agricultores/as familiares rurais. A seleção das 200 unidades familiares de produção rural para a fase de Aceleração, será feita pelos 03 Técnicos agrícolas, por meio de atividades coletivas com as Associações e Cooperativas e atividades individuais em cada Unidade de Produção Familiar – UPF e a seleção dos 05 empreendimentos da associação e cooperativa caminhará juntamente com a seleção das famílias, uma vez que o envolvimento dos/as agricultores/as com as atividades dos empreendimentos da associação é imprescindível para o bom funcionamento do projeto.

Instituição: EMPRESA DE ASSISTENCIA TECNICA E EXTENSAO RURAL DO CEARA
Projeto: Geotecnologias e sistemas de inteligência de negócios nas cadeias produtivas da cachaça artesanal, da agricultura orgânica e do turismo rural na região da Serra da Ibiapaba do estado do Ceará
Objetivo: A agricultura familiar tanto no Brasil quanto no estado do Ceará está naturalmente orientada e vocacionada para a busca de um mundo mais sustentável, integrado e humanizado, que cresce com preocupações sociais, ambientais e econômicas, sendo responsável pela segurança alimentar das famílias e provedora de serviços ambientais e ecossistêmicos, água, energia e espaços de lazer. Para analisar e propor intervenções a esse sistema social e produtivo tão dinâmico que é a agricultura familiar, faz-se necessário projetos de aceleração de desenvolvimento e inovação voltados para cada unidade produtiva, que elaborados e implementados em conjunto com diferentes parceiros e redes, cocriem soluções adequadas às diferentes realidades diagnosticadas. Diante do exposto, este projeto tem como objetivo criar um centro virtual de inovações tecnológicas (Hub Virtual) com uso de geotecnologias e plataformas digitais de BI e de SIG para a gestão e disseminação de informações produtivas, econômicas, tecnológicas e ambientais, visando a melhoria nos níveis de produtividade e sustentabilidade de agricultores familiares das cadeias produtivas da cachaça artesanal, agricultura orgânica e turismo rural na região da Serra da Ibiapaba do estado do Ceará. Para tanto, serão realizados diagnósticos, Planos de Desenvolvimento e Projetos via PRONAF para 50 unidades familiares, que serão avaliadas por meio da quantificação das ações Ambientais, Sociais e de Governança (ASG) via Hub Virtual. O projeto propõe, a partir da linha de base identificada na fase de diagnóstico, a utilização de indicadores socioeconômicos, de performance, ambientais e gerenciais, a fim de alcançar resultados como melhoria de renda e da produtividade, otimização de custos de produção, adoção de práticas sustentáveis e inovações tecnológicas, sucessão familiar, dentre outras, avaliando as experiências/inovações geradas pelo projeto e criando uma metodologia replicável em outras regiões do estado do Ceará.

Instituição: ESPLAR CENTRO DE PESQUISA E ASSESSORIA
Projeto: SERTÃO AGROECOLÓGICO: SEMEANDO VIDA, PRODUZINDO RIQUEZAS
Objetivo: Objetivo geral: Promover ações no âmbito da Agricultura Familiar no Semiárido cearense que contribuam com a agricultura de baixo carbono através do manejo agroecológico de 50 unidades de produção familiar em 03 municípios do Território de Inhamuns. Objetivo especifico: 1. Mobilizar e envolver diretamente 50 famílias para a implementação e execução do projeto; 2. Promover ações de formação e capacitação de agricultores/as familiares em práticas agrícolas de Conservação, Preservação e Manejo Sustentável dos Recursos Naturais, com base nos princípios da Agroecologia. 3. Desenvolver práticas de manejo e conservação das unidades de produção familiar que promovam a mitigação, a fixação e o armazenamento do carbono e a convivência com o semiárido. 4. Fomentar e fortalecer ações que promovam geração de renda, trabalho coletivo, autogestão e a justiça social e o cuidado com o meio ambiente. 5. Construir e difundir o conhecimento agroecológico, através de intercâmbios entre agricultores/as e instituições que realizam ações de manutenção e aumento da agrobiodiversidade da Caatinga. 6. Promover o monitoramento contínuo e sistemático das ações, aliada a um processo de avaliação coletiva e participativa. 7. Garantir estrutura institucional e operacional para desenvolvimento do projeto. 8. Criar mecanismos de comunicação e divulgação do projeto.

Instituição: CARITAS DIOCESANA DE CRATEÚS
Projeto: Sertões do Bem Viver: Aceleração de práticas de Agricultura Familiar que transformam o Semiárido!
Objetivo: O Projeto Sertões do Bem Viver: Aceleração de práticas de Agricultura Familiar que transformam o Semiárido! é proposto pela Cáritas Diocesana de Crateús, e será executado com a parceria do IFCE Boa Viagem, objetivando contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável do Semiárido, fortalecendo empreendimentos da Agricultura Familiar e acelerando processos de inovação, difusão de tecnologias apropriadas e acesso aos mercados. Será desenvolvido em 09 municípios da Mesorregião dos Sertões Cearenses, beneficiando pelo menos 150 famílias com diagnóstico participativo, sendo que 50 destas receberão mentorias para elaboração de planos de negócios, acesso a crédito, incorporação de práticas agroecológicas de produção e de convivência com o semiárido, além da inclusão digital pela introdução do uso de aplicativos, que aprimorarão os processos de gestão dos empreendimentos, qualifcando os aspectos técnicos, gerenciais e financeiros. O projeto busca atender às demandas relacionadas ao Semiárido e suas condições, criando soluções individualizadas, por isto prevê ações de formação para a introdução de tecnologias apropriadas com preocupação em gerar produtividade aliada à preservação e à conservação dos recursos naturais, sendo essa a maior aposta do projeto. O projeto ainda se insere num conjunto de ações que a proponente já desenvolve em diversas comunidades, incorporando metodologias participativas que geram autonomia, porque desenvolve capacidades. As ações serão apoiadas pelo campus do IFCE de Boa Viagem, inclusive com a plena utilização do Centro de Inovação e Difusão de Tecnologias para o Semiárido fruto de parceria do Instituto com o Ministério do Desenvolvimento Regional. O Centro tem como tripé a INOVAÇÃO - CAPACITAÇÃO – GERAÇÃO DE PRODUTOS E NEGÓCIOS e será fundamental para o alcance dos objetivos e das metas.

Instituição: Andressa Ferreira Alves / FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO AGRO SOCIOAMBIENTAL DO ESPÍRITO SANTO
Projeto: INOVANORTE: Tecnologia, Inovação e Práticas Ambientais, Sociais e de Governança como Critérios de Sustentabilidade para a Agricultura Familiar do Norte do Espírito Santo.
Objetivo: No Território Norte do Espírito Santo predominam monoculturas como a cafeicultura e silvicultura alicerçadas pelo uso intensivo dos recursos naturais e da larga escala da mecanização, insumos e agrotóxicos. Em contraponto, a Agricultura Familiar vem cultivando uma diversidade de alimentos, porém dependentes de pacotes tecnológicos convencionais, que se agravam nos períodos de estiagem. Nos seis municípios selecionados, se propõe implantar iniciativas piloto estruturadas em processos sustentáveis de produção, agroindustrialização, comercialização e de governança das unidades produtivas e empreendimentos da agricultura familiar beneficiárias do projeto, com ênfase em práticas sustentáveis, gênero e geração. Portanto, a proposta é realizar ações integradas de ATER e P,D&I com metodologias participativas, integradas à Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação que possibilitem a realização de mentorias, cursos, oficinas, reuniões e intercâmbios com ênfase em práticas sustentáveis. Por meio da mentoria e da estruturação de 6 Unidades Demonstrativas haverá o incentivo a difusão de tecnologias, inovação e melhoria das práticas ambientais, sociais e de governança, adequadas ao desenvolvimento do território promovendo a aceleração de 50 famílias de agricultores familiares inseridas no InovaRural. No período de 2 anos o projeto pretende aumentar a produção, a produtividade e a sustentabilidade das unidades produtivas e empreendimentos, promover o acesso às políticas públicas, investimentos e crédito desses agricultores. Esse incentivo à aceleração, irá fortalecer a estruturação e a gestão efetiva de suas organizações associativas e propriedades, a agregação de valor dos seus produtos, a geração de renda alternativa e da inclusão produtiva, a sucessão familiar, e o acesso aos mercados diferenciados e às Políticas Públicas.

Instituição: Cáritas Brasileira Regional Ceará
Projeto: Tecendo e promovendo iniciativas de produção e comercialização da agricultura familiar em rede.
Objetivo: A proposta apresentada visa o fortalecimento da agricultura familiar em 4 municípios localizados na Região do Vale do Jaguaribe e Serra da Ibiapaba no Ceará, contemplando na fase inicial 100 famílias com um diagnósticos que vai demonstrar as realidades vivenciadas por esses agricultores e agricultoras do processo produção, compras de matérias primas, e comercialização dos produtos. Os diagnósticos que serão aplicados levantará informações sobre os potenciais e fragilidades englobando, a existência planejamento da produção, existência ou necessidades de equipamentos e infraestruturas necessárias ao desenvolvimento das atividades, formas de financiamento da produção se são de fontes próprias ou se acessaram alguma linha de crédito , se existe comercialização dos produtos e como é realizado atualmente, quais tipos de mercados acessados e se essas famílias têm ou tiveram algum momento assessoria técnica. Numa segunda fase da proposta apresentada prestado o acompanhamento a 50 famílias pela equipe técnica que será contratada pela Cáritas, esse acompanhamento se dará a partir da estruturação de um Plano de Desenvolvimento elaborado a partir das revelações do dados sistematizados do diagnóstico e das visitas técnicas sistêmicas as famílias , a partir das intervenções e construção coletivas de alternativas para o bom desenvolvimento produtivo e de comercialização levando uma melhoria da renda dessas famílias. A agricultura familiar é responsável por 70% dos alimentos que chegam aos pratos do brasileiros, porém, atualmente muitos desses brasileiros encontram-se sem esse direito básico que é a alimentação e agricultura familiar pode solucionar esse problema, no entanto, faz-se necessário que esses trabalhadores e trabalhadoras tenham acesso a assistência técnica, linhas de créditos compatível com as realidades vivenciadas e políticas públicas favoráveis. Acreditamos que o projeto proporcionará solução desses gargalos às 50 famílias que serão acompanhadas de forma direta.

Instituição: Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador
Projeto: Projeto Sistema Agrossilvipastoril e produção agroecológica para geração de renda e autonomia no semiárido
Objetivo: Essa proposta, a ser implementada para o período de 24 meses, pretende trabalhar com 120 famílias da Rede de Agricultores/as Agroecológicos/as e Solidários/as do Território de Sobral, em 04 municípios: Sobral, Senador Sá, Graça e Massapê, em 09 núcleos de 32 comunidades. Irá selecionar 50 famílias para implantação de sistemas agrossilvipastoris/agroflorestais diversos a partir da estratégia de produção de cada família. Opta por estratégias de integração da produção nos agroecossistemas, práticas agroecológicas de conservação de solo, recuperação de espécies nativas e da agrobiodiversidade, aliando a produção de alimentos já desenvolvidas pelas famílias. Suas ações, serão realizadas em parceria do CETRA, EMBRAPA e IFCE, e irá apresentar resultados em curto prazo, buscam incidir sobre mudanças de comportamento, de modo a gerar multiplicação da lógica desses sistemas sustentáveis para mais duas famílias agricultoras – em anos seguintes – das experiências vividas. São ações previstas para o projeto: estudo de linha de base e de avaliação; elaboração de 50 projetos produtivos específicos por agroecossistema; processos formativos em SAF, caprinovinocultura, bovinocultura, avicultura, suinocultura e criação de abelhas, beneficiamento, processamento e agregação de valor dos produtos para comercialização e EAD – Ensino a Distância para juventude rural; 25 hectares implantados de sistemas agrossilvipastoris e agroflorestais; assessoria técnica continua mensal; melhoramento genético do rebanho caprino, ovino e suíno; Fortalecimento da gestão da Rede por meio de reuniões trimestrais, e Estruturação da Unidade Física e virtual do espaço de comercialização da produção agroecológica: Quiosque Agroecológico.

Instituição: MOVIMENTO DE ORGANIZAÇÃO COMUNITÁRIA
Projeto: Assessoria técnica gerencial para resiliência hídrica no semiárido
Objetivo: A assessoria técnica alinhada a adoção de tecnologias e práticas agroecológicas tem se demonstrado eficiente na evolução social, econômica e produtiva de propriedades da agricultura familiar. As diversas organizações ligadas ao trabalho com agricultores/as familiares têm buscado desenvolver métodos de atuação que necessitam ser validadas como potencializadoras de mudanças efetivas e de sustentabilidade nas unidades de produção familiar - UPF O incremento de uma assessoria técnica sistemática junto a implementação de tecnologias que possam disponibilizar maior contingente de água nas propriedades do semiárido, como também vise a diversificação dos cultivos trona-se ferramentas essenciais a sustentabilidade dos agroecossitemas. A técnica do reuso de águas cinzas consegue ampliar a quantidade de água disponível para a produção de alimentos, como também possibilita minimizar os danos ambientais provenientes dos despejos indiscriminados e sem o devido tratamento de águas usadas no solo e mananciais hídricos. Os sistemas agroflorestais, por sua vez intensificam a produção de alimentos com a ampliação e diversificação dos cultivos. Desta forma, tornam-se elementos mobilizadores, junto a assessoria técnica adequada, da busca pela sustentabilidade econômica, financeira e ambiental das propriedades. Esta proposta visa beneficiar efetivamente 50 famílias, média estimada de 200 pessoas, através de uma assessoria técnica, gerencial e processual, visando o desenvolvimento técnico produtivo, o gerenciamento da produção e a comercialização. Tendo como aporte o incremento de tecnologias com a construção de sistemas de reuso de águas cinzas, e a ampliação/implementação de sistemas agroflorestais nos quintais produtivos de famílias. Esta proposta tem ainda como horizonte o desenvolvimento de métodos e experiências exitosas, e que estes resultados sejam sistematizados e divulgados com potencial de difusão para outros tantos empreendedores da agricultura familiar no semiárido.

Instituição: Adauto Liberato de Moura Neto / FEDERAÇÃO DE AGRICULTURA E PECUÁRIA DO ESTADO DA BAHIA
Projeto: Assistência Técnica e Gerencial a Produtores da Agricultura Familiar no Território de Irecê - Bahia
Objetivo: A atividade agropecuária é de fundamental importância para a economia do Território de Irecê, tendo o cultivo da olericultura, caprinovinocultura e bovinocultura leiteira uma das principais atividades para a sobrevivência do homem e da mulher do campo. O setor é um grande responsável pela geração de emprego e renda no território, porém o sistema de produção é bastante deficiente, o que acarreta uma baixa produtividade, muito aquém da faixa de potencial da cultura. Diante desse contexto, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia propõe para esta Seleção Pública atuar como entidade promotora da Assistência Técnica Gerencial e formação profissional rural, visando aumentar produtividade e lucratividade dos produtores rurais, desenvolvendo a sustentabilidade nas propriedades desse território. O programa consiste em assistir 50 produtores do território de Irecê, elaborar Planos de Desenvolvimento para as unidades familiares, Cursos de Formação Profissional Rural (FPR) voltados à cadeia especifica trabalhada, gestão das propriedades. Todos os produtores receberão Assistência Técnica e Gerencial em suas propriedades, com visitas individualizadas, elaboração de planos de trabalhos, orientações das intervenções técnicas e financeiras, e posterior avaliação de resultados, além de subsídios para investir em soluções tecnológicas. Durante o projeto serão realizados 3 Dias de Campo para demonstração dos resultados e difusão de práticas de manejo para os demais produtores da região. Serão promovidos junto aos produtores atendidos, serão realizadas mentorias nas áreas de cooperativismo, plano de negócio, mercado e comercialização. Os produtores ao final do projeto, deverão estar aptos a colocarem em prática o que foi abordado nas aulas e nas visitas de assistência técnica, mantendo o protocolo agronômico e gerencial de suas propriedades de forma sustentável, além de apresentarem aumento da produtividade, rentabilidade e com isso melhoria na qualidade de vida.

Instituição: ASSOCIACAO CRISTA DE BASE
Projeto: “RAINHAS DO MEL”: GRUPOS DE MULHERES APICULTORAS DA CHAPADA DO ARARIPE E ADJACÊNCIAS PRODUZINDO E COMERCIALIZANDO PRODUTOS/SUBPRODUTOS DA APICULTURA.
Objetivo: O projeto “RAINHAS DO MEL”: GRUPO DE MULHERES APICULTORAS DA CHAPADA DO ARARIPE PRODUZINDO E COMERCIALIZANDO PRODUTOS/SUBPRODUTOS DA APICULTURA, parte de duas necessidade centrais nas comunidades que trabalham a cadeia produtiva da apicultura; as dificuldades de escoamento da produção de mel com valores justos e o incentivo para as mulheres adentrarem no manejo, produção e comercialização dos produtos e subprodutos da apicultura, em prol do empoderamento e geração de renda para as famílias lideradas por mesmas. Tais necessidades sempre debatidas nas reuniões das comunidades de atuação, somadas ainda, ao problema econômico e a degradação ambiental das regiões de execução é o que leva a Associação Cristã de Base - ACB em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFCE- Campus Crato, a implementar o Projeto. Hoje, as famílias que são apicultoras possuem em sua essências a consciência de preservação da pastagens apícolas, sendo de forma direta ou indiretamente uma preservação de nossa flora nativa e outras exóticas. Além disso, essa atividade tem papel importante como complemento de renda das famílias rurais, tanto pelo seu contexto na produção de seus produtos, como também na alimentação das mesmas. Em outro visão, a apicultura avançou pouco na produção a nível familiar, sendo que a maior porcentagem dos apicultores(as) são considerados “meleiros e meleiras”, pois se preocupam de forma única e exclusivamente na retida do mel das colmeias. Hoje, a tecnologia possibilita a produção otimizada de mel através dos manejos das colmeias e do pasto apículas, proporcionando maior produtividade de mel e subprodutos com menos colmeias. Por esse motivo o projeto tem como objetivo beneficiar mulheres apicultoras da Chapada do Araripe e adjacências organizadas em associação e/ou cooperativas objetivando a criação de abelhas rainhas com o foco na melhoria de produtividade da geleia real e mel, para produção de subprodutos (sabonetes, cremes e lambedores).

Instituição: JOSÉ LUÍS TAVARES DA SILVA / Cooperativa dos Pequenos Agricultores Organizados
Projeto: AÇÕES E IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS DE INOVAÇÃO NA CADEIA PRODUTIVA DA FRUTICULTURA EM MARAGOGI - AL.
Objetivo:

Instituição: Sindicato dos Trabalhadores Rurais Assalariados e Agricultores Familiares de Rio Pardo de Minas - MG
Projeto: Fortalecimento da cadeia da mandioca e subsistemas associados
Objetivo: Este projeto visa fortalecer a cadeia produtiva da mandioca em integração a outros subsistemas produtivos, de agricultores familiares do município de Rio Pardo de Minas/MG, de forma sustentável. Visa aumentar a capacidade de produção e comercialização da mandioca e seus derivados, em associação com outros subsistemas como a cana, o agroextrativismo, consórcios com outros cultivos como milho e feijão, criação de animais (galinhas, suínos e gado), e subsistemas agroflorestais como a do café sombreado (café de chácara) tendo por base técnicas agroecológicas, a fim de gerar aumento da renda no seio da unidade com produção de alimentos saudáveis, com o mínimo de impacto ao meio ambiente. A partir de um trabalho de diagnóstico que contará com a participação de 120 agricultores locais, serão selecionados um total de 50, com interesse e potencialidades de crescimento, dentro das condições e propostas do projeto. Será oferecido um trabalho de acompanhamento técnico, com base em planejamentos conduzidos por uma mentoria, que contemplará diversos aspectos de cada unidade produtiva, como as práticas de manejo, relações com o ambiente, questões gerenciais, planos de negócios, acesso ao PRONAF, dentre outros, voltados ao avanço dessas práticas com aumento da produtividade e da renda de forma sustentável, ambiental e economicamente. O projeto será composto também por atividades de capacitação, experimentos e difusão de tecnologias, nos âmbitos de manejo e processamento que poderão intensificar os resultados num prazo médio, a partir das próximas safras nas unidades.

Instituição: Associação dos Trabalhadores Rurais da Região Sul e Agreste
Projeto: ADOÇÃO DE PRÁTICAS AGRÍCOLAS SUSTENTÁVEIS NO CULTIVO DE HORTALIÇAS E FRUTICULTURA POR AGRICULTORES FAMILIARES BENEFICIÁRIOS DA REFORMA AGRÁRIA DA REGIÃO DE TABULEIROS SUL DO ESTADO DO ALAGOAS.
Objetivo: A agricultura familiar vem crescendo e se desenvolvendo e tornando-se cada vez mais importante para a sustentabilidade de produção, geração de emprego e renda, desenvolvimento local e a segurança alimentar para a população. Os principais fatores que contribuíram para o avanço produtivo foram às tecnologias empregadas no processo de produção, pois possibilitaram a intensificação dos sistemas produtivos com adoção de modelos mais modernos. As políticas públicas de Assistência Técnica Rural (ATER), devem promover, por meio da educação ambiental rural, ações que amparem o desenvolvimento rural sustentável e promovam a mitigação de impactos socioambientais negativos, promovendo melhor qualidade de vida na zona rural. Ante ao exposto, o presente projeto tem como objetivo identificar agricultores familiares beneficiários da reforma agraria da Região de Tabuleiros Sul do Estado de Alagoas e estrutura toda cadeia produtiva para a produção de hortaliças e frutas em sistemas agroecológicos com acompanhamento técnico especializado.

Instituição: Lucas Britto Landim / INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO
Projeto: ASSISTÊNCIA TÉCNICA ESPECIALIZADA PARA O DESENVOLVIMENTO AUTO-SUSTENTÁVEL DE EMPREENDIMENTOS DA AGRICULTURA FAMILIAR NO SUDOESTE BAIANO
Objetivo: Encontrar estratégias de agregação de valor aos alimentos produzidos por agricultores familiares se torna uma necessidade constante em razão das exigências dos órgãos de fiscalização. Nesse contexto, iniciativas que busquem a qualificação técnica com foco na produção sustentável com qualidade é cada vez mais necessária. Sendo assim, objetiva-se atuar em grupos produtivos de agricultores familiares, visando o desenvolvimento e/ou agregação de valor de seus produtos, bem como, na melhoria das condições higiênico-sanitárias, promoção da segurança alimentar e nutricional e a regularização das agroindústrias para o acesso ao mercado formal, além de avaliar o manejo de ordenha e a produção do leite nas propriedades rurais do Sertão Produtivo, a fim de promover a prospecção do queijo coalho artesanal maturado no Território Sertão Produtivo através da implantação das Unidades de Referências de Aprendizagem Participativa - URAPs - com intuito de promover e multiplicar as Boas Práticas Agropecuárias e difusão tecnológica para produção do queijo coalho maturado com foco no fortalecimento da cadeia de valor do leite no território. As ações do projeto serão distribuídas em três principais momentos: i. diagnóstico: aplicação do questionário; aplicação do check list; acompanhamento no campo; e seleção dos empreendimentos/agricultores; ii. aceleração: elaboração e capacitação em BPFs e APPCCs; incentivo ao PRONAF; investimento em equipamentos; implantação de tecnologias e processos; análise, desenvolvimento e melhoramento de produtos; e adequação e desenvolvimento de embalagens e rotulagem; e iii. avaliação: questionário final; check list final; tabulação de dados; apresentação dos resultados quantitativos e qualitativos; e promoção de rodadas de negócios e eventos. Espera-se valorizar o agricultor familiar dando importância à sua atividade, promovendo, consequentemente, expectativas com aumento da produção e melhoria da qualidade dos produtos produzidos na propriedade.

Instituição: Sindicato dos Produtores Rurais de Itamarandiba
Projeto: PROGRAMA DE INCENTIVO A PRODUÇÃO E DIVERSIFICAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR
Objetivo: O presente Projeto tem como objetivo levar Assistência Técnica e capacitações ás unidades de produção familiar dos municípios de Itamarandiba, Coluna, Frei Lagonegro e São José do Jacuri. Serão aplicados questionários com o objetivo de selecionar tais unidades de produção familiar, que tenham o perfil buscado pelo projeto. Após a seleção, terá inicio as assistências técnicas mensais nas diferentes cadeias produtivas, com o objetivo de ampliá-las e melhorá-las. Após o diagnóstico individual das propriedades, serão construídas estufas agrícolas que possibilitarão aos agricultores a produção e comercialização nos períodos chuvosos e de outras intempéries (vento, granizo, etc), para que assim seus produtos possam ser comercializados durante todo o ano, permitindo-os uma renda mensal constante. Além disso, o projeto visa a melhoria de renda e a diminuição do êxodo rural. Serão ofertados aos produtores diversos treinamentos e seminários, afim de facilitar e melhorar os processos produtivos das propriedades rurais. Após a conclusão do projeto, serão apresentados ás instituições envolvidas e aos produtores os resultados alcançados. Todas as visitas técnicas, treinamentos e seminários serão comprovadas através de fotos e listas de presença.

Instituição: Associação Humana Povo para Povo Brasil
Projeto: Plataforma Rede Solidária: Diagnóstico e Aceleração da Agricultura Familiar no Estado da Bahia
Objetivo: O projeto tem como objetivo realizar primeiramente um diagnóstico, no qual será realizado um levantamento de informações de cem produtores da agricultura familiar integrados à Rede de Economia Solidária da Bahia. Destes cem produtores, cinquenta serão selecionados para uma fase posterior, de aceleração. Durante este processo serão ofertadas atividades mentoria com o objetivo de melhorar a produtividade agrícola, aumentar a formalização da produção e também oferecer consultoria em design com o objetivo de encaminhar estes produtores para comercialização através da plataforma de e-commerce sendo desenvolvida pela Humana Povo para Povo Brasil. Todos estes produtores, assim como outros amigos da rede de economia solidária, agentes públicos e acadêmicos estarão conectados pela iniciativa pioneira de desenvolvimento de uma Plataforma Solidária, que servirá como uma ferramenta e espaço de mobilização para as atividades previstas neste projeto. A Plataforma Solidária vem sendo desenvolvida no âmbito de um projeto patrocinado pela Secretaria de Emprego e Renda do Estado da Bahia (SETRE-BA), em parceria com os Centros Públicos da Economia Solidária (CESOL). Portanto, contamos com uma parceria com a organização Filhos do Mundo, gestora do CESOL-Salvador, que também coordena a administração de uma estrutura destinada à apoiar a comercialização de produtos da economia solidária produzidos em outros territórios da Bahia, incluindo lojas em shopping e espaços de armazenamento que estarão a disposição do presento projeto para apoiar a distribuição de produtos através da plataforma de e-commerce. A Plataforma Solidária contará também com um espaço de um Observatório da Economia Solidária, onde será utilizado um sistema de business inteligence para apresentar os resultados da economia solidária da Bahia, uma página de Eventos, páginas individuais destinadas aos diversos empreendimentos e um blog de notícias que servirão de base para mobilização das atividades desta proposta.

Instituição: FEDERACAO DAS ASSOCIACOES COMUNITARIAS DO MUNICIPIO DE LAVRAS DA MANGABEIRA
Projeto: Campo digital: conectando nossos produtores com o futuro
Objetivo: A Federação das Associações Comunitárias do Município de Lavras da Mangabeira (FACOMLAM) busca fortalecer as associações locais por meio de um projeto de inclusão digital, que visa capacitar e fornecer tecnologia para 100 famílias produtoras e mais 750 famílias indiretamente. Com a tecnologia, as associações poderão gerenciar seus dados de forma mais eficiente, melhorar sua comunicação e automatizar processos, aumentando a eficiência e acessando informações atualizadas sobre preços de commodities, previsões climáticas e novas tecnologias. Além disso, a inclusão digital trará benefícios socioeconômicos para a região, como aumento da produtividade e competitividade no mercado, fortalecimento das organizações rurais e desenvolvimento sustentável. Para alcançar esses objetivos, o projeto inclui o desenvolvimento de um programa de capacitação, a fomentação da adoção de soluções tecnológicas específicas para o setor agropecuário, a criação de redes de cooperação, a avaliação periódica dos resultados, a promoção de práticas sustentáveis, a participação em editais e chamadas públicas, a realização de eventos e capacitações presenciais e online, a integração com outros atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo da região, o fortalecimento da imagem e reputação das associações, a disponibilização de recursos humanos e tecnológicos bem como a regularização contábil de todas as associações filiadas integrantes do projeto. Com esse projeto, a FACOMLAM contribui para o desenvolvimento sustentável da região, melhorando a vida dos agricultores e suas famílias e fortalecendo as organizações rurais.

Instituição: COOPERATIVA REGIONAL DOS ASSENTAMENTOS DE REFORMA AGRÁRIA DO SERTAO CENTRAL DO CEARÁ COOPERASC LTDA
Projeto: FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E MITIGAÇÃO DOS IMPACTOS CAUSADOS PELA BOVINOCULTURA LEITEIRA NO SERTÃO CENTRAL DO CEARÁ
Objetivo: O projeto visa o fortalecimento da agricultura familiar por meio de ações que aumentem a produtividade, qualidade, sustentabilidade, e focam em famílias de baixa e média renda. Famílias essas que receberam consultorias afim de potencializar diversas áreas, mas com foco na bovinocultura. Serão realizadas atividades como consultoria, capacitações, visitas técnicas em diversas linhas de atuação, mas dentro do segmento bovinocultura leiteira. O projeto terá um cronograma viável afim de distribuir essas atividades ao longo do projeto, recursos e equipamentos para adquirir a realização dos trabalhos junto com as famílias. Ao fim do projeto realizar o comparativo entre a situação inicial e final das unidades familiares de produção para vermos a evolução das famílias com o projeto.

Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL
Projeto: Inteligência Artificial e Agricultura de Precisão para Eficiência Produtiva e Sustentável da Fruticultura Familiar na Região Geográfica Intermediária de Petrolina/PE
Objetivo: Após o diagnóstico do contexto situacional da população e da região alvo, já na fase de aceleração das unidades familiares de produção rural selecionadas, com treinamentos e orientações personalizadas, será iniciada a fase de disseminação, divulgação e multiplicação de novas tecnologias do Agro 4.0. Através do desenvolvimento de um protótipo piloto (TRL 6) de um sistema de Agricultura de Precisão, por meio de Aeronave Não Tripulada (UA ou drone). A UA será equipada com sensores RGB e multiespectral, a fim de monitorar lavouras de fruticultura.. Os sensores permitirão a contagem de plantas; identificação de falhas do plantio; zonas de manejo; e desenvolvimento e estresse da cultura, com base nas imagens aéreas, resposta espectral e variações de reflectância de cada planta. Além disso, com os ortomosáicos e Modelos Digitais de Terreno (MDT) e de Superfície (MDS) gerados, será possível fazer estudos topográficos das propriedades familiares. O sensor multiespectral possibilitará ainda o cálculo do Índice de vegetação, como NDVI, SAVI e/ou VARI, para gerar taxas de aplicação. Modelos de inferência baseados em Inteligência Artificial serão desenvolvidos, a fim de correlacionar dados de evapotranspiração do local e a necessidade hídrica de cada cultivar, onde imagens de satélites também poderão ser utilizadas. As imagens geradas serão combinadas a modelos agronômicos das diversas culturas presentes na região e incorporadas à gestão agrária, incluindo estudos preliminares para pulverização com UA, no combate a pragas e fungos da fruticultura. Os resultados do projeto serão incorporados aos Planos de Desenvolvimento elaborados para as unidades familiares de produção rural. Os dados fotogramétricos irão complementar ações para a melhoria dos aspectos técnico-gerenciais das unidades.

Instituição: ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA INDÍGENA PAC RE
Projeto: PROJETO DE DIVERSIFICAÇÃO E FORTALECIMENTO DAS FAMÍLIAS KANELA
Objetivo:

Instituição: Sindicato dos Produtores Rurais de Barra do Corda
Projeto: Projeto de Aceleração da Agricultura Familiar na região Central do Maranhão - Região dos Gujajaras
Objetivo: O projeto tratará sobre o fomento ao plantio do milho, mandioca e bovinocultura, com inovações tecnológicas. Serão beneficiadas 50 unidades familiares de cultura do milho, mandioca e bovinocultura , que serão implantadas em propriedades de agricultores familiares previamente selecionados. O mesmo tem como objetivo de fortalecer e Acelerar a Agricultura familiar, objetivando o aumento dos níveis de produtividade, sustentabilidade (melhores práticas ASG), auxiliando na difusão de tecnologias e de inovação a agricultores familiares domiciliados na área Central do Maranhão, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da Região. através do implemento tecnológico, aumentando sua produtividade no território, melhorando os índices de desigualdade social, através da geração de renda para as famílias envolvidas, no Município de Barra do Corda/MA. Para a escolha dos locais a serem desenvolvidas as unidades, foi levado em consideração os diferentes tipos de solos do território de forma representativa, localização geográfica, qualidade do acesso e o beneficiamento de agricultores que já cultivam o milho, porém com uso de baixo nível tecnológico. O maior benefício econômico/social deste projeto é o desenvolvimento de conhecimento técnico e cientifico,

Instituição: Maria das Graças de Carvalho Clementino / Associação de Desenvolvimento Comunitario Rural de Morro de Dentro
Projeto: Projeto de Difusão e Inovação Tecnológica para Aceleração da Ovinocultura na Associação Morro de Dentro
Objetivo: O Projeto de Difusão e Inovação Tecnológica para Aceleração da Ovinocultura na Associação Morro de Dentro, objetiva atender diretamente 130 (cento e trinta) familias de produtores rurais, sendo 81 (oitenta e uma) mulheres com 45 (quarenta e cinco) jovens e 49 (quarenta nove) homens, com 28 (vinte e oito) jovens, com a inclusão da comunidade quilombola de Campo Alegre com 29 (vinte e nove) mulheres, em 15 comunidades do município de Jacobina do Piaui. O projeto objetiva trabalhar a aceleração da agricultura familiar, atraves da mobilização das familias para processo de capacitação e assessoria técnica para a difusão de tecnologias que melhorem os níveis de produtividade com sustentabilidade ambiental dos empreendimentos rurais. Para tanto será utilizado uma metodologia de aplicação que possibilite a sua replicação em outras localidades, e, que tenha a capacidade de impulsionar os níveis de produtividade das unidades de produção familiar rural. A sua implementação pressupõe a adoção de tecnologias de produção sustentável e de baixa emissão de carbono, mas que envolvem as famílias no processo com autonomia e empoderamento local para a busca de equidade no processo de gestão. A execução do projeto tem como principais ações: A realização de oficinas de mobilização das familias para identificar as unidades familiares de produção rural, A realização de oficinas para Elaboração do Diagnostico nas unidades familiares observando os aspectos tecnico, socioeconômicos, gerencial e financeiros praticados na unidade familiar de produção rural, para posterior seleção das unidades familiares a serem trabalhadas no processo de Aceleração; Realização de oficias de Elaboração de planos de investimentos nas unidades familiares, Realizar oficinas para mentorias individuais nas unidade familiar de produção rural, realizar oficinas de avaliação dos resultados do projeto e contratação de equipe técnica para fazer assessoria técnica as unidades familiares de produção rural.

Instituição: Serviço de Tecnologia Alternativa
Projeto: Desenvolver e Criar no Agreste de Pernambuco
Objetivo: O SERTA apresenta o projeto Desenvolver e Criar no Agreste de Pernambuco, organizado conforme o que precede o Edital FUNDECI 02/2022 - Programa de Aceleração da Agricultura Familiar. Com foco no município de Caruaru, Agreste de Pernambuco. O mesmo prever investimentos da ordem de R$ 969.608,78, sendo R$ 857.568,78 com recursos do FUNDECI, e R$ 112.040,00 em contrapartida, deverá apresentar resultados conforme atendimento aos ODS 01, 02, 05, 08,12, e 13. As etapas previstas no projeto são os de Diagnóstico, Aceleração e Avaliação, envolverá 100 agricultores/as na fase de diagnóstico e atenderá a 50 agricultores/as a partir das fases de aceleração e avaliação. A aceleração contará com disponbilidade de equipe dedicada ao projeto, bem como, consultorias especializadas em atendimento as circunstâncias individualizadas encontradas no Plano de Desenvolvimento Individual (PDI). Durante a fase de aceleração, o projeto irá disponibilizar de recurso considerando "Verba estruturação de unidade familiar de produção rural", disponibilizando adubos, caldas, sementes, tela, o que for necessário de forma individualizada e em atendimento ao processo de aceleração. Aos agricultores/as que forem elegíveis, e assim desejarem, receberão todo suporte para acesso à crédito via PRONAF, numa ação orquestrada entre o SERTA e a Agência do Banco do Nordeste responsável pelo município de Caruaru/PE. Ao término dos trabalhos, será realizado processo de avaliação do impacto das ações, com a reaplicação de questionário (espelho do diagnóstico) a ser apresentado em momento coletivo para validação desta avaliação. Acredita-se que o processo trará impactos positivos quanto a qualidade e quantidade de alimentos, melhoria nos processos organizacionais, aumento do acesso ao crédito, aumento no acesso ao PAA e PNAE, trazendo, no curto espaço de tempo, um cenário em prol do desenvolvimento sustentável.

Instituição: Associação de Pequenos Produtores do Maquine- APAAMA
Projeto: Projeto Inovação com Inclusão de Mulheres e Jovens na Apicultura do Assentamento Maquine
Objetivo: Projeto Inovação com Inclusão de Mulheres e Jovens na Apicultura do Assentamento Maquine para Aceleração da agricultura familiar, objetiva atender diretamente 120 (cento e vinte) familias de produtores rurais, sendo 81 (oitenta e uma) mulheres com 45 (quarenta e cinco) jovens e 49 (quarenta nove) homens, com 28 (vinte e oito) jovens, em 07 (sete) localidades doa Assentamento Maquiné do município de Pimenteira- Piaui. O projeto objetiva trabalhar a aceleração da agricultura familiar, atraves da mobilização das familias para processo de difusão tecnológica, capacitação e assessoria técnica para a difusão de tecnologias que melhorem os níveis de produtividade com sustentabilidade ambiental dos empreendimentos rurais Para isso utilizará uma ferramenta metodológica de aplicação que possibilite a sua replicação em outras localidades e, que tenha a capacidade de impulsionar os níveis de produtividade das unidades de familiar de produção rural. A sua implementação pressupõe a adoção de tecnologias de produção sustentável de baixa emissão de carbono, mas que envolvem as famílias no processo com autonomia e empoderamento local para a busca de equidade no processo de gestão. A execução do projeto tem como principais ações: A realização de oficinas de mobilização das familias para identificar as unidades familiares de produção rural, A realização de oficinas para Elaboração do Diagnostico nas unidades familiares observando os aspectos tecnico, socioeconômicos, gerencial e financeiros praticados na unidade familiar de produção rural, para posterior seleção das unidades familiares a serem trabalhadas no processo de Aceleração; Realização de oficias de Elaboração de planos de investimentos nas unidades familiares, Realizar oficinas para mentorias individuais nas unidade familiar de produção rural, realizar dias de campo, prestar assessoria técnica, realizar oficinas de avaliação dos resultados do projeto e contratação de equipe técnica para fazer assessoria técnica.

Instituição: COOPERATIVA DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E INDUSTRIALIZAÇÃO DE HORTIFRUTIGRANJEIROS DE IMPERATRIZ
Projeto: PROJETO SOMAR - FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR DA REGIÃO TOCANTINA
Objetivo: A produção agrícola é uma atividade de riscos técnicos e econômicos. O projeto visa fazer levantamento de todos aspectos socioeconômicos e ambientais das regiões a serem contempladas, desta forma determinar as melhores estratégias de ações e técnicas que visam maximizar lucros, minimizar riscos e garantir a sustentabilidade do projeto agrícola ao longo do tempo, e garantir eficiência na produção, redução de riscos, maior eficiência no uso de recursos, maior competitividade no mercado e preservação do meio ambiente.

Instituição: ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E AGRICULTORAS AGROECOLÓGICOS DE BOM JARDIM
Projeto: SUSTENTABILIDAE ORGÂNICA NA PRODUÇÃO ANIMAL
Objetivo: Projeto voltado exclusivamente para o fortalecimento da agricultura familiar de base agroecológica, visando promover a melhoria na produção de origem animal, através introdução de novas culturas para produção de insumos, além de implantação de novas tecnologias adequadas para realidade local. Também serão implementados os PDES das famílias beneficiadas como forma de fomentar os agroecossistemas familiares e viabilizando o acesso ao PRONAF como forma de alavancar os empreendimentos familiares.

Instituição: SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA FAMILIAR
Projeto: Projeto de Desenvolvimento Sustentável da cadeira produtiva da Juçara/Açaí (Euterpe edulis Mart. e E. oleracea Mart.) por meio da inovação tecnológica e social no Bioma Amazônico Maranhense.
Objetivo: Cenário da produção da Juçara/Açaí nativa no Maranhão ocorre em planícies aluviais e áreas de várzea. Crescente demanda desses produtos nos cenários nacional e internacional reflete na valorização da cadeia, promove emprego e renda desde plantio à comercialização, fixa o homem na terra, permite pesquisas para aperfeiçoamento da produção e qualidade. Além de contribuir para manutenção da espécie que vive sobre forte pressão na região, preservação de mananciais e biodiversidade. A capacidade de produção destes cultivos em áreas de várzea já não suporta e fundamentou-se em áreas de terra firme, através de variedades melhoradas, potencializadas com irrigação e adubação. Nesse contexto, o projeto tem como objetivo viabilizar e implantar instrumentos de inovação tecnológica para potencializar aumento da produção, produtividade e desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva com inserção nos mercados estratégicos de forma competitiva. Para tal, a abordagem qualiquantitativa será estruturada em três fases (Diagnóstico: levantamento dos aspectos socioeconômicos, técnicos, gerenciais e financeiro; Aceleração: treinamento da equipe técnica de ATER, agricultores e agricultoras familiares; seleção, implantação e acompanhamento das Unidade de Referência de Produção Coletiva (URPC) e manejo dos açaizais nativos; Avaliação: aferição da evolução dos aspectos técnicos, gerenciais e financeiros em relação aos níveis identificados no diagnóstico), no sentido de atingir os objetivos propostos, favorecendo participação concreta de todos. Os resultados obtidos no projeto visam potencializar a produção da Juçara/Açaí, protegendo e conservando o meio ambiente através do manejo sustentável dos açaizais nativos, enriquecimento de mata ciliar, implantação de sistemas agroflorestais biodiversos em terra firme aliando trabalho e renda à conservação ambiental, promovendo produção para Agroindústrias e mercado com volume, qualidade e regularidade no abastecimento que possam alavancar a economia.

Instituição: INSTITUTO NACIONAL DO SEMIÁRIDO
Projeto: Inserção da mulher no empreendedorismo rural através do beneficiamento de frutas do Seridó Paraibano
Objetivo: Visando promover o empreendedorismo rural feminino por meio do beneficiamento da fruticultura no Seridó Paraibano, este projeto pretende atuar diretamente na agricultura familiar através de ações de diagnóstico, aceleração e avaliação de impactos e resultados. Utilizando ferramentas de gestão, abrangendo boas práticas de produção e manejo e organização de fluxo de processos, bem como aspectos tecnológicos para o beneficiamento de doces, geleias, compotas, dentre outros, os resultados esperados do projeto incluem o aumento e diversificação das fontes de renda familiar, melhoria da gestão e produtividade das propriedades rurais, maior acesso e autonomia das mulheres à mercados e oportunidades e o desenvolvimento sustentável da fruticultura no município de Picuí e região.

Instituição: Joao Francisco de Menezes Neto / Instituto Peabiru
Projeto: ACELERAÇÃO DO AGROEXTRATIVISMO EM COMUNIDADES DE COROATÁ-MA
Objetivo: Este projeto tem como eixo principal um conjunto de mentorias para acelerar a transição do agroextrativismo do coco babaçu e da agricultura familiar de um paradigma tradicional para um paradigma moderno de produção em três comunidades do município de Coroatá-Ma: Centro do Chico, Remanso da Mariana e Povoado São Francisco. Essa transição de paradigma está em fase inicial no extrativismo do coco babaçu, através da associação desta atividade ao mercado no âmbito do empreendimento de impacto social e ambiental Apoena. Os impactos econômicos, sociais e ambientais deste novo paradigma se mostram positivos. Na agricultura familiar, entretanto, este processo de modernização ainda não está ocorrendo. O que se pretende é contribuir para consolidar e garantir sustentabilidade de longo prazo para este paradigma no extrativismo do babaçu e o estender para a agricultura familiar, a fim de melhorar a eficiência econômica, social, ambiental destas atividades e romper com o ciclo de reprodução de vulnerabilidades sociais entre as famílias locais. Para isso, as mentorias aqui propostas buscam agregar componentes tecnológicos, financeiros, mercantis, sustentáveis, digitais e empreendedores a este modelo. Também buscam impulsionar a integração das famílias destas comunidades a este paradigma agroextrativista. Assim, além de um diagnóstico socioeconômico prévio das famílias, este projeto trabalhará, através destas mentorias, conhecimentos e habilidades práticos na área de: a) acesso a políticas públicas voltadas para o agroextrativismo familiar; b) Acesso a crédito e mercado consumidor; c) Acesso e internalização de tecnologias produtivas contemporâneas aplicadas ao agroextrativismo familiar; d) sustentabilidade e agroextrativismo familar; e) empreendedorismo rural familiar; e, e) Acessibilidade à internet e uso de recursos digitais no agroextrativismo familiar. A avaliação de impacto do projeto será realizada com uso da metodologia de diferenças em diferenças.

Instituição: ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES RURAIS ORGÂNICOS DO PIAUÍ AGROECOLÓGICO
Projeto: PRODUÇÃO DE ALGODÃO ORGANICO EM CONSORCIO AGROECOLOGICO
Objetivo: RESUMO DO PROJETO NOME: Produção de Algodão Orgânico em Consórcio Agroecológico. CONCEDENTE: Banco do Nordeste do Brasil S/A. PROPONENTE: Associação dos Produtores Rurais Orgânicos do Piauí Agroecológico - APROPIAA. CNPJ: 13.051.435/0001-07 REPRESENTANTE LEGAL: Sebastião Lopes da Silva, CARGO: Presidente. CPF: 027.918.933-85 VALOR DO PROJETO: R$ 680.177,72 CONCEDENTE VALOR: R$ 610.317,92 CONTRAPARTIDA PROPONENTE: R$ 69.859,80 CONTRAPARTIDA FINANCEIRA: R$ 35.000,00 CONTRAPARTIDA NÃO FINANCEIRA: R$ 34.859,80 INVERSÕES FINANCEIRAS 1ª Construção de um depósito para descaroçamento e armazenamento de pluma processada medindo 22m X 16m valor de R$ 193.941,92 Contrapartida de R$ 23.595,80 Valor Total de R$ 217.537,72 2ª Aquisição de 1 caminhão no toco com carroceria de madeira para transporte de produção das comunidades até a usina de descaroçamento, valor de R$ 315.000,00 Contrapartida financeira R$ 35.000,00 Valor Total de R$ 350.000,00 3ª Capacitação dos grupos de produtores e produtoras em gestão participativa, organização social e desenvolvimento rural sustentável, valor R$ 36.450,00 contrapartida R$ 4.059,00 Valor Total R$ 40.509,00 4ª Capacitar, organizar, acompanhar produtoras para cultivos orgânicos em consórcio agroecológico, valor R$ 64.926,00 contrapartida R$ 7.214,00 Valor Total R$ 72.140,00

Instituição: ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MAYANUYW
Projeto: PROJETO DE MODERNIZAÇÃO E BENEFICIAMENTO DA FARINHA DE MANDIOCA DA T.I. GUAJAJARA
Objetivo:

Instituição: ASSOCIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA SERRA DA BAIXA VERDE
Projeto: Sistemas Integrados de Tecnologias Hídricas Sociais para fortalecer a bioeconomia da fruticultura na agricultura familiar no Sertão do Pajeú (PE)
Objetivo: O projeto “Sistemas Integrados de Tecnologias Hídricas Sociais”, objetiva contribuir na construção de alternativas sustentáveis de convivência com o semiárido, visando uma melhor qualidade de vida para as famílias agricultoras do Sertão, reduzindo os impactos causados pelas mudanças climáticas a partir do uso de tecnologias sociais para alavancar a produção de alimentos, agregar valor aos produtos, dinamizar a gestão e produção em comunidades rurais nos municípios de Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde, ambos localizados no Sertão do Pajeú pernambucano com população média de 12 a 15 mil habitantes. Nos municípios, a produção da agricultura familiar encontravam-se alocadas na fruticultura, em particular, no cultivo do café e da cana-de-açúcar. No entanto, na década de 1990 houve um declínio das culturas por motivos: naturais, econômicos e políticos. Estes municípios já estiveram na centralidade econômica da região, dada a produção e circulação de mercadorias oriundas da fruticultura, em áreas de minifúndios. A conjuntura contemporânea do território aponta para necessidade de tecnologias sociais e de convivência com o semiárido, de baixo custo e de fácil replicação, que possuam capilaridade necessária para alavancar a economia local e regional, respeitando aspectos culturais. O projeto será realizado no clima semiárido onde ocorrem os fenômenos das secas prolongas, precipitações irregulares e chuvas torrenciais, tornando o solo sensível a perdas de nutrientes, ocasionando diminuição de área para o cultivo aumentando o processo de desertificação. Entre as diversas práticas de adaptação para responder aos efeitos das mudanças climáticas encontram-se os SAF, RAC e SIB. Essa iniciativa resultará no fortalecimento da agricultura familiar, inclusão de tecnologias sociais, valorização do meio ambiente, inclusão social das agricultoras e agricultores, diminuição as desigualdades sociais existentes e contribuindo para uma melhor convivência das famílias na região semiárida.

Instituição: Centro Feminista 8 de Março
Projeto: CONECTANDO SABERES PARA ACELERAR A AGRICULTURA FAMILIAR
Objetivo: O Projeto CONECTANDO SABERES PARA ACELERAR A AGRICULTURA FAMILIAR será executado nos territórios Sertão do Apodi e Açu-Mossoró, RN, atenderá um público direto de 150 agricultores e agricultoras familiares e terá como objetivo geral “Potencializar, aumentar e qualificar a disponibilidade da produção de alimentos saudáveis, fortalecendo a agroecologia e convivência com o semiárido, mediante a organização da produção e comercialização da agricultura familiar de base agroecológica, promovendo a sustentabilidade ambiental, a redução da fome, a promoção da renda, a melhoria das condições de vida e saúde da população envolvida”. Desenvolvido em 24 meses, o projeto será executado pelo Centro Feminista 8 de Março e contará com 3 partícipes em sua execução: Cooperativa Xique Xique (Cooperxique), Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA) e Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), além de parceiros importantes como sindicatos rurais, associações de agricultores e agricultoras familiares e a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (SEDRAF/RN). Organizado em três fases (diagnóstico, aceleração e avaliação), a ação se propõe a garantir que pelo menos 50% do público beneficiado seja composto por mulheres agricultoras, contribuindo assim para o OSD 5. Além do ODS 5, o projeto contribuirá para os OSD 2, 6, 8, 9, 11 e 17. O projeto terá como principais metas, a realização de diagnóstico com público de 150 agricultores e agricultoras familiares; atividades de formação, capacitação, assessoria técnica (mentoria) a 50 agricultores/as familiares com vistas a contribuir para a aceleração das atividades produtivas e possibilitar condições necessárias para acesso a crédito. Além disso, estimula o desenvolvimento de tecnologias, investimentos em soluções agroecológicas e/ou de inovação nas Unidades Familiares, elaboração e execução de um plano de comunicação e visibilidade para contribuir no compartilhamento e difusão dos principais aprendizados.

Instituição: SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL SENAR AR/RN
Projeto: Projeto de Assistência Técnica e Gerencial: Fomentando o Desenvolvimento Sustentável Das Unidades Familiares Aquicolas do Rio Grande do Norte.
Objetivo: O Projeto de Assistência Técnica e Gerencial: Fomentando o Desenvolvimento Sustentável Das Unidades Familiares Aquicolas do Rio Grande do Norte que tem como objetivo levar assistência técnica e gerencial para os produtores familiares rurais, apresenta uma metodologia que se alinha ao novo modelo de desenvolvimento sustentável, que exige profissionais diferenciados, com conhecimento a respeito de novas tecnologias, mas que também saibam trabalhar com as questões econômicas, gerenciais, sociais, institucionais e ambientais. Com isso, o projeto vem com a proposta de orientar, acompanhar e dar continuidade ao processo de transformação dos produtores familiares, propondo novas ações que acarretem em melhorias ainda mais significativas nos aspectos produtivos, sustentáveis e gerenciais destas propriedades. Dentre as atividades de destaque no estado do RN, podemos citar a Aquicultura, através da Piscicultura e Carcinicultura, que serão cadeias contempladas por este projeto, que irá beneficiar 50 unidades familiares rurais com o foco na melhoria da gestão e incremento de tecnologias com acompanhamento mensal. Para execução das atividades, o projeto será divido em três fases durante o período de 32 meses, a fase do diagnostico, a aceleração e a fase de Avaliação.

Instituição: Prefeitura Municipal de Jenipapo dos Vieiras
Projeto: PROJETO ‘PRODUTOS AGRÍCOLAS: PRODUÇÃO DE FRUTAS E HORTALIÇAS PELAS COMUNIDADES RURAIS, PRODUZIDOS COM SUSTENTABILIDADE E RESPEITO A NATUREZA”
Objetivo: O Município de Jenipapo dos Vieiras, está localizado na região central do Estado do Maranhão, e possui o Índice de Desenvolvimento Humano de 0,490, que ocupa a posição de 215 dos 217 municípios que existe no Estado. O PROJETO ‘PRODUTOS AGRÍCOLAS: PRODUÇÃO DE FRUTAS E HORTALIÇAS PELAS COMUNIDADES RURAIS, PRODUZIDOS COM SUSTENTABILIDADE E RESPEITO A NATUREZA”, propõe a elaboração de elaborar 100 diagnósticos de propriedade locais identificando sua situação atual, como base para a elaboração de Plano de Desenvolvimento Individual das atividades de piscicultura, aquicultura, fruticultura, horticultura, produtos extrativos, e a criações de pequenos e grandes animais, bem como prestar assistência técnica a estes agricultores familiares e a comunidades indígenas que estão na região que compreende o município. A Secretaria Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente, com este trabalho, que durará aproximadamente 24 (vinte e quatro) meses e terá um custo financeiro de R$ 1.023.840,00 (hum milhão, vinte e três mil e oitocentos e quarenta reais), com participação de 10% (dez por cento) da prefeitura municipal, valor de R$123.840,00 (cento e vinte e três mil oitocentos e quarenta reais), não financeiros, pois este valor será destinado ao pagamento de servidor do seu quadro, que estará na coordenação geral do projeto. Destacamos, por fim que a Prefeitura municipal de Jenipapo dos vieiras se disponibiliza a atender os critérios do Programa, e que este recurso será fundamental para seu Desenvolvimento Local, e as características ambientais, por está limite a regiões de povos tradicionais está enquadrada em uma ação que valorize o desenvolvimento, sem que seja deixado para trás as tradições e as riquezas naturais do Estado.

Instituição: Associação produtores agroecológicos e moradores das comunidades do Imbé, marreco e sitios vizinhos-ASSIM
Projeto: Projeto Capibaribe Produtivo
Objetivo: O projeto “Capibaribe Produtivo” é fruto de um trabalho de anos do ASSIM, no sentido de contribuir com a “Geração de Renda de Mulheres Negras Agricultoras", constituem estratégias de produção agroalimentar, constante e confiável para autoconsumo familiar e objetiva apoiar e incentivar projetos estruturantes nas instâncias de produção, beneficiamento e comercialização de produtos agroalimentares, visando resgatar a autoestima das mulheres, inserindo as produtoras rurais nos circuitos de comercialização das feiras agroecológicas da Região Metropolitana de Recife. O projeto dialoga com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sobretudo, os objetivos 1 – Erradicação da Pobreza; 2 – Fome Zero e Agricultura Sustentável; 3 – Saúde e Bem-Estar; 8 – Trabalho Descente e Crescimento Econômico; 10 – Redução das Desigualdades; 11 – Cidades e Comunidades Sustentáveis e 13 - Ações Contra Mudança Global do Clima. Esta iniciativa atenderá mulheres negras agricultoras da Bacia do Rio Capibaribe dos municípios de Lagoa de Itaenga, Carpina, Lagoa do Carro, Paudalho e Tracunhaém. A proposta visa, sobretudo, oferecer alternativas para o desenvolvimento local a partir da participação das mulheres no processo de produção, beneficiamento e comercialização. A criação e manutenção dos Quintais Ecoprodutivos é uma estratégia de valorização do papel das Mulheres Negras na sociedade, conseguirá melhorar a capacidade nutricional e permitirá o fortalecimento de ações com vista na segurança alimentar de populações vulneráveis, garantindo ainda uma melhora das condições de vida desta parte da população, oferecendo oportunidades de trabalho, capacitação profissional dos participantes e de seus dependentes, a geração sistemática de renda com a comercialização do excedente da produção de legumes, hortaliças, frutas e plantas medicinais produzidos pelo projeto, além de implementar ou fortalecer as feiras agroecológicas nos territórios.

Instituição: INSTITUTO DE CIÊNCIA TECNOLOGIA INOVAÇÃO E CULTURA - INCUBATIC
Projeto: Programa de Aceleração da Agricultura Familiar no Município de São José do Belmonte/PE
Objetivo: A agricultura familiar é uma atividade de suma importância para garantia da segurança alimentar e nutricional da população brasileira. No Nordeste, por exemplo, a produção advinda de unidades familiares corresponde a quase metade do total produzido. Nesse contexto, iniciativas que se voltem a amparar a agricultura familiar possuem relevância e têm potencial para gerar impactos econômicos, sociais, ambientais etc. É neste cenário em que se encontra inserido o presente projeto, que objetiva acelerar a agricultura familiar no município de São José do Belmonte/PE, por meio de ações de diagnóstico, de transferência de conhecimento e de recursos financeiros de subvenção, observando as tendências locais da referida atividade, elaborando e aplicando aos produtores envolvidos uma metodologia replicável e que proporcione melhorias (i) no seu planejamento e manejo, (ii) no conhecimento e no uso de novas tecnologias, (iii) e nas suas ações e estratégias relacionadas ao mercado. Na prática, devem ser coletados dados de pelo menos 100 unidades familiares de produção, os quais devem permitir a identificação de fragilidades e potencialidades de cada família e a seleção de 50 delas para recebimento de um plano de desenvolvimento customizado. A execução destes planos deve se dar numa etapa de aceleração, que contará com treinamento, concessão de recursos financeiros e acompanhamento das práticas recomendadas. Findado este ciclo, deve-se mensurar a evolução de cada unidade familiar de produção, documentando o roteiro experimentado para difusão e replicação noutras localidades. A partir da execução deste projeto, espera-se fomentar o acesso ao PRONAF por parte das famílias, consolidar a adoção de boas práticas agrícolas, aumentar a produtividade, elevar a geração de empregos, aumentar o lucro e fortalecer as políticas públicas voltadas aos agricultores familiares, ratificando a necessidade de proposição contínua de meios para o desenvolvimento técnico, social e econômico deste grupo.

Instituição: Fundacao Sousandrade de Apoio Ao Desenvolvimento da Ufma
Projeto: Aumento da produtividade, sustentabilidade e ecoeficiência da Agricultura Familiar do município de Santa Rita-Maranhão para adequá-las ao aproveitamento do crédito rural
Objetivo: Para superação dos desafios de produtividade da agricultura do trópico úmido nos próximos anos parece não haver alternativa a não ser o ganho em eco-eficiência. Nesta perspectiva a intensificação ecológica da agricultura, com sua abordagem multidisciplinar e ecossistêmica, constitui uma estratégia adequada para o desenvolvimento de sistemas agrícolas mais sustentáveis e produtivos. Devido a reduzida aptidão agrícola de suas terras as oportunidades para a intensificação da agricultura no trópico húmido são centradas principalmente no aumento da disponibilidade de nutrientes e no uso mais eficiente dos nutrientes disponibilizados. Por isso, a eficiência ecológica da agricultura só será alcançada na região, a partir de uma melhor adequação da oferta de nutrientes para as necessidades das culturas e dos animais. Ressalte-se que, oportunidades para a intensificação ecologicamente eficiente também são identificados através da integração dos agrossistemas mistos lavoura-pecuária, além de um melhor aproveitamento das interações positivas entre as áreas de preservação e as áreas cultivadas. Levando isso em conta, o objetivo desse projeto será preparar 50 Unidades Produtivas do município de Santa Rita-MA, a partir da melhoria da aptidão da terra e capacitação dos agricultores para a utilização de sistemas integrados de produção sustentável. Ao final do projeto as Unidades e seus proprietários deverão estar prontos para acessar os Programas de Crédito Rural do BNB, sem os riscos de inadimplência tão comum no Maranhão. Na implantação das Unidades ênfase será dada ao uso de serviços ecossistêmicos para diminuição dos custos no aumento da aptidão da terras a partir da acréscimo dos teores de cálcio e da fração estável da matéria orgânica do solo, para a melhoria da enraizabilidade e aumento da eficiência do uso de nutrientes.

Instituição: Centro de Assessoria e Apoio aos Trabalhadores e Instituições Não Governamentais Alternativas
Projeto: Projeto Prosperando o Sertão.
Objetivo: Projeto Prosperando o Sertão. Justificativa: Famílias agricultoras têm sistemas de produção com potencial de crescimento: óleo de gergelim; algodão orgânico; polpas de frutas, conservas de hortaliças, produtos derivados da mandioca; hortaliças agroecológicas; ovos de galinhas; carne de caprinos e ovinos; queijo de manteiga e mel. Localização: Ouricuri, Santa Cruz, Exu e Granito. Principais problemas: 1.Poucos dados a respeito desses sistemas de produção individuais e coletivos; 2.Pouco conhecimento técnico em relação às reais necessidades de seus sistemas de produção; 3.Pouca infraestrutura de beneficiamento; 4.Poucos equipamentos e ferramentas poupadoras de mão de obra; 5.Capital de giro muito restrito. Outros problemas identificados: •Sobrecarga de trabalho das mulheres e jovens. •Pouca participação nos espaços sociais. •Assistência técnica precária em relação à produção, embalagem e comercialização. •Inexistência de um Serviço de Inspeção Municipal. Objetivo Geral: Melhorar a geração de renda e a comercialização dos produtos das famílias agricultoras. FASE 1 - Objetivo Específico 1 – Elaborar e aplicar um diagnóstico nas unidades de produção. Meta 1 – Elaborar o conteúdo do diagnóstico e sua metodologia. Meta 2 – Fazer, no mínimo, 100 entrevistas com famílias agricultoras com bons sistemas produtivos. Meta 3 – Selecionar 50 unidades de produção que serão aceleradas por treinamentos e acompanhamentos. Meta 4 – Divulgar as ações do projeto e seus resultados. FASE 2 - Objetivo Específico 2 – Realizar a aceleração das 50 unidades de produção selecionadas no diagnóstico. Meta 1 – Realizar 3 treinamentos com as 50 unidades de produção. Meta 2 – Realizar 13 acompanhamentos a cada uma das 50 unidades de produção. Meta 3 – Divulgar as ações do projeto e seus resultados. FASE 3 - Objetivo Específico 3 – Realizar a avaliação geral dos resultados. Meta 1 - Avaliação dos resultados do projeto nas unidades produtivas.

Instituição: Instituto Genesis de Educação
Projeto: Fomento ao desenvolvimento da Bovinocultura de corte, suinocultura e horticultura na Agricultura Familiar
Objetivo: O Município de Santa Quitéria - MA tem tradição no desenvolvimento de atividades agropecuárias com foco na Bovinocultura de corte, suinocultura e horticultura, atividades estas que apresentam grande demanda por assistência técnica e financiamento para fomento a produção. Como forma de estimular o crescimento destas atividades, este projeto tem como objetivo realizar atividades que possibilitem a aceleração da agricultura familiar no município de Santa Quitéria do Maranhão - MA nas atividades de bovinocultura de corte, suinocultura e horticultura fomentando a melhoria dos níveis de produtividade, sustentabilidade e inovação nos processos produtivos contribuindo para o desenvolvimento sustentável da Região. Está dividido em 03 fases sendo: Fase 1 – Diagnóstico: Levantamento de informações de um grupo de produtores rurais, território(s) e atividade(s) produtiva(s). Fase 2 – Aceleração: Oferta de serviços de mentoria. 3 - Fase 3 – Avaliação da evolução dos aspectos técnicos, gerenciais e financeiros dos participantes da fase de Aceleração em relação aos níveis identificados na fase de Diagnóstico. O projeto será desenvolvido no Município de Santa Quitéria do Maranhão em um período de 18 meses com um valor de R$ 925.880,00. Espera-se com este projeto ter como resultados esperados: No mínimo 100 famílias diagnosticadas; 50 Famílias acompanhadas em processo de mentoria; 03 unidades produtivas instaladas servindo de unidades pedagógicas; Modelo replicável de boas práticas de produção disponível;

Instituição: COOPERATIVA DE TRABALHO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA O DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR – COOTAPI
Projeto: Inovação Produtiva e Gestão para Piscicultura no Piauí
Objetivo: O seguinte projeto é uma proposição técnica voltada à promoção da inovação no segmento de piscicultura no estado do Piauí. Pensado e estruturado para proporcionar por meio de suas ações o aumento da produção desta atividade em cinco municípios do Território de Desenvolvimento Entre Rios, descritos no Programa de Desenvolvimento Territorial do BNB – PRODETER; este propõe através da implantação de 50 Unidades de Referência Tecnológica de Piscicultura – URTP's, aliadas à disponibilização de mecanismos de aceleração e impulsionamento da atividade em unidades de produção familiar, a plena aplicação de boas práticas de manejo (BPM), de maneira inovadora e eficaz, como ferramenta transformadora de índices produtivos, sociais e de renda; em uma perspectiva sustentável e de elevada capacidade replicativa em todo o nordeste brasileiro.

Instituição: Ana Jussara Aires de Oliveira / HIDROÇU - COOPERATIVA AGROPECUÁRIA DE URUÇU
Projeto: Projeto de Assistência Técnica e Aquisição de Insumos e Equipamentos Hidropônicos da Unidade de Hidroponia Hidroçú
Objetivo: O presente projeto, orçado em R$ 427.110,00 (quatrocentos e vinte e sete mil e cento e dez reais), buscará garantir, em primeiro lugar, o aumento da renda dos cooperados participantes de forma segura e sustentável, além da segurança alimentar da população das comunidades locais e deles mesmos, no sentido de garantir uma oferta segura de hortaliças e peixes de qualidade para o cosumidor, como tambem garantir ao produtor que seu produto será valorizado, uma vez que os produtos aqui referidos (hortaliças e tilápia) serão comercializados da forma mais adequada possível, sem a presença de “atravessadores”, um agente da comercialização que, no sistema tradicional, adquire os produtos na própria unidade de produção pagando por ele um valor bem abaixo da média do mercado. O projeto tem como metodologia, em primeiro lugar, garantir a participação dos cooperados em todas as suas fases de execução através de um Conselho Gestor, oferecendo serviços de assessoramento gerencial para os seus executores e capacitação técnica para os produtores. Aqui, deve-se observar o quão importante é montar uma logistica para o transporte e distribuição das hortaliças e dos peixes de forma eficiente, baseando-se nas modernas técnicas de logística e de transporte. Através de um processo permanente de assistência técnica e gerencial do empreendimento e de um detalhado planejamento, que vai desde a organização dos meios de produção até a distribuição final das hortaliças e do peixe, pretende-se implementar um modelo de gestão que permitirá criar um elo que aproxime o mais possível os cooperados participantes do projeto do consumidor final, reduzindo não só o tempo de comercialização, como também os custos dessa atividade.

Instituição: INSTITUTO EUVALDO LODI - NUCLEO REGIONAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Projeto: PROGRAMA DE ACELERAÇÃO PARA INCLUSÃO DIGITAL NA AGRICULTURA FAMILIAR: AUMENTO DA CONECTIVIDADE NO CAMPO
Objetivo: O Programa de Aceleração para Inclusão Digital na Agricultura Familiar: aumento da conectividade no campo, foi elaborado um Plano de Desenvolvimento customizado para acelerar 50 produtores, selecionados a partir de um público inicial de 100 unidades familiares de produção rural, com o objetivo principal de desenvolver competências do agricultor familiar, via processo de seleção de produtores na inclusão digital, como estratégia mercadológica, usando plataformas digitais (Google, Instagram, Facebook e WhatsApp) e a capacitação em ferramentas de gestão financeira, além de orientar o acesso/habilitação ao crédito – PRONAF, resultando no aumento efetivo de vendas e novos mercados, agregando valor aos produtos, deste modo fortalecendo e estimulando o pequeno agricultor na evolução para a agroindústria. Nesse contexto o plano, considera as 3 fases estabelecidas que compreendem atividades de realização de Diagnósticos, Aceleração e Avaliação e para tanto estruturou um fluxo de 18 meses para a execução deste plano, que será desenvolvido em 5 munícipios do RN. Na etapa diagnóstico inicia-se com o levantamento inicial do perfil, desses produtores e suas atividades produtivas e a identificação do conhecimento desse público com ferramentas de inclusão digital, fortalecendo e estimulando o pequeno agricultor na evolução para a agroindústria. Pós esse diagnóstico a metodologia utilizada aplica modelos de Mentorias (treinamentos) e realizações de Intervenções individualizadas para fornecer capacitações e orientações que permitam ampliar o entendimento e implementação prática dos conteúdos já apresentados na etapa diagnóstica. Por fim, na última fase de avaliação o plano estabelece criteriosos registros comparativo e avaliativos entre a situação inicial e final os produtores participantes do programa, demonstrando a evolução dos aspectos técnicos, gerenciais e financeiro, bem como, sinalizar melhores práticas e resultados potencial de difusão para outros empreendedores.

Instituição: FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO
Projeto: Melhoria da Qualidade de Vida da Agricultura Familiar no Baixo Parnaíba-MA
Objetivo: O projeto Melhoria da Qualidade de Vida de Agricultores do Baixo Parnaíba-MA é resultado da parceria entre a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus de Chapadinha e da Agência de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (AGERP), escritório regional de Chapadinha. O seu objetivo é promover o desenvolvimento do sistema de produção e comercialização de base agroecológica das unidades familiares na região do Baixo Parnaíba maranhense. A área de abrangência compreende os municípios de Vargem Grande, São Benedito do Rio Preto, Chapadinha, Mata Roma e Anapurus, ambos localizados no nordeste do Estado do Maranhão. Serão beneficiados agricultores familiares, quilombolas, quebradeiras de coco babaçu, extrativistas e assentados de programas de reforma agrária. As seguintes atividades serão desenvolvidas: inscrição de 150 famílias, realização de diagnóstico dos sistemas de produção em 150 estabelecimentos agrícolas; seleção de 50 famílias; prestação de serviço de mentoria em produção Agroecologica, administração e comercialização; assessoria aos agricultores para acessar o crédito do Programa Nacional de Apoio ao Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) e implantar projetos agrícolas sustentáveis; realização de oficinas em Agroecologia, administração e comercialização; intercâmbio (com visitas a estabelecimentos agrícolas agroecológicos) e realização de Feiras Agroecológicas. Espera-se que os seguintes resultados sejam alcançados: agricultores capacitados em Agroecologia e em administração dos estabelecimentos agrícolas, ampliada a sustentabilidade dos sistemas de produção; sistemas de produção mais produtivos; renda familiar aumentada; e produtos agroecológicos comercializados em feiras e em programas de compras públicas. A importância deste projeto deve-se em promover mudanças significativas para a agricultura familiar no Baixo Parnaíba-MA ampliando a sustentabilidade de seus sistemas de produção em termos sociais, econômicos e ambientais.

Instituição: SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL SENAR AR/RN
Projeto: Projeto de Assistência Técnica e Gerencial: Fomentando o Desenvolvimento Sustentável da Bovinocultura Leiteira nas Unidades Familiares Rurais do Rio Grande do Norte (RN),
Objetivo: O Projeto de Assistência Técnica e Gerencial:Fomentando o desenvolvimento sustentável da bovinocultura leiteira das Unidades Familiares rurais do Rio Grande do Norte (RN) que tem como objetivo levar assistência técnica e gerencial para os produtores familiares rurais, apresenta uma metodologia que se alinha ao novo modelo de desenvolvimento sustentável, que exige profissionais diferenciados, com conhecimento a respeito de novas tecnologias, mas que também saibam trabalhar com as questões econômicas, gerenciais, sociais, institucionais e ambientais. Com isso, o projeto vem com a proposta de orientar, acompanhar e dar continuidade ao processo de transformação dos produtores familiares, propondo novas ações que acarretem em melhorias ainda mais significativas nos aspectos produtivos, sustentáveis e gerenciais destas propriedades. Dentre as atividades de maior destaque no estado do RN, podemos citar a bovinocultura leiteira, que será a cadeia contemplada por este projeto e que irá beneficiar 50 unidades familiares rurais com o foco na melhoria da gestão e incremento de tecnologias com acompanhamento mensal. Para execução das atividades, o projeto será divido em três fases durante o período de 32 meses, a fase do diagnostico, a aceleração e a fase de Avaliação.

Instituição: SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL SENAR AR/RN
Projeto: Projeto de Assistência Técnica e Gerencial: Fomentando o Desenvolvimento Sustentável da Fruticultura nas Unidades Familiares Rurais do Rio Grande do Norte (RN),
Objetivo: O Projeto de Assistência Técnica e Gerencial: Fomentando o desenvolvimento da Fruticultura das Unidades Familiares rurais do Rio Grande do Norte (RN) que tem como objetivo levar assistência técnica e gerencial para os produtores familiares rurais, apresenta uma metodologia que se alinha ao novo modelo de desenvolvimento sustentável, que exige profissionais diferenciados, com conhecimento a respeito de novas tecnologias, mas que também saibam trabalhar com as questões econômicas, gerenciais, sociais, institucionais e ambientais. Com isso, o projeto vem com a proposta de orientar, acompanhar e dar continuidade ao processo de transformação dos produtores familiares, propondo novas ações que acarretem em melhorias ainda mais significativas nos aspectos produtivos, sustentáveis e gerenciais destas propriedades. Dentre as atividades de destaque no estado do RN, podemos citar a Fruticultura, cadeia produtiva que será contemplada por este projeto e que irá beneficiar 50 unidades familiares rurais com o foco na melhoria da gestão e incremento de tecnologias com acompanhamento mensal. Para execução das atividades, o projeto será divido em três fases durante o período de 32 meses, a fase do diagnostico, a aceleração e a fase de Avaliação.

Instituição: ASSOCIACAO DOS CRIADORES DE CAPRINOS E OVINOS DO MUNICIPIO DE CABACEIRAS/PB
Projeto: BIOTECNOLOGIA DA REPRODUÇÃO PARA A DINAMIZAÇÃO ECONÔMICA DA CAPRINOCULTURA LEITEIRA DE BASE FAMILIAR NO CARIRI PARAIBANO.
Objetivo: A presente Proposta Técnica, iniciativa da ASCOMCAB para parceria técnica com o Banco do Nordeste/BNB, propõe implantar conjunto coordenado de ações formativas, organizativas e produtivas para o melhoramento dos níveis da produção/produtividade dos rebanhos caprinos de unidades familiares de produção para qualificação da participação e governança nos fluxos de produtos e capital da cadeia produtiva da caprinocultura leiteira no Território do Cariri Ocidental/PB, a partir do assessoramento técnico efetivo e continuado, da socialização e difusão de tecnologias e inovação com base na biotecnologia aplicada ao manejo sustentável reprodutivo, alimentar e sanitário com caprinos. Neste sentido, a ASCOMCAB em conformidade com o objeto, diretrizes e metas do Edital FUNDECI 02/2022 (Programa de Aceleração da Agricultura Familiar) e visando a proposição de ações estruturantes para o fortalecimento dos Arranjos Produtivos Locais, vem apresentar proposta técnica objetivando contribuir para a sustentabilidade econômica, social, cultural e ambiental nas unidades familiares de produção da caprinocultura leiteira, com o propósito de vencer os desafios e promover condições técnicas favoráveis à viabilidade dos sistemas de produção familiar, beneficiamento e comercialização, transformando os resultados em ações duradouras com capacidade de disseminação em outros municípios e regiões. Para a estruturação desta proposta técnica, a ASCOMCAB vem construindo Agenda Local de Compromissos através do apoio das associações comunitárias de produtores familiares, beneficiários direto das ações propostas, com entidades da sociedade civil que atuam na região e com o poder público local, que manifestam interesses na implantação das ações em seus municípios.

Instituição: MUNICIPIO DE LAJES
Projeto: SMART ROÇA - Programa de Aceleração
Objetivo: O Programa de Aceleração SMART ROÇA consiste em uma metodologia de impulsionamento de unidades de agricultura familiar que afetará positivamente a região do semiárido. Pensado para funcionar como uma trilha de melhorias que podem ser reaplicadas, sua validação será realizada no Município de Lajes/RN, contemplando famílias que desenvolvem atividades de caprinocultura, ovinocultura e produção de forragens. O Programa é uma iniciativa cooperada, proposta pela gestão municipal, que conta com parceiros locais como o IFRN - Campus Lajes, e será executado pela organização Engenheiros Sem Fronteiras-Natal, cuja atuação e sucesso alcançados em projetos de impacto social demonstra sua aptidão para o papel. A equipe do Programa e os mentores que integrarão as jornadas concentram uma enorme capacidade técnica e áreas de conhecimento interdisciplinares. Serão priorizadas Jornadas de Aceleração com ciclos bem definidos, a fim de suprir a significativa carência de assistência técnica por parte dos produtores de agricultura familiar do território contemplado. Através de mentorias e treinamentos, serão discutidos e aprimorados aspectos de Saneamento Bioenergético, Otimização de Produção de Forragens e Manejo de Caprinos e Ovinos, além de uma jornada específica para Agregação de Valor ao Produto e Gestão. O objetivo das Jornadas é garantir melhores condições de produtividade e sustentabilidade nas unidades de agricultura familiar aceleradas.

Instituição: Kelia Márcia Souza da Silva / Cooperativa Mista dos Produtores Rurais do Brejão Ltda
Projeto: Agricultura Familiar em São Francisco do Brejão-MA: Projeto Orientado em Família - POF
Objetivo: O presente projeto tem como objetivo analisar o desempenho econômico das atividades leiteira, suína e avicultura caipira, no município de São Francisco do Brejão-MA, através de um diagnóstico a ser realizado em 100 (cem) propriedades de produtores familiares de produção rural, numa primeira etapa. Nesse levantamento, será enfatizado os aspectos sócioeconômico,, técnico, gerencial, financeiro e qualidade genética, procurando identificar os índices de produtividades, lucratividades e rentabilidade. Após a análise dos dados será selecionado 50 (cincoenta) produtores familiares de produção das 3 (três) atividades (bovinocultura leiteira, suinocultura e avicultura caipira) para serem atendidas com um Plano de Desenvolvimento, elaborado para cada um dos beneficiários, através de um mentor da equipe técnica da proponente/convenente, que na segunda etapa será executado junto a esses produtores selecionados, levando-se em conta as tendências da agricultura familiar quanto, principalmente, a integração com programas Governamentais, ao uso de tecnologia e inovação, sucessão rural, agregação de valor ao produto comercializado, conectividade no campo e cooperativismo. Finalmente, será feito avaliação para aferição dos resultados alcançados, em comparação com o diagnosticado na primeira fase, e será feito um relatório final com recomendações de desenvolvimento na área de atuação do Banco do Nordeste, através de metodologia replicável em outras comunidades.

Instituição: Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba
Projeto: Territórios livres: o protagonismo das mulheres desde o quintal produtivo às políticas públicas de combate aos agrotóxicos e a promoção da Agroecologia
Objetivo: A proposta, utilizando a base teórica decolonial, feminista e antirracista sobre temáticas afins: agroecologia, economia, ambiente, saúde coletiva e a metodologia de pesquisa-ação, considera o olhar para a ecologia dos saberes. Nessa perspectiva, inicialmente propõe a realização de diagnóstico e mapeamento de iniciativas contra sistêmicas, de forma a possibilitar a construção de cenário (a partir dos impactos do uso de agrotóxicos na vida de mulheres rurais), e coletar dados que darão origem a indicadores de monitoramento e tomada de decisão frente a realidade encontrada, em 8 (oito) municípios da Paraíba. Com base no Projeto “Construção de Territórios Livres” desenvolvido pela ABA, foi realizada uma pesquisa-ação e visitados 25 quintais produtivos na Paraíba. Diante da demanda das mulheres, comercialização de produtos provenientes de seus quintais produtivos, foi articulado junto ao Poder Público a ocorrência do “Espaço Agroecológico Território Livre”, que mensalmente ocorre na principal Praça da Bandeira, Campina Grande. Tal feito se mostrou potente na: promoção de produção, acesso e consumo de alimentos saudáveis e agroecológicos; a incidência política e incentivo à construção de políticas públicas adaptadas às demandas locais; elaboração e divulgação de materiais de formação e bibliográficos como e-book, artigos científicos e cartilhas, construídos como fruto dos dados coletados. Mediante essa proposta, pretende-se ampliar tal incidência local para mais agricultoras familiares, de modo que possibilite a construção de novo cenário e de nova coleta de dados, com base nos indicadores de monitoramento já elencados. Tal feito, possibilitará a ocorrência consultoria técnica e gerencial, visando boas práticas de produção, manejo e comercialização de produtos para o grupo focal de agricultoras familiares, com intuito de possível obtenção de crédito reembolsável do PRONAF pelas agricultoras familiares.

Instituição: FUNDAÇÃO CULTURAL MARIA LUIZA ROCHA
Projeto: DESENVOLVIMENTO DE SUPORTE FORRAGEIRO PARA OVINOCAPRINOCULTRA NO TERRITÓRIO DOS CARNABAIS NO PIAUÍ
Objetivo: Implantação de 40 unidades de plantio e cultivo de capim BRS capiaçu para servir de suporte forrageiro para a criação de ovinos e caprinos de 40 famílias de agricultor familiar nos municípios de Campo Maior, Cocal de Telha e Sigefredo Pacheco, pertencentes ao Território dos Carnaubais, estado do Piauí. Oportunizando assim o suporte forrageiro no período chuvoso e no período de estiagem. Capacitar as 40 famílias desde o preparo da área, plantio, cultivo, irrigação por gotejamento e preparo de silos. Além de incentivá-los para a continuidade do projeto, incentivando e fornecendo mudas, bem como a transferência dos conhecimentos e práticas adquiridos no período.

Instituição: Élissa Tavares Duarte / INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUI
Projeto: PROGRAMA AGRICULTURA FAMILIAR 4.0
Objetivo: A atividade de suinocultura têm tido crescimento nas vendas nos últimos anos. A agricultura familiar é responsável por boa parte do fornecimento desta carne para o consumo interno das famílias piauienses. O Piauí é um estado que necessita de atenção nesse segmento, por ter sido o centro de diversas enfermidades. A suinocultura pode ser uma atividade bastante rentável se tiver seus custos e despesas bem acompanhadas. Percebe-se, de um modo geral, que os empresários pouco fazem o controle de suas finanças, e isso se repete entre os pequenos agricultores do Piauí. Para resolver tal problema, o presente projeto propõe um trabalho consistente e robusto de uso de tecnologia para a atividade do campo, com a criação de um aplicativo de fácil uso com interfaces intuitivas que até mesmo pessoas simples e do campo serão capazes de utilizar. Este aplicativo, Agrow, será desenvolvido e disseminado entre a comunidade de agricultores familiares para que juntos, por meio de mentoria e assistência técnica se tenha uma otimização da gestão desses pequenos empreendimentos. Pesquisas apontam o alto custo dos commodities de soja e milho, como sendo o grande gargalo de prejuízos dessa atividade, portanto será desenvolvida uma pesquisa bem relevante para o desenvolvimento de uma tecnologia social e criação de um alimento de baixo custo com similar conversão alimentar para que esses suinocultores tenham maior lucratividade. Conhecimentos de marketing, e agregação de valor farão parte de todo o trabalho desenvolvido neste projeto com a culminância de três festivais de cultura para estímulo do consumo da carne de suínos pelo estado.

Instituição: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano
Projeto: Acelera Sertão de Itaparica e São Francisco
Objetivo: O projeto Acelera São Francisco é uma ação integrada entre o Instituto Federal do Sertão Pernambucano (PE), Central da Caatinga (BA) e unidades da Embrapa (PE e CE) para acelerar, por meio da inclusão tecnológica, o desenvolvimento econômico da cadeia produtiva de caprinos e ovinos do território do São Francisco. A proposta prevê, em 36 meses de execução, atuar em diferentes municípios de PE e BA pertencentes a este território capacitando técnicos e produtores e ofertando produtos e serviços tecnológicos para a sustentabilidade dos sistemas produtivos. O projeto será executado em conjunto com as Secretarias Municipais de Agriculta, Cooperativas e Associações locais priorizando a agricultura familar e será executado em três etapas: diagnóstico, aceleração e avaliação do impacto. Por meio de um Diagnóstico Rural/Rápido Participativo (DRP) serão selecionados 50 produtores com melhor perfil para participar da fase de aceleração do projeto a qual envolverá a oferta de capacitações, produtos e serviços tecnológicos como controle parasitário, assessoramento nutricional e o melhoramento genético. Atrelado aos serviços tecnológicos, está previsto a execução de um plano de desenvolvimento sustentável participativo para o território como componente socioeconômico para maior engajamento do beneficário. Todas atividades serão executadas com acompanhamento de uma equipe altamente capacitada das entidades envolvidas com apoio de técnicos e bolsistas contratados pelo projeto. Além do desenvolvimento econômico, a proposta como meta capacitar no mínimo 50 criadores e 10 técnicos de extensão em diferentes serviços tecnológicos, reduzir em pelo menos 50% o impacto das parasitoses e das deficiências nutricionais. Espera-se com essa proposta promover a inovação tecnológica, formar recursos humanos e promover o desenvolvimento sustentável da cadeia de caprinos e ovinos em benefício dos criadores e da sociedade.


202301 - EDITAL FUNDECI 01/2023 - ENERGIAS RENOVÁVEIS - PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO
( Período de Inscrições: 29/08/2023 10:00 à 24/10/2023 23:59)
Valor Disponível: R$ 20.000.000,00   (Limitado: Valor Mínimo: R$ 100.000,00 / Valor Máximo: R$ 1.000.000,00)

O presente edital tem por objetivo proporcionar apoio financeiro com recursos não reembolsáveis a instituições públicas e privadas sem fins lucrativos que apresentem soluções voltadas para as cadeias produtivas de fontes renováveis de energia, em especial a do Hidrogênio Verde, contribuindo para tornar a economia regional mais sustentável.
Projetos Classificados
Instituição: Associação Humana Povo para Povo Brasil
Projeto: REUTILIZAÇÃO DE ROUPAS: Tornando a Economia Regional mais Sustentável
Objetivo: A indústria da moda é conhecida por seu impacto significativo no meio ambiente, incluindo o uso intensivo de recursos naturais, poluição e resíduos têxteis. O reuso de roupas representa uma alternativa sustentável, reduzindo a necessidade de produção de novas peças e minimizando o descarte. O projeto tem como objetivo contribuir para o desenvolvimento econômico sustentável na Bahia, por meio da análise dos potenciais benefícios econômicos, ambientais e sociais, provenientes da prática sustentável do reuso de roupas, visando a disseminação de informações à sociedade. Isso se dará por meio da realização de pesquisa que buscará: Identificar a escala dos benefícios e impactos econômicos, ambientais e sociais, gerados pela reuso de roupas na Bahia; Realizar um diagnóstico da cadeia de reuso de roupas em Salvador, a fim de identificar os principais desafios e oportunidades para promover a sustentabilidade e redução dos impactos ambientais da indústria da moda e, promover a disseminação abrangente e acessível dos resultados da pesquisa, por meio da criação de uma revista digital, com o intuito de influenciar positivamente o comportamento da sociedade em relação à reutilização de roupas e produtos têxteis.

Instituição: Associação Escola Família Agrícola Jaguaribana
Projeto: Projeto Semiárido Vivo
Objetivo: O projeto consiste na implementação de 20 biodigestores sertanejos em propriedades de agricultores/as familiares dos municípios de Madalena e Itatira, no Sertão Central do Estado do Ceará, com objetivo de fortalecer a perspectiva da convivência com o semiárido, promover geração de renda e qualidade de vida no campo com sustentabilidade socioambiental. A proposta está dividida em três etapas, a saber: Etapa 1) Planejamentos, divulgação do projeto, formalização de parcerias, identificação e seleção das famílias, mapeamento produtivo e oficinas temáticas; Etapa 2) Intercâmbios, capacitações, construção dos biodigestores e visitas de ATER; Etapa 3: Continuidade das atividades de ATER, participação em redes, fóruns e articulações locais, elaboração e impressão de cartilha sistematização, atividades de avaliação e encerramento do projeto. O projeto beneficiará famílias agricultoras que também seja criadoras de animais, donde provém a matéria orgânica para o funcionamento do biodigestor, e que ainda que estejam dispostas a assumir o compromisso de participar integralmente do projeto. Previamente, 03 entidades assumiram o compromisso de serem partícipes do projeto, contribuindo na assessoria de oficinas/capacitações e na cessão de estruturas para visitas, intercâmbios, aulas de campo, a saber: Associação Escola Família Agrícola de Independência - CE (EFA Dom Fragoso), Instituto Brotar - Tabuleiro do Norte - CE e Associação de Certificação Participativa Agroecológica (ACEPA), de Quixeramobim - CE. Durante a execução do projeto serão firmadas parcerias com associações comunitárias. Será contratada uma equipe técnica técnica forma por um coordenador geral, 01 técnico e 01 técnica de campo e 01 coordenador administrativo/financeiro. Os recursos solicitados nesta proposta deverão cobrir despesas de manutenção do escritório e equipe; despesas com alimentação, deslocamento e material didático para as diversas atividades e recursos para a construção dos biodigestores sertanejos.

Instituição: ASSOCIACAO CRISTA DE BASE
Projeto: “ENERGIA DO AMANHÔ: IMPLEMENTAÇÃO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS COM USOS DE ENERGIAS RENOVÁVEIS NA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS, BIOGÁS E HIDROGÊNIO VERDE.
Objetivo: Os esforços de mitigação dos gases de efeito estufa (GEE) adotados até aqui têm sido insuficientes para evitar as alterações no planeta em decorrência da mudança do clima, com efeitos relevantes aos ecossistemas, à sociedade e à economia. Os impactos incluem a alteração dos ecossistemas, a interrupção da produção de alimentos e abastecimento de água, danos a infraestruturas e assentamentos, morbidade e mortalidade e consequências para a saúde mental e bem-estar humano. As desigualdades tornam os grupos de menor renda aqueles que vão sofrer desproporcionalmente os riscos das mudanças climáticas, por uma variedade de razões. Esta vulnerabilidade está associada, em grande parte, a déficits de desenvolvimento socioeconômico e à incapacidade dos governos em garantir infraestrutura básica e em lidar com medidas de prevenção e de resposta a essas mudanças climáticas. Desta maneira, as discussões em torno da transição energética ganham força e são amparadas por acordos internacionais, que buscam proteger o meio ambiente e as populações e promover uma maior eficiência energética. Para isso, é preciso pensar também, nos temas transversais na sua promoção, considerando recortes como classe, raça e gênero, além de populações alvo como as mulheres e a juventude, de maneira a enfrentar as desigualdades e impulsionar a justiça climática, tendo em conta que as populações são afetadas de modo distinto e com intensidades variáveis. Nesse contexto, o Projeto prevê a implementação tecnologias sociais para difusão e pesquisa tecnológica, em que dois modelos terá um cunho para fortalecimento da transição energética sustentável e geração de renda para as famílias rurais, e duas na pesquisa para inovação tecnológica na produção de hidrogênio verde e produção de biogás, respectivamente. O projeto irá trabalhar 44 tecnologias (4-pesquisa e 40- difusão) e irá beneficiadas 40 mulheres agricultoras de baixa renda em 5 municípios do Estado do Ceará e 5 municípios do Estado do Pernambuco.

Instituição: José Cleiton Sousa dos Santos / Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Projeto: Inovação Sustentável: Microalgas, Biorefino e Energia Verde no Nordeste Brasileiro
Objetivo: Este projeto tem como objetivo principal desenvolver uma cadeia de produção sustentável que abrange desde o cultivo de microalgas em águas salinas até o biorefino, com o propósito de impulsionar a produção de energia limpa, notadamente hidrogênio verde, biodiesel e biocarvão, na região do Nordeste brasileiro, particularmente no contexto desafiador do semiárido. O projeto se desdobra em várias etapas, começando pelo cultivo das microalgas, que será realizado de maneira comparativa em frascos e fotobiorreatores. Essa abordagem visa identificar a estratégia mais eficaz e sustentável para a produção de biomassa. Após o cultivo, o projeto passa para o pré-tratamento das microalgas, utilizando ultrassom para a extração de lipídios, uma matéria-prima valiosa para a produção de biodiesel. Além disso, o projeto incorpora uma fase crucial de produção de biocarvão a partir dos resíduos da biomassa, seguida pela fabricação de pellets, tornando o armazenamento e transporte do material mais prático. O hidrogênio verde é produzido de forma inovadora a partir do borohidreto de sódio com catalisadores específicos. A captura de CO2 também é uma parte fundamental do projeto, utilizando o cultivo de microalgas para absorver o dióxido de carbono atmosférico. Modelos e redes neurais artificiais serão empregados para otimizar a eficiência desse processo. Em resumo, o projeto não apenas visa a produção de energia limpa, mas também tem um impacto significativo no desenvolvimento econômico e social da região nordeste do Brasil. Além disso, contribui para a mitigação das mudanças climáticas e a diversificação da matriz energética regional, promovendo um futuro mais sustentável e próspero no semiárido nordestino.

Instituição: José Alfredo Santos de Souza / CENTRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO EM INFORMÁTICA E ELETROELETRÔNICA DE ILHÉUS
Projeto: SolarSense (SoS) Monitoramento Inteligente de Ativos Solares
Objetivo: O projeto visa estabelecer um sistema inovador de monitoramento e otimização para a processo de produção de Hidrogênio Verde na Região Nordeste, maximizando o potencial da região na geração de energia solar. Utilizando IoT e aprendizagem de máquina, o projeto busca não apenas melhorar a eficiência na geração de energia, mas também contribuir para a sustentabilidade ambiental e o desenvolvimento socioeconômico da região. O projeto envolve o desenvolvimento de sensores IoT e gateways de comunicação para coleta de dados em tempo real. Algoritmos de aprendizagem de máquina serão desenvolvidos para analisar esses dados, permitindo manutenção preditiva e ajustes dinâmicos na produção de energia com base em condições meteorológicas. O projeto não é apenas uma implementação isolada, mas uma solução integrada que será compatível com sistemas de produção de hidrogênio já existentes. Testes de escalabilidade são uma parte crucial do projeto, assegurando que a solução possa ser ampliada de forma eficaz. Além dos avanços tecnológicos, o projeto tem um forte componente de análise de impacto. Serão avaliados os benefícios socioeconômicos, como geração de emprego e crescimento econômico, bem como os impactos ambientais, focando na redução de emissões de gases de efeito estufa. O projeto será gerenciado por uma equipe multidisciplinar, e todos os processos e resultados serão documentados meticulosamente. Isso não apenas garante a eficácia do projeto atual, mas também serve como um roteiro para futuras implementações em outras regiões. Com um investimento estimado de aproximadamente 1.1 milhão de Reais ao longo de 3 anos, o projeto tem o potencial de oferecer um retorno significativo não apenas em termos financeiros, mas também em benefícios sociais e ambientais. Este projeto representa uma oportunidade única de combinar inovação tecnológica com impacto socioeconômico e ambiental, posicionando a Região Nordeste como um líder em energias renováveis e na produção de Hidrogênio Verde.

Instituição: NÚCLEO DE TECNOLOGIA E QUALIDADE INDUSTRIAL DO CEARÁ
Projeto: Geração de hidrogênio renovável a partir de espécies nativas e adaptadas
Objetivo: Este projeto visa explorar o potencial da Caatinga, um ecossistema único no Brasil, para a geração de hidrogênio renovável, contribuindo para a transição energética e o desenvolvimento sustentável da região semiárida. A pesquisa se concentra na utilização de espécies nativas da Caatinga, como a palma forrageira, para produzir hidrogênio de baixo carbono. Os principais objetivos incluem avaliar o potencial de produção de hidrogênio a partir da biomassa da Caatinga, otimizar o processo de reforma a vapor do etanol como método de produção de hidrogênio, investigar a biodigestão anaeróbia como uma alternativa sustentável, mapear áreas com alto potencial de produção de hidrogênio na Caatinga e analisar os impactos socioeconômicos dessa iniciativa. Além de promover a geração de energia limpa, o projeto se alinha com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU e busca impulsionar a bioeconomia e a sustentabilidade no uso dos recursos naturais. A pesquisa contribuirá para a transição energética na região semiárida, gerando empregos, desenvolvimento econômico e melhorias nas condições de vida das comunidades locais.

Instituição: Tecia Vieira Carvalho / NUCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS DO NORTE NORDESTE
Projeto: Produção de hidrogênio verde a partir do tratamento eletrolítico de efluentes têxteis para fins de reuso
Objetivo: A introdução do gás hidrogênio verde como combustível, ascende uma esperança real e de fundamental importância para eliminar as inquietações sempre perceptíveis de poluição atrelados a matriz do petróleo. Outra problemática, não menos impactante, diz respeito ao não atendimento das demandas hídricas, agravada pelas condições climáticas quando se considera uma região semiárida. Os processos físico-químicos, como coagulação/floculação, adsorção com carvão ativado e membranas têm sido desenvolvidos para remover a cor em efluentes têxteis, entretanto, essas tecnologias somente transferem o corante de fase, não resolvendo essencialmente o problema. No caso dos Processos de Oxidação Avançados (POA’s), são tecnologias que geralmente utilizam um forte agente oxidante (O3, H2O2) e/ou catalisadores (Fe, Mn, TiO2) na presença ou não de fonte de irradiação, para gerar radicais livres •OH (E0= 2,80V), altamente reativos, capazes de mineralizar substâncias orgânicas refratárias, presentes nos efluentes industriais. Um método direto para geração de •OH é a aplicação de corrente contínua pulsada por meio de eletrodos inertes. Esta combinação pode levar à degradação completa e à conversão a CO2 e H2O e sais inorgânicos da maioria dos contaminantes orgânicos. Frente a estas problemáticas aventadas, tanto no setor elétrico como hídrico, surgem estudos que apontam para um novo viés tecnológico, extremamente eficiente, capaz de suprir a matriz energética de maneira sustentável, produzindo gás hidrogênio ao mesmo tempo em que prover a descontaminação de mananciais ou águas residuárias. O objetivo principal deste projeto é aperfeiçoar uma Célula Eletrolítica caracterizando-se como POA, operando por corrente contínua pulsada, com duplo objetivo, pois ao mesmo tempo em que se geram os radicais hidroxila também produz gás hidrogênio, como resultado tem-se redução da toxicidade do efluente atendendo aos requisitos para fins de reuso.

Instituição: Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do Ceará
Projeto: Observatório Estadual de Transição Energética - das energias renováveis ao hidrogênio verde
Objetivo: O Observatório Estadual de Transição Energética produzirá uma plataforma digital desenvolvida e gerida pela SECITECE, que depois de feito um mapeamento disponibilizará informação relevante sobre o setor da transição energética e hidrogênio verde a partir do Ceará. O Observatório surge da importância do acesso à informação no setor da energia e da necessidade de colocar à disposição de todos um portal, que agregue e disponibilize dados, estatísticas e indicadores energéticos, possibilite e promova a criação e avaliação de políticas públicas. Dirigido a decisores políticos, academia, agentes e entidades do setor da energia no Ceará e no Brasil, administração pública, empresas públicas e privadas, órgãos de comunicação social e público em geral. O Observatório promoverá estudos de avaliação de políticas públicas em parceria com Universidades e Centros de Investigação, alicerçado numa plataforma online de informação de referência sobre a Transição Energética. O Observatório Cearense de transição energética terá por objetivo proporcionar a articulação e a interação entre as universidades, centros de pesquisa, empresas, entidades não governamentais e agentes financiadores. E auxiliar na construção de um ambiente favorável à promoção do desenvolvimento econômico e social do Estado do Ceará, ancorado nos benefícios da Ciência, Tecnologia e Inovação. Esse projeto tem como objetivo apresentar as principais ações necessárias à constituição do Observatório Cearense de transição energética, de forma a usar a sinergia existente entre os atores que atuam, direta ou indiretamente, com hidrogênio verde e na transição energética nas diferentes áreas da energias limpas e renováveis. Também, deve potencializar as atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação, e o consequente aumento da produtividade das empresas cearenses, e das condições de vida dos cearenses, em geral. O Observatório deve buscar parcerias com outros observatórios nacionais e internacionais.

Instituição: Luiz Alves de Lima Neto / Instituto Atlântico
Projeto: Plataforma inteligente do mercado de H2V para apoio à tomada de decisão
Objetivo: Será desenvolvido uma plataforma inteligente do mercado de energias renováveis, inicialmente focado em compreender a demanda e capacidade produtiva do H2V no Brasil, considerando os recursos naturais disponíveis para produção e fornecimento de energia sustentável em H2V para atender a demanda de produtos do mercado interno, sendo suporte para apoio a tomada de decisão. A plataforma é sumarizada em cenários e simulações que permitem analisar os impactos que permeiam as políticas, a demanda e as ações em toda a cadeia produtiva, envolvendo produtores e consumidores de energia limpa. Para isto, serão propostos cenários realísticos que acontecerão dentro de simulações, tais como, predição de H2V para região nordeste diante de uma escassez hídrica ou análise da capacidade produtiva de H2V para atender à demanda dos 5 principais produtos que demandam energia limpa no Norte, etc. Este projeto faz parte de uma iniciativa internacional composta por um consórcio de pesquisadores e parceiros para desenvolver uma solução global de simulação de cenários realísticos que envolve desde a demanda e produção até o monitoramento de produção e acompanhamento da cadeia produtiva de H2V no mundo. Dada a complexidade, esse projeto está dividido em três etapas e neste estágio do projeto o foco será a simulação voltada para Legislação, Capacidade e Demanda onde serão desenvolvidas soluções que permitam aos tomadores de decisão analisarem o mercado e obterem insights de como os produtos que demandam H2V poderão ser desenvolvidos e consumidos nas regiões do Brasil. As etapas seguintes já tem seu escopo desenhado e estão sendo alvo de prospecção de outras fontes de recursos e parceiros, são elas: Simulação da Expansão da Infraestrutura, que tem como objetivo propor um redimensionamento da infraestrutura atual para atender a demanda de H2V. E Simulação de Distribuição e Armazenamento, onde há o Monitoramento de operação na infraestrutura de produção de H2V.

Instituição: FUNDACAO DE APOIO AO ENSINO, A PESQUISA E A EXTENSAO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCACAO CIENCIA E TECNOLOGIA DO CEARA - FAIFCE
Projeto: FotoH2: Uma rota sustentável de produção de hidrogênio
Objetivo: A busca por métodos que possibilitem a descarbonização da economia mundial se constitui temática de grande relevância global. O hidrogênio (H2) assume destaque neste cenário, caracterizando-se por sua capacidade energética superior aos combustíveis fósseis sem levar à emissão de poluentes. Na contramão do seu benefício ambiental, os processos convencionalmente adotados de produção de H2 fazem uso de fontes não renováveis, como o petróleo e o carvão, lançando quantidades consideráveis de gases indutores do efeito estufa na atmosfera. A fotocatálise heterogênea surge como método alternativo de produção de hidrogênio, sendo um processo sustentável com a possibilidade do aproveitamento de fontes renováveis como a radiação solar e reuso de biomassa, atendendo os requisitos de produção de energia verde. O presente projeto tem por finalidade o desenvolvimento de painéis fotocatalíticos para produção de Hidrogênio Verde (H2V) através de um ciclo sustentável de custo energético nulo, empregando-se radiação solar e aproveitamento de biomassa como substrato. Espera-se que o projeto contribua no campo das energias renováveis, especificamente com a perspectiva de escalabilidade do processo através da proposição de painel fotocatalítico, visando uma alternativa aos métodos de produção de hidrogênio empregando materiais que ofereçam desempenho satisfatório, permitindo explorar com mais eficiência a intensa radiação solar da qual o Brasil é privilegiado. Os objetivos do estudo vão de encontro aos anseios do governo brasileiro quanto à diversificação de sua matriz energética e às ações que o Governo do Estado do Ceará tem tomado como papel protaginista em cenário nacional e internacional na temática do hidrogênio verde.

Instituição: UNIAO DAS COOPERATIVAS DA AGRICULTURA FAMILIAR E ECONOMIA SOLIDARIA DE ALAGOAS - UNICAFES/AL
Projeto: UTILIZAÇÃO DE AMILÁCEOS PARA PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEL RENOVÁVEL
Objetivo: Com a grande volatilidade no preço do petróleo, e a busca constante por alternativas que gerem energia limpa e redução de gases nocivos ao meio ambiente surgiu à necessidade pela busca de outras fontes de energia, originando assim os biocombustíveis como uma alternativa econômica e ambiental aos combustíveis fósseis. O estado de Alagoas com seu espaço territorial estratégico, aliado a boas condições climáticas se beneficia para a produção de biocombustíveis através das biomassas como é o caso do Bioetanol. O Bioetanol é um biocombustível que tem um grande potencial, produzido a partir de matéria-prima renovável, tais como biomassas sacaríneas, amiláceas ou lignocelulósicas. Presente projeto apresenta a utilização da mandioca como principal fonte de produção de Bioetanol. Considerando que a cultura representa o principal meio de sobrevivência para milhares de famílias de base familiar da região agreste Alagoano, devido à grande utilização da mandioca para a produção de farinha, fécula entre outros derivados, possui um bom conhecimento técnico sobre essa espécie, o que pode ser um facilitador para a utilização dessa planta para a produção de energia. A mandioca possui raízes que são ricas em carboidratos, tornando as uma importante fonte de energia. O amido contido na mandioca pode ser utilizado para a fabricação de alimentos, produtos farmacêuticos, produção de madeira compensada, papel e bioetanol. O programa pode criar oportunidades proporcionando inclusão social por meio da geração de trabalho e renda, além dos efeitos ambientais e econômicos, possui medidas que beneficiam as cooperativas e associações de agricultores familiares, como participantes da produção corrente, reduzindo o êxodo de pequenos produtores rurais para os centros urbanos, uma vez que a região possui diversidade de recursos naturais e potencial de desenvolvimento, fortalecendo o caráter institucional em parcerias com órgãos financiadores.

Instituição: GLÓRIA MARIA MARINHO SILVA / FUNDACAO DE APOIO AO ENSINO, A PESQUISA E A EXTENSAO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCACAO CIENCIA E TECNOLOGIA DO CEARA - FAIFCE
Projeto: OTIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DE BIOHIDROGÊNIO - H2 A PARTIR DO BAGAÇO DE AGAVE
Objetivo: Na corrida para produção do hidrogênio verde no Brasil, processos que utilizam biomassa como matéria-prima ganham enfoque especial. O bagaço do agave é um resíduo lignocelulósico que sobra após seu aproveitamento e é um recurso biológico subutilizado, que pode facilmente ser transformado em insumo na cadeia produtiva do H2V. Esta pesquisa tem como objetivo viabilizar a produção de biohidrogênio - H2 a partir do bagaço de Agave sisalana por hidrólise fúngica seguida de processo anaeróbio. As espécies Aspergillus niger, Phanerochaete chrysosporium e Trametes versicolor serão empregadas na hidrólise do bagaço de Agave sisalana e o hidrolisado resultante, será tratado em reatores por processos anaeróbios, acelerados com materiais de carbono (MC) para síntese do biohidrogênio H2V. Espera-se desenvolver uma tecnologia alternativa de baixo custo que traga sustentabilidade ambiental e econômica capaz de solucionar os desafios energéticos especificamente enfrentados na região do semiárido do Nordeste, como o acesso limitado a fontes convencionais de energia.

Instituição: Julio Inácio Holanda Tavares Neto / Universidade Federal de Alagoas - UFAL
Projeto: Desenvolvimento de um sistema de geração de hidrogênio verde, energia elétrica e hipoclorito de sódio em célula eletrolítica alimentada com fonte solar fotovoltaica e água do mar
Objetivo: Uma das eletrólises de maior importância comercial é a do cloreto de sódio (NaCl), o sal de cozinha. A eletrólise em meio aquoso é um processo não espontâneo que utiliza uma corrente elétrica para induzir as reações de oxidação e redução de íons que estão dissolvidos em água. Neste projeto será estudada uma célula eletroquímica sem separação (sem membrana e sem diafragma) que utilizará a água do mar como solução aquosa de cloreto de sódio para produzir hidrogênio e hipoclorito de sódio. O hidrogênio é um combustível limpo, com poder calorífico superior de 141,86 kJ/g, a 25ºC e 1 atm, produz apenas água como produto de combustão e pode ser utilizado em células a combustível. Dentre as fontes de energias renováveis, o hidrogênio é considerado uma alternativa à utilização dos combustíveis fósseis nos transportes, já que apresenta impactos ambientais mínimos. Objetiva-se que este hidrogênio com alta pureza alimente uma célula a combustível, aumentando sua vida útil e eficiência para geração de energia elétrica. Será desenvolvido também um sistema solar fotovoltaico com regulador de tensão e corrente para otimização da produção de hidrogênio verde. Será realizado o projeto da célula eletroquímica, para analisar parâmetros como: distância entre anodo e catodo, distribuição da corrente elétrica entre anodo e catodo e outros parâmetros relevantes da célula. Num segundo momento, será analisado o desenvolvimento da metodologia analítica para acompanhamento das variáveis do processo: pH, concentração de hipoclorito de sódio na solução, composição do hidrogênio gerado na célula e outros parâmetros que sejam relevantes. O sistema completo com o gerador fotovoltaico acoplado eletronicamente com a célula eletroquímica para suprimento adequado da energia elétrica necessária à eletrólise será projetado e construído. Os resultados esperados são a melhor configuração do sistema completo para otimização da produção de hipoclorito de sódio e hidrogênio e geração de energia elétrica.

Instituição: NÚCLEO DE TECNOLOGIA E QUALIDADE INDUSTRIAL DO CEARÁ
Projeto: Laboratório móvel para análises de água com suprimento energético híbrido
Objetivo: Tendo em vista a crise climática enfrentada pelo planeta terra, faz-se necessário a redução na emissão de gases que contribuam para o efeito estufa. Dessa maneira, o Nutec se propõem a utilização de um laboratório móvel com sitema de suprimento energético híbrido para ações de modo itinerante no estado Ceará. Essas ações serão realizadas, com contrexto ambiental, junto as escolas de ensino profissionalizantre da rede estadual e com prestação de serviços para a população de cidades do interior do estado, uma vez que essas cidades muitas vezes não tem acesso a essas informações e serviços. Os serviços a serem oferecidos para a população serão de análises de água in loco. Para execução desses serviços de análises in loco será utilizado suprimento energético proveniente do sitema fotovoltaico. Para análises que exigam nível de complexidade mais elevado, será realizada coleta das amostras e as análises serão realizadas no Laboratório de Química Ambiental (LQA), o qual fica nas dependências do Nutec. Junto aos estudantes das escolas, serão realizadas palestras de incentivo ao desenvolvimento de práticas sustentáveis, preservação da água e do meio ambiente, empreendedorismo, desenvolvimento de start-ups. Espera-se que com as ações do projeto, além de promover a educação sócio-ambiental, verificar a qualidade da água utilizada pela população contemplada. Os dados provenientes das análises serão publicados em forma de artigos e trabalhos de congressos, porém, as informações de confidencialidade dos clientes serão preservadas. Ainda como fruto dessas ações, pretende-se difundir junto a população a importância da preservação das fontes hídricas e tratamento da água utilizada para consumo humano, uma vez que a água é o principal veículo de transmissão de doenças.

Instituição: VERTEX-INSTITUTO DE TECNOLOGIA E INOVACAO
Projeto: Solaire: Um sistema Integrado de Hardware e Software para o Melhoramento de Plantas Fotovoltaicas
Objetivo: A contribuição das fontes de energia renováveis em todo o mundo cresceu 200 gigawatts em 2021, onde a energia fotovoltaica corresponde por 55,7% desse crescimento. Essa tendência não é diferente no Brasil, com o aumento massivo da participação das fontes renováveis na oferta interna de energia elétrica na matriz de energia. A capacidade instalada de geração fotovoltaica de micro e mini geradores têm crescido em todas as partes do Brasil, suprindo a marca de três milhões de unidades consumidoras que recebem créditos da geração solar no segmento de geração distribuída (GD) em 2023. É notório ao longo das últimas décadas que o protagonismo da energia fotovoltaica tende cada vez mais a ganhar destaque na matriz elétrica brasileira, e com isso surge a necessidade de desenvolver tecnologias que promovam uma implantação dentro dos padrões de qualidade, operação eficiente e manutenções programadas. O protótipo desenvolvido neste projeto, denominado Solaire, fundamenta-se pela capacidade de auxiliar o monitoramento de plantas fotovoltaicas, a partir de um sistema de inteligência artificial para predição de energia elétrica. O dispositivo, composto de um sistema de hardware e software integrados, realizará a previsão da produção de energia elétrica no curto prazo, utilizando inteligência artificial e com base nos dados meteorológicos locais. O equipamento deverá apresentar fácil integração com plantas fotovoltaicas, possibilitando a integração da tecnologia aos inversores fotovoltaicos, diferenciando-os de equipamentos convencionais, que atualmente não possuem essa funcionalidade. Esse produto poderá beneficiar o sistema elétrico como um todo, com destaque para: unidades consumidoras que se beneficiam da geração distribuída, permissionárias, distribuidoras do sistema elétrico, assim como órgãos que operam o sistema elétrico interligado brasileiro.

Instituição: Gustavo Luis Schacht / Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Projeto: Eólica x Fauna – por um novo equilíbrio ambiental
Objetivo: O Brasil tem buscado figurar entre os países líderes na transição energética global neutra em carbono. A Bahia se destaca na geração eólica, tendo grandes empreendimentos projetados para instalação nos próximos anos. Este projeto é favorável a uma transição energética sustentável e inclusiva. Mesmo se tratando de uma energia limpa, importante em um cenário de agravamento dos problemas ambientais, o processo produtivo, especialmente a instalação dos empreendimentos eólicos tem apresentado desafios, em especial aqueles ligados a impactos na fauna terrestre de médio e grande porte, como o afugentamento ou isolamento. Se trata de um conflito ainda pouco estudado. Diante deste desafio, que é a relação equilibrada entre Eólicas e Fauna, este projeto de propõe a: 1. compreender quais os principais impactos dos empreendimentos nos mamíferos terrestres de médio e grande porte; 2. entender em que fase do processo produtivo isso tem se intensificado; e 3. propor a construção coletiva de um Protocolo útil e viável para a instalação e operação destes empreendimentos, consolidando assim o uso desta fonte no Nordeste do Brasil. Este Protocolo será construído em conjunto com os diferentes atores envolvidos no processo (Empreendedores eólicos, Pesquisadores, Órgãos do Governo Federal, Estadual e Municipal, além de representantes das comunidades), tendo sempre em conta os princípios estabelecidos em práticas de ASG, ODSs e alinhados aos Planos Nacionais de Conservação de espécies-chave. Para isso serão organizadas ações de monitoramento da fauna em Empreendimentos Eólicos da região de Morro do Chapéu, Bahia, além de Reuniões/Oficinas regionais com os atores destacados. Ao final, em um Evento em nível de Nordeste, serão reunidos todos os participantes para a construção do um Protocolo, que será validado em campo. Trata-se de um estudo fundamental, que pode ser replicado para todo o domínio da Caatinga, e que permitirá um novo equilíbrio ambiental entre Eólicas e Fauna.

Instituição: Crisiana de Andrade Nobre / NÚCLEO DE TECNOLOGIA E QUALIDADE INDUSTRIAL DO CEARÁ
Projeto: Purificação de biometano utilizando membranas de casca de coco como adsorvente para remoção de contaminantes
Objetivo: A purificação do biogás é de extrema importância para evitar a corrosão dos equipamentos, diminuição da poluição atmosférica e garantir as melhores condições para o seu armazenamento. É um processo estritamente físico, sem a adição de qualquer produto químico bem como a geração de resíduos sólidos que requeiram tratamento subsequente. Os gases residuais inertes sem interesse ao biometano, podem ser destruídos em um queimador atmosférico, contudo, ainda existe um outro fator econômico relativo ao CO2 contido nessa corrente gasosa que também pode ser explorado em outros processos, através da sua purificação e separação, trazendo incrementos comerciais ao empreendimento. O biometano além de ser empregado na cogeração de energia e combustível, também pode ser aplicado em processos de reforma a vapor na produção de hidrogênio (H2) onde o seu emprego está crescente em diversas aplicações, sendo as células de energia a mais empregada a principal na atualidade. A utilização de membranas de casca de coco como purificador de biometano é bastante promissor. A carbonização de uma tonelada de cascas de coco produz em torno de 300 kg de biocarvão (biochar), que podem ser convertidos em 120 kg de carvão ativado. uma vez que tanto o biochar quanto o carvão ativado são produtos de valor econômico, utilizados como fonte de energia renovável ou em aplicações mais nobres como no tratamento de água e efluentes líquidos. A produção de carvão ativado pode ser conduzida pelas rotas de ativação física ou química, sendo que, no primeiro caso, o material é carbonizado sob atmosfera inerte e depois é ativado a altas temperaturas (acima de 700ºC), utilizando-se geralmente vapor d’água ou dióxido de carbono.

Instituição: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Bahia - Unidade Cimatec
Projeto: CACAUBIOTECH – Aproveitamento sustentável de Resíduos do Cacau
Objetivo: O projeto em questão tem como foco a valorização de resíduos agrícolas, adotando uma abordagem de biorrefinaria para produzir energia, produtos químicos e materiais sem comprometer a produção de alimentos. O estado da Bahia, notavelmente o maior produtor de cacau no Nordeste do Brasil, é um cenário de destaque devido à sua rica biodiversidade. Essa condição coloca a Bahia em uma posição estratégica para transformar desafios em oportunidades, beneficiando o meio ambiente, a economia e o bem-estar social. A indústria cacaueira na Bahia gera uma quantidade substancial de resíduos vegetais, como cascas de frutos, que compõem cerca de 80% de sua produção, bem como outros resíduos resultantes da poda, frutos não classificados e contaminados. O manuseio inadequado desses resíduos pode ter impactos ambientais adversos, como degradação do solo e poluição. Este projeto propõe a transformação eficiente desses resíduos em biogás e outros produtos de alto valor, gerando uma nova fonte de energia e renda para as comunidades rurais, o que impulsiona o desenvolvimento econômico sustentável. Além disso, a redução das emissões de gases de efeito estufa desempenha um papel crucial na descarbonização dos sistemas agroindustriais, promovendo um ambiente mais limpo e sustentável. A valorização dos resíduos agroindustriais não só tem benefícios econômicos e ambientais, mas também promove a criação de empregos locais e melhora a qualidade de vida das comunidades rurais. Estimula a inovação e o empreendedorismo, fortalecendo a resiliência das regiões agrícolas. Investir em pesquisa, tecnologia e inovação para otimizar o uso desses recursos é fundamental. Dessa forma, a Bahia pode se posicionar como líder na utilização sustentável de resíduos agroindustriais em nível global, contribuindo significativamente para a sustentabilidade e o desenvolvimento da região e servindo de modelo para outras áreas com desafios semelhantes.

Instituição: NÚCLEO DE TECNOLOGIA E QUALIDADE INDUSTRIAL DO CEARÁ
Projeto: TRATOR AGRÍCOLA DUAL FUEL DIESEL-HIDROGÊNIO ELETROLISADO EMBARCADO DE PEQUENO PORTE PARA MECANIZAÇÃO LIMPA DA AGRICULTURA FAMILIAR – TRATOR AGRÍCOLA DF H2-DIESEL
Objetivo: O projeto compreende o desenvolvimento e inovação tecnológica de um trator agrícola de pequeno porte integrado com micro geração fotovoltaica e módulo eletrolisador PEM gerador de hidrogênio , motorizado por motor bicombustível hidrogênio-diesel (dual fuel H2-Diesel) com mistura bicombustível gerenciada por unidade eletrônica controladora do motor (ECU), desenvolvido especificamente para as condições da agricultura familiar agroecológica, integrando cinco módulos principais: 1. Micro Geração Fotovoltaica Embarcada, 2. Eletrolisador PEM Gerador de Hidrogênio Embarcado, 3. Trator Agrícola de Pequeno Porte em conformidade a Norma Regulamentadora-NR 12, 4. Mini rede de distribuição de energia elétrica corrente contínua automotiva embarcada e 5. Unidade Controladora do Motor Bicombustível Hidrogênio-Diesel para otimizar e maximizar a autonomia, segurança, eficiência e disponibilidade operacional.

Instituição: TOMAZ NUNES CAVALCANTE NETO / Fundação de Apoio a Serviços Tecnicos, Ensino e Fomento a Pesquisas - Fundação ASTEF
Projeto: Gás Natural Renovável via Metanação do CO2 com H2 Verde por Água de Reúso
Objetivo: No contexto da Transição Energética, percebe-se a relevância das Tecnologias do Hidrogênio e dos Mecanismos de Captura, Armazenamento e Uso de Carbono (CCUS) como possibilidades tangíveis para a mitigação das emissões de Gases de Efeito Estufa em cumprimento às metas estabelecidas no Acordo de Paris. Nesse sentido, a Metanação do Dióxido de Carbono (CO2) via Hidrogênio Verde com Água de Reúso destaca-se, não só pela a efetivação da Captura de Carbono, mas também pela produção de Metano Sintético e sua consequente distribuição, haja vista a inacessibilidade da população cearense aos recursos energéticos além da abrangência da rede de gasodutos pré-existentes. Dessa forma, este projeto objetiva o desenvolvimento de um Complexo Tecnológico de Metanação em escala laboratorial, instrumentado e monitorado por sensores, para viabilizar, em aspectos técnicos, econômicos e socioambientais a distribuição universal, a potencialização da produção e o emprego industrial do Metano Sintético no Estado do Ceará. Nessa circunstância, é proposto um conjunto de tecnologias orientado à recuperação energética do grande potencial de geração de CO2 descentralizado no Estado, seja por meio de emissões industriais, resíduos agroindustriais, resíduos rurais e urbanos por meio da Metanação. Essa reação consome o gás Hidrogênio, que ainda não possui marcos regulatórios, sobretudo no âmbito da distribuição como recurso energético no Estado. No entanto, o Hidrogênio Verde, quando utilizado na reação de Metanação com CO2 produz o intitulado Gás Natural Renovável, cujos benefícios regulatórios e de infraestrutura são semelhantes ao Gás Natural.

Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL
Projeto: Certificação de Hidrogênio Produzido a partir da Reforma a Vapor do Glicerol (subproduto do biodiesel), com uso de Tecnologia Blockchain
Objetivo: A adoção do hidrogênio (H2) como parte da matriz energética nacional impulsionará significativamente o desenvolvimento industrial do país. Uma produção mais limpa, com baixa emissão de carbono e alinhada aos compromissos ambientais internacionais assumidos pelo Brasil. Nesse sentido, este projeto tem por objetivo o Desenvolvimento Experimental (DE), alinhada aos temas estratégicos priorizados no PEQuI (Plano Estratégico Quinquenal 2023 - 2028 do programa de P&D ANEEL), para criação de uma plataforma computacional em nuvem de certificação de Hidrogênio de baixo carbono (business-to-business) oriundo de do glicerol, um subproduto da produção de biodiesel, com uso de tecnologia blockchain e smart contracts. O intuito é possibilitar o registro de transações produtivas e comerciais, garantindo a sustentabilidade e rastreabilidade do H2 de baixo carbono comercializado no brasil e no exterior. Em suma, busca-se desenvolver uma PoC (Proof of Concept) com alto grau de inovação, disruptiva, patenteável, de TRL 5, que possibilite o impulsionamento da cadeia de H2 de baixo carbono no Brasil, fornecendo de forma certificada e transparente, evidências da origem da energia elétrica renovável utilizada para produção do H2 e outros requisitos da revisão Renewable Energy Directive - RED II da União Européia.

Instituição: AGROSOLAR - INSTITUTO SOCIAL EDUCACIONAL E INOVAÇÃO NA AGRICULTURA
Projeto: SISTEMA ELETRICO ISOLADO COM CELULA DE HIDROGENIO E UNIDADE DE PRODUÇÃO ELETROLISE.
Objetivo: Projeto de implantação de uma unidade de eletrólise que produza 1kg de hidrogênio/hora com sistema fotovoltaico de 40kwpi e armazenamento em cilindros de aço carbono que por meio de um redutor de pressão passará o hidrogênio para uma célula combustível de 5kw para alimentação do sanitário com sistema de geração de energia OFF GRID, durante o dia funcionará com sistema fotovoltaico ( 10 horas) e a noite com célula de Hidrogênio ( 14 horas) no sanitário que possui sistema de biodigestor que possa ser utilizado com fonte de água e fertirrigação, garantindo a segurança alimentar e biogás que será utilizado no laboratório e ou residencial. O sanitário com célula de Hidrogênio será interligado a um ponto de consumo de 150kwh ( consumo médio de uma família Maranhense) podendo gerar uma economia de energia de R$ 150,00 a R$ 200,00 e/ou gerar energia onde não tem. A ideia é desenvolver uma cadeia de hidrogênio verde não só para exportação mas também criando um mercado local gerando mais renda e emprego no estado do Maranhão já em um futuro próximo o hidrogênio pode se comparar ao valor do gás de cozinha (Um estudo do Wood Mackenzie estima que os custos cairão até 64% até 2040).. E complementando as formas de viabilidade a estação de lançamento de Alcântara, onde o hidrogênio é utilizado como propulsor de foguete e o porto do Itaqui como exportação - que é um dos portos de maior calado no mundo, para exportação. Porém para que alcancemos este avanço precisamos partir de um projeto inicial no estado.

Instituição: Oswaldo Hideo Ando Junior / Universidade Federal Rural de Pernambuco
Projeto: Análise dinâmica do desempenho de filmes fotovoltaicos flexíveis de alto desempenho operando em arranjos multi-strings para o uso na produção de H2V
Objetivo: Título: Análise dinâmica do desempenho de filmes fotovoltaicos flexíveis de alto desempenho operando em arranjos multi-strings para o uso na produção de H2V Resumo— A pesquisa proposta consiste no estudo em filmes fotovoltaicos flexíveis (FFF) para determinação dos limites técnicos e caracterização da degradação dos filmes FFF de fabricação da SOLIDPV em diferentes condições de operação & arranjo multi-string.para isso, irá se desenvolver um sistema de gerenciamento de energia on-line de módulo fotovoltaico flexível (MFF) composto por conversor com MPPT digital e traçador de curva I-V baseado em algoritmos genéticos embarcado em um microcontrolador para análise de desempenho e degradação ao longo da vida útil em condições de operação na produção de H2V . Palavras Chave: Filmes fotovoltaicos flexíveis (FFF), Energia Limpa (Green Energy), Curva I-V, MPPT para FFF, Arranjo multi-string. e Hidrogênio Verde (H2V). Descrição do Produto: Desenvolvimento de campo exeperimental para estudo dos Filmes Fotovoltaicos Flexivéis (FFF) como fonte de energia elétrica e um arranjo técnico multi-string totalmente monitorado para fins de analises e estudo do desempenho da tecnologia FFF em diversas configurações e aplicações, incluindo para produção de H2V, permitindo obter qual a tecnologia mais adequada para redução dos custos de produção de energia para cada aplicação. Nota: Passivéis de registros de patente. Contribuição da Pesquisa: Busca-se ao final do projeto ter-se um levantamento de parâmetros reais de funcionamento e curva conforme a operação de diversas situações, envolvendo fatores climáticos e de geração de cada tecnologia e obter qual o melhor arranjo tecnologico que viabilize a produção de H2V e a redução do seu custo geração utilizando energia solar.

Instituição: ASSOCIAÇÃO DE AGRICULTORES E AGRICULTORAS AGROECOLÓGICOS DE BOM JARDIM
Projeto: Projeto de Apoio ao Protagonismo Feminino, geração de energia e preservação do meio ambiente.
Objetivo: A sociedade vem fazendo uso cada vez mais de diversas fontes de energia, como a de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), uma mistura gasosa muito utilizada como combustível para produzir o aquecimento de alimentos em fogões, também conhecido como gás de cozinha, seja para consumo interno das famílias na preparação de seus alimentos, seja para produção de beneficiados para geração de renda. Nesse sentido as famílias vêm buscando diversas alternativas para superar esta situação, muitas vezes se colocando em risco fazendo uso de materiais de diversas origens, até improvisando o cozimento dos alimentos utilizando álcool de diversos tipos, chegando a provocar acidentes domésticos graves. Nos últimos anos os valores desse produto cresceram exorbitantemente, hoje esse item chega a custar até R$ 110,00 (cento e dez reais) na zona rural de diversos municípios do nosso estado, sem contar a grande dificuldade de acessá-los devido a distâncias das áreas urbanas. Como as famílias consomem, em média, 01 (um) botijão de 13kg (treze quilos) por mês, isso representa quase 10% da renda familiar dessas pessoas. Para contribuir com a superação dessa situação vivenciada pelas famílias, diversas alternativas vêm sendo implementadas. Uma dessas é o já consolidado BIODIGESTOR. O Biodigestor é um compartimento fechado onde ocorre decomposição/evaporação de matéria orgânica, produzindo biogás, biomassa e biofertilizante. Os materiais orgânicos utilizados no biodigestor podem ser os resíduos de produção vegetal (folhas, palhas, restos de cultura), de produção animal (como esterco e urina), de atividades humanas (fezes, urina, lixo doméstico) e resíduos industriais. A proposta desse projeto baseia-se na implantação de 60 (sessenta) biodigestores nos municípios de Bom Jardim e Orobó, além da atividade de formação e a ampliação da possibilidade de replicação em outros municípios. Além disso, estamos propondo a implantação de um sistema de geração de energia solar para a sede da nossa instituição que

Instituição: Fundação de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Inovação do Norte de Minas
Projeto: ENERGIA VERDE & AMARELA
Objetivo: O projeto "Energia Verde & Amarela" tem como objetivo principal reduzir, ou eliminar o uso de baterias convencionais integradas a sistemas de geração de energia solar fotovoltaicas existentes no Norte de Minas gerais. Para isso, propõe-se a realização de uma pesquisa operacional pautada pela análise técnica e econômica da conversão da energia solar fotovoltaica em hidrogênio verde. Esse hidrogênio será armazenado e, posteriormente, transformado novamente em energia elétrica para atender à demanda. A essência desse projeto é oferecer uma fonte de energia elétrica limpa, sustentável e disponível de forma contínua, a qualquer hora do dia ou da noite. A conversão da energia solar em hidrogênio verde e sua subsequente transformação em eletricidade representa avanços tecnológicos modernos para o setor energético. Possibilitando a eliminação do uso de baterias convencionais, que estão associadas à mineração de metais raros e à produção de resíduos tóxicos, que resultam em impacto ambiental negativo. O processo de produção e armazenamento de hidrogênio verde é ambientalmente sustentável, pois não emite gases de efeito estufa, e contribui para a redução da pegada de carbono na região. A tecnologia de hidrogênio verde também demonstra alto potencial de escalabilidade, promovendo a diversificação da matriz energética nacional. A região do norte de Minas Gerais possui potencial de produção de energia solar, e a ampliação deste projeto terá um impacto positivo no desenvolvimento econômico, gerando ganhos e redução dos custos de energia. Um aspecto socialmente benéfico do projeto é o destino da energia produzida durante a fase experimental para unidades públicas de saúde em Montes Claros – MG. O projeto será conduzido na sede da Fundetec, que já possui infraestrutura adequada, incluindo uma usina de energia solar em operação com capacidade aproximada de geração de 8,3 kW, que será ampliada para 28,3 kW.

Instituição: Associação Indígena COmunitária Ingarana
Projeto: Projeto Eco-Indígena: Um modelo integrado de sustentabilidade energética e de produção na área de transição da Amazônia Maranhense
Objetivo: Desenvolver um modelo off grid de sustentabilidade energética para produção alimentar, inovação tecnológica, pesquisa de tecnologias agroecológicas e independência de matrizes já estabelecida. O presente projeto apresenta-se na necessidade premente de promover a sustentabilidade energética, a produção alimentar, inovação tecnológica e a pesquisa de tecnologias agroecológicas em comunidades que apresentam desafios socioeconômicos e ambientais significativos. Situado na área de transição da Amazônia maranhense, a cidade de Jenipapo dos Vieiras figura entre as 5 cidades com menor Índice de Desenvolvimento Humano, dado que se contraposto à posição mediana no ranking de PIB per capita, enaltece as disparidades socioeconômicas do município. Embora localizado no território indígena Canabrava/Guajajara, as relações entre os povos originários e os não indígenas são historicamente marcadas por conflitos, gerando diversas dificuldades como a violação de seus direitos e baixa inserção no mercado formal de trabalho, agravando ainda mais a situação financeira das comunidades. Neste sentido, este projeto busca desenvolver um modelo de produção que promova o desenvolvimento local através da inserção de tecnologias agropecuárias sem desconsiderar as particularidades histórico-culturais da comunidade, aproveitando-se da forte influência dos fatores geográficos para utilização de fontes energéticas sustentáveis como fator de redução dos impactos ambientais. Adicionalmente, busca-se promover a independência energética e econômica, bem como a autossuficiência na produção de alimentos, empoderando a comunidade e criando um modelo replicável que pode inspirar outras regiões a buscar soluções sustentáveis. Portanto, a escolha de Jenipapo dos Vieiras como local para este projeto é justificada pela necessidade de abordar desafios específicos da região, ao mesmo tempo em que capacita a comunidade para liderar sua própria jornada em direção à sustentabilidade, independência e resiliência.

Instituição: Associação dos Apicultores de Bandeira
Projeto: ASABAN SUSTENTÁVEL
Objetivo: O projeto citado tem por objetivo a independência energética da Associação. Buscando assim uma matriz energética mais sustentável.

Instituição: COOPERATIVA DOS FLORICULTORES DO ESTADO DA PARAÍBA LTDA
Projeto: SOL e FLORES: SUSTENTABILIDADE NO BREJO PARAIBANO
Objetivo: A Cooperativa dos Floricultores do Estado da Paraíba LTDA (COFEP) está localizada no Sítio Avarzeado, na zona rural do município de Pilões/PB. Sua principal atividade é a produção de flores naturais em estufa, empregando 29 famílias e abastecendo para além da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Durante sua trajetória, a COFEP foi vencedora de vários prêmios, dentre eles: Mulher Empreendedora (SEBRAE); Inovação Tecnológica (FINEP); Voz Mulher (Banco Mundial); Micro e Pequena empresa (SEBRAE). Entre os maiores entraves para a produção de flores de corte no estado da Paraíba estão os custos com energia elétrica e aquisição de mudas. A produção de hidrogênio verde em usinas solares é uma realidade disponível no mercado, no entanto, está longe da realidade das organizações sociais em especial, associações e cooperativas de agricultores familiares, apesar do amplo conhecimento sobre suas vantagens e benefícios a ausência de condições financeiras e de políticas públicas para este setor torna essa realidade ainda mais distante de pequenos empreendimentos. O projeto tem como objetivo impulsionar a cadeia produtiva local e regional de flores de corte por meio da implantação de uma usina de energia solar integrada ao sistema de produção já existente na COFEP de modo que está se consolidará como uma área para o desenvolvimento de diversas pesquisas por parte das universidades com quem mantem parcerias. A metodologia abordada contribuirá para o pleno desenvolvimento do projeto, oferecendo as participantes treinamentos sobre a utilização básica dos equipamentos da usina e cursos de aprimoramento profissional. Durante o desenvolvimento do projeto será ofertada consultoria técnica que dará suporte as atividades de produção. Atrelado à inovação que é a produção de flores de corte com hidrogênio verde por meio de energia solar, destacamos a produção de novos produtos como as flores comestíveis e a iniciativa de pesquisa por parte das agricultoras-experimentadoras.

Instituição: Rafael Leite Braz / Universidade Federal Rural de Pernambuco
Projeto: TRANSFORMANDO RESÍDUOS AGROFLORESTAIS EM ENERGIA NO NORDESTE
Objetivo: Os subprodutos das atividades agrícolas, florestais e urbanas, muitas vezes, são considerados como resíduos e, consequentemente, um problema devido ao grande volume gerado, sendo descartados e subvalorizados. Estes resíduos podem ser destinados a diversos usos, seja in natura ou por meio do seu processamento, com a fabricação de briquetes, gerando impactos positivos nos âmbitos socioeconômicos e ambientais. Entre os resíduos com potencialidade de uso, destacam-se aqueles com maior abundância, como os resultantes do processamento da cana-de-açúcar (bagaço de cana) na indústria sucroalcooleira e da poda da arborização urbana. Ressalta-se que o Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar com produção concentrada nos estados na região Nordeste. Já o resíduo resultante da poda de árvores urbanas é destaque em grandes cidades na região metropolitana do Recife. Diante do exposto, o objetivo geral da pesquisa é avaliar a potencialidade energética dos resíduos agroflorestais (poda urbana e bagaço da cana-de-açúcar), in natura e o subproduto que será produzido, briquete, por meio das propriedades térmicas, físico-químicas e mecânicas, bem como a viabilidade econômica. Espera-se com os resultados quantificar e classificar os resíduos e briquetes produzidos quanto ao alto desempenho energético, podendo ser inserido na matriz energética local como combustível para cocção ou indústria e demais processos de conversão termoquímica da biomassa, impactando positivamente na cadeia produtiva da região. A destinação de resíduos produzidos em grandes quantidades, para fins econômicos e sociais na confecção de cogerados e, ou subprodutos, contribui com a economia circular e, consequentemente, para a sustentabilidade das atividades agroflorestais e urbanas. E nesta perspectiva voltada para a sociedade buscando alternativas para a geração de energia, a redução de custos e dos impactos ambientais ao mesmo tempo em que gera um alcance aos saberes científicos, tecnológicos e culturais

Instituição: Maria Luciene Dias de Melo / Universidade Federal de Alagoas - UFAL
Projeto: Levantamento do potencial energético do Estado de Alagoas
Objetivo: O último levantamento do potencial de geração de energia do Estado de Alagoas, foi realizado em 2007/2008 e as condições e o potencial de recursos energéticos podem ter mudado desde então. Visto que, o padrão de ventos e a incidência de luz solar podem variar ao longo do tempo devido a mudanças climáticas ou sazonalidade. Além dos avanços tecnológicos de captação de energia que evoluíram significativamente, e equipamentos mais eficientes e econômicos podem tornar áreas anteriormente menos viáveis, mais atraentes para a geração de energia. As novas informações geoespaciais e topográficas disponíveis, permitem uma análise mais precisa das características do terreno que afetam a geração desse tipo de energia, e podem ajudar a identificar locais mais apropriados para instalação de infraestrutura. Outras questões, como as políticas governamentais e regulamentações relacionadas à energia renovável que evoluíram, além da necessidade de um novo olhar aos povos originários e comunidades tradicionais. Diante do exposto o objetivo principal do projeto é reunir e gerar informações otimizadas com o intuito de criar um mapa interativo de potencial de geração de energia solar e eólica (on e offshore) para o Estado, numa plataforma acessível que também contemple informações sobre infraestrutura viária, linhas de transmissão, APA, povos originários e comunidades tradicionais. Isso se dará, a partir da instalação de uma malha de sensores, distribuída no Estado e análise e validação de dados de modelos de grande e meso escala de alta resolução, a fim de fazer uma avaliação e análise do potencial de energia renovável e gerar informações diversas para tomada de decisão dos órgãos governamentais e investidores, desde a região metropolitana até os interiores. Os resultados desse projeto podem dar suporte à população local (quanto à variação de microclima e a obtenção de um sistema de geração de energia mais econômico e limpo), agricultura (a partir da climatologia), dentre outras áreas.

Instituição: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCACAO, CIENCIA E TECNOLOGIA DO NORTE DE MINAS GERAIS
Projeto: Novas tecnologias de conversores eletrônicos, armazenamento e transporte de hidrogênio verde para disseminação do conhecimento no norte de Minas Gerais
Objetivo: No Brasil, as diretrizes do Plano Nacional de Energia 2050 (PNE 2050) e do Plano Nacional de Hidrogênio (PNH2) visam promover o hidrogênio como um recurso energético. Essa iniciativa pretende reforçar a posição do país no mercado de bens e serviços tanto nacional quanto internacional. Dessa forma, a região norte de Minas Gerais tem potencial para se tornar um centro de produção de hidrogênio verde, uma vez que já é referência na produção de energia solar. Diante disso, este projeto visa o desenvolvimento de pesquisas em conversores eletrônicos para o acoplamento do gerador fotovoltaico com o eletrolisador e alternativas para transporte e armazenamento do hidrogênio em matrizes de carbono. Para otimizar os conversores será necessário a revisão de literatura, análises teóricas, simulações via software Matlab/Simulink e prototipagem, culminando em testes de validação com sistemas fotovoltaicos e eletrolisadores. Já com relação ao armazenamento de hidrogênio, a pesquisa focará no armazenamento de hidrogênio em matriz de carbono, que será produzido nas etapas de carbonização de material vegetal sob atmosfera inerte, com subsequentes caracterizações usando diferentes técnicas de análise. Também é objetivo deste trabalho, a realização de capacitações acerca do processo produtivo do hidrogênio verde, o qual será dividido em dois módulos de dez horas, em que se pretende capacitar dez turmas de vinte alunos, além de palestras de divulgação sobre o assunto nos municípios de abrangência do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG). Por fim, espera-se que a região do norte de Minas Gerais seja impulsionada e direcionada para o desenvolvimento da produção do hidrogênio verde.

Instituição: Fundação de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Inovação do Norte de Minas
Projeto: O SOL NASCE PARA TODOS
Objetivo: ONDE HÁ MAIS SOL HÁ MAIS POBREZA Por quais razões a afirmação é correta? A resposta é o erro na formulação, definição, projeção e aplicação de políticas públicas. A região brasileira do semiárido tem os piores IDH’s do país, não por consequência de sua insolação intensa e baixa precipitação, mas por não contar com programas e projetos públicos e privados, que considerem uma convivência harmônica com o clima e o aproveitamento de suas condições naturais. A evolução tecnológica da energia solar fotovoltaica, com expressiva redução dos preços de seus principais componentes, passa a proporcionar uma gigantesca oportunidade de transformar a região em uma potência em geração de energia renovável. Com a promulgação da Lei 14.620, de 13/07/2023, que passou a permitir que beneficiários de programas sociais vendam energia para órgãos públicos, abre-se a oportunidade de implantar modelo de negócio que transforme o semiárido brasileiro como a primeira região do mundo a ter toda a energia elétrica consumida por prédios públicos gerada por micro produtores de energia solar fotovoltaica, integrantes do CAD ÚNICO do Governo Federal; Este projeto traz em seu bojo a inovação tecnológica e interiorização da cadeia produtiva da energia solar, com a produção local de estruturas de fixação dos painéis como telhados, produção de insumos para habitações de interesse social, que serão micro usinas solares, contribuindo para a transição energética, a redução da dependência da matriz hidráulica e da necessidade de uso de termoelétricas em momentos de crises hidrológicas. Somadas aos fatores acima, o projeto fortalece os aspectos ASG, contribuindo para promoção da sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, promoção da diversidade e geração de emprego e renda, ao utilizar resíduos plásticos e de papel para a produção de insumos para a cadeia produtiva da energia solar e para produção de habitações que serão micro usinas solares, gerando renda e emancipação para famílias carentes.

Instituição: Instituto Tecnológico das Cadeias Biossustentáveis
Projeto: Palma Forrageira como alternativa de biomassa energética em uma cadeia socioeconomicamente inclusiva e ambientalmente sustentável de Biogás e Hidrogênio no Semiárido brasileiro.
Objetivo: Desafios climáticos atuais e as agendas globais de desenvolvimento tem impulsionado os setores produtivos, em especial o de energia, a redesenharem seus modelos de produção para reduzir as emissões de carbono. Dentre as possibilidades de geração de energia sustentável para o Semiárido brasileiro, o cultivo de biomassas adaptada às condições ambientais e com potencial para produção de biocombustíveis mostra-se uma alternativa sustentável na transição energética e com alto potencial de geração de renda. A palma forrageira reúne essas características e poderá ser a base para o desenvolvimento de uma nova cadeia de biocombustíveis na região. A palma atualmente tem as mais altas produtividades de biomassa dentre os cultivos de sequeiro nesta região. Embora seu principal uso seja para a alimentação animal, as técnicas de cultivo de palma atuais, a sua aptidão agrícola as diversas eco regiões do Semiárido e a versatilidade e qualidades de sua biomassa mostram que as áreas cultivadas atualmente podem ser expandidas para múltiplas finalidades, dentre essas a produção de biocombustíveis. Estudos já conduzidos pelos grupos de pesquisas que compõem a Rede de Pesquisa em Energia da Biomassa no Semiárido (REPIENSA) mostram que a palma tem características promissoras para a produção de biogás e hidrogênio. Com o apoio deste edital, esperamos que esses estudos sejam continuados, aprofundados e escalonados melhorando sua maturidade tecnológica. Assim para o edital objetivamos selecionar genótipos de palma para fins energéticos, avaliar rotas de conversão de biomassa em biocombustíveis (Biogás e Hidrogênio) e realizar estudos viabilidade econômica, energética e de pegada de carbono da produção de biomassa de palma para fins energéticos na semiárido do Brasil. Os esforços iniciais da REPIENSA têm gerado dados promissores e, se as hipóteses em teste forem corroboradas, o impacto econômico, social e ambiental será extremamente relevante para a região semiárida do Nordeste do Brasil.

Instituição: Instituto de Tecnologia Edson Mororó Moura
Projeto: PROJETO DE ESTAÇÃO DE ÁGUA EFICIENTE
Objetivo: Reduzir os custos com a energia elétrica e aumentar a eficiência operacional dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário têm sido um grande desafio para a Compesa nos últimos anos. Sempre procurando formas de otimizar o uso desse recurso, segunda maior despesa da estatal, a Companhia vem buscando fontes de energia mais barata para atender sua demanda interna e, assim, garantir que a economia com a conta de luz seja convertida em investimentos na ampliação da infraestrutura de saneamento. Neste sentido, em parceria com a COMPESA, que também atuará na execução do projeto, visamos aprimorar a utilização de sistema de armazenamento de energia que está instalado na Estação de Tratamento de Água – ETA Petrópolis, em Caruaru. Conhecido como BESS (Battery Energy Storage System), o sistema garante o funcionamento da ETA, que sofre com constantes quedas de energia. Além disso, pretende-se a realização do Roadmap/Análise das Potenciais Estações da Compesa que podem utilizar BESS (mapa de priorização de estações, definição de sistema - BESS/BESS+FV/Sem BESS). O Sistema de Armazenamento de Energia por Baterias é uma solução que possui uma ampla utilização no cenário internacional, e que vem ganhando notoriedade também no que diz respeito ao cenário nacional. Por meio dessa solução, é possível fazer uso de diversos tipos de aplicações importantes para melhoria da segurança e estabilidade da rede elétrica, deste modo, espera-se que nos próximos anos, o cenário brasileiro aumente sua utilização consideravelmente nos diversos ramos da energia: geração, transmissão e distribuição. Além disso, a utilização de sistemas de armazenamento de energia em conjunto com fontes de geração de energia renováveis se faz de forma estratégica, garantindo uma capacidade de despacho para soluções, fazendo deslocamento de energia e melhorando a confiabilidade do sistema. Tema relevante e importante para a transição energética desejada para o Brasil.

Instituição: Instituto Federal do Norte de MInas Gerais-Campus Januária
Projeto: Desenvolvimento de eletrolisador para produção de hidrogênio verde
Objetivo: O consumo mundial de energia é crescente e acelerado, por isso novos métodos de produção de energia ambientalmente amigáveis devem ser desenvolvidos e escalonados. Uma das soluções é o hidrogênio verde, considerado um vetor energético de baixo impacto ambiental. Nesse contexto, o Brasil pode se tornar uma referência no desenvolvimento da tecnologia da eletrólise da água em escala industrial, pois possui uma matriz energética que possibilita a viabilidade energética e exergética do processo da eletrólise. O projeto visa propor e executar um protótipo de eletrolisador alcalino sustentável e ecológico que culmina na síntese de hidrogênio verde (H2V ou H2V). Tal proposta está em consonância com a meta da Organização das Nações Unidas (ONU) associada ao objetivo de descarbonização do planeta Terra, por países de todo o mundo, entre os anos de 2030 a 2050. Nossa premissa parte da proposta de desenvolver uma membrana polimérica de Polianilina (PANI), de menor custo e maior benefício à geopolítica verde, associado a catalisadores à base de óxidos metálicos. A partir desse princípio, sintetizaremos e selecionaremos os materiais que atendam às necessidades de gerar H2V com eficiência comparável ou superior aos eletrolisadores comerciais, mas com produção local.

Instituição: Rafael Marin Ferro / Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santos - Campus Aracruz
Projeto: Utilizando a simulação computacional para soluções em energias renováveis com foco no hidrogênio verde
Objetivo: O projeto busca revolucionar a indústria de energias renováveis ao explorar o potencial do hidrogênio verde. Por meio de um laboratório de simulação de ponta, desenvolveremos soluções inovadoras em todas as fases da produção e distribuição de hidrogênio verde. Além disso, capacitaremos professores, estudantes e profissionais locais, promovendo a formação continuada e gerando empregos. Este projeto é altamente inovador, com a capacidade de criar impactos locais, regionais e nacionais positivos. Espera-se redução da poluição, diversidade, geração de empregos e uma contribuição significativa para a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente. Com uma equipe dedicada e parcerias sólidas, estamos prontos para liderar a próxima era de energias limpas com o hidrogênio verde.

Instituição: Pedro Vitor Morbach Dixini / Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santos - Campus Aracruz
Projeto: Produção de Hidrogênio Verde a partir de eletrocatalisadores metálicos
Objetivo: Este estudo tem como objetivo o desenvolvimento de catalisadores nanoestruturados de baixo custo, utilizando titânio (Ti), alumínio (Al) e cobre (Cu) como metais alternativos em diversas variações químicas e cristalográficas, suportados em diferentes materiais, incluindo óxido de grafeno, pontos quânticos de carbono e carvão ativado. O objetivo é tornar a produção de hidrogênio (H2) mais eficiente e econômica a partir de insumos sustentáveis, como o etanol, gerando subprodutos de alto valor agregado. A geração de H2 em larga escala é crucial para atender à crescente demanda energética, mas muitas técnicas convencionais geram CO2 como subproduto. A pesquisa será conduzida nos laboratórios do Ifes campus Aracruz, Ifes campus Vitória e na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). A infraestrutura inclui a preparação de catalisadores e a caracterização por técnicas avançadas, como difração de raios X (DRX), microscopia eletrônica de varredura (MEV) com espectroscopia de energia dispersiva de raios X (EDS), espectroscopia de fotoelétrons induzida por raios X (XPS) e ressonância magnética nuclear (RMN) de 13C. Além disso, a pesquisa envolverá ensaios eletroquímicos, como voltametria linear e cíclica, croamperometria e espectroscopia de impedância eletroquímica, para avaliar o desempenho dos catalisadores em condições de célula eletrolítica. O estudo busca contribuir para uma produção de hidrogênio sustentável, mais eficiente, econômica e ecologicamente amigável, enquanto adota uma abordagem eletroquímica para a produção de H2 a partir de fontes renováveis, como o etanol, reduzindo a demanda energética e mitigando riscos de segurança.

Instituição: Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Federal de Pernambuco
Projeto: Avaliação de Rotas tecnológicas de H2 verde para indústrias de Suape
Objetivo:

Instituição: RODRIGO DINIZ DE MELLO / Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial /Centro de Tecnologia do Gás e Energias Renováveis
Projeto: Desenvolvimento de célula a combustível para veículos leves utilizando hidrogênio como fonte de propulsão
Objetivo: O projeto visa desenvolver uma célula a combustível de hidrogênio que será utilizada como fonte de propulsão para o veículo elétrico. Para isso, o projeto abrange várias etapas, incluindo o aprimoramento de métodos, componentes e equipamentos, o desenvolvimento de um software de eficiência energética e a adaptação da célula de combustível para uso comercial. Para tanto estão previstas as seguintes etapas: • Criação de um laboratório de bancada para testes de célula a combustível de hidrogênio • O desenvolvimento de uma célula de combustível eficiente • Adaptação da célula desenvolvida para uso comercial • Instalação da célula em um veículo buggy elétrico para testes em movimento. O projeto é uma colaboração entre o SENAI CTGAS-ER e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), e envolve uma equipe multidisciplinar com conhecimentos em várias áreas, como engenharia elétrica, automação, química, controle e mecânica. Os resultados esperados incluem a redução da poluição do ar devido às emissões zero de poluentes pelos veículos movidos a hidrogênio, a promoção de transporte mais limpo e eficiente, a criação de oportunidades de emprego e o aumento do conhecimento na área de energias renováveis. Este projeto tem potencial para contribuir significativamente para a redução das emissões de carbono no setor de transporte terrestre, bem como para a promoção de fontes de energia limpa e sustentável.

Instituição: Ranyere Lucena de Souza / Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Projeto: Desenvolvimento de rotas tecnológicas sustentáveis para valoração de lodo residual como recurso para Economia Circular e Transição Energética
Objetivo: O volume gerado de lodos residuais de estações de tratamento, seja como subproduto do tratamento de água, efluentes sanitários e industriais, requer formas eficientes de tratamento. Isto implica em desafios tecnológicos relacionados à eficiência das técnicas e à minimização de riscos ambientais, ao mesmo tempo em que considera os custos de operação e descarte. Contudo, o lodo gerado resultante das etapas de tratamento pode ser considerado um exemplo distinto de biomassa devido ao elevado conteúdo orgânico e alto poder calorífico. O projeto aborda de forma inovadora e integrada quatro pilares tecnológicos, tais como fermentação, purificação, tratamento da biomassa e termoliquefação para a valorização de lodos residuais de estações de tratamento efluentes (ETE). O projeto reside ainda no uso de solvente eutéticos profundos (DES) como alternativas sustentáveis e de baixo custo para o processamento da biomassa e na seleção de microrganismo capazes de produzir biocatalisadores enzimaticos de forma que possam intensificar o processo de hidrólise do lodo. Subsequentemente, isto implicará da produção de bio-óleo/biocrude com maior rendimento e melhor qualidade, tornando-o ideal para a obtenção de bioenergia, como bioetanol, gasolina, bioqueresene de aviação, biohidrogênio, dentre outros. A proposta também inclui mecanismos para otimização de processos e escalonamento, com foco na diversificação da matriz de biocombustível do país. O apelo inovador é reforçado pela busca de operações unitárias integradas, como filtração, separação, homogeneização e purificação, em um reator tubular adaptado às condições otimizadas de operação. Assim, o projeto não apenas atende aos desafios tecnológicos e ambientais associados ao tratamento eficiente de lodos residuais, mas também oferece uma solução sustentável e comercialmente viável para a produção de biocombustíveis e outros produtos de valor agregado.

Instituição: INSTITUTO DE DESENVOLVIENTO SUSTENTÁVEL, EDUCAÇÃO E CULTURA - INSTITUTO SERTÕES - IS
Projeto: SISTEMA DE AGROENERGIA RENOVÁVEL FAMILIAR PARA PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS.
Objetivo: 1. O Projeto SISTEMA DE AGROENERGIA RENOVÁVEL FAMILIAR PARA PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS, tem como objetivo geral implantar em estabelecimentos rurais da agricultura familiar Sistema de Energia Renovável Fotovoltaico, integrados as tecnologias sociais (reuso de aguas cinzas, cisternas de produção, biodigestores, quintais produtivos), para produção de alimentos saudáveis e de Unidades Demonstrativas (UD´s) para o plantio da palma forrageira adensada, irrigada, resistente a cochonilha-do-carmim, em 17 áreas de 0,15ha, com espaçamento entre fileiras de 2mt, consorciada com culturas de capi-açu, moringa, gliricídia, leucena e frutíferas. 2. O projeto será implantado em 10 municípios, a saber, Guamaré, Jandaíra, Poço Branco; Macaíba; Monte Alegre, Nova Cruz; Passa e Fica, Lajes Pintadas; Cerro Corá e São João do Sabugí, em cinco territórios rurais, do RN atendendo diretamente o 20 (vinte) famílias beneficiárias e indiretamente 80 pessoas. 3. As ações serão implementadas seguindo princípios metodológicos participativos, tendo o ser humano como centro do processo de aprendizado e empoderamento em todas as etapas do projeto, em oficinas técnicas, com conteúdo teórico-prático pertinentes as metas de capacitação e qualificação, na perspectiva de atingir os objetivos específicos do projeto. 4. Seguiremos o percurso metodológico: Diagnóstico Rápido Participativo (DR), sócio-econômico, das famílias; Qualificar a equipe técnica sobre os conceitos atuais sobre produção de ER-FV; Implantar os sistemas ER-FV integrado as unidades de reuso de águas cinzas; Implantar biodigestores nas unidades produtivas familiares; Realizar processo de educação sobre ER-FV; produção orgânica e controle de pragas. 5. Espera-se que o Projeto AGROENERGIA contribua para redução de resíduos sólidos e poluição, superação das desigualdades sociais, aumente a produtividade agrícola sustentável; elevação da qualificação dos beneficiários e gere renda e ocupação no campo.

Instituição: Thiago Rodrigues Bjerk / Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Projeto: Nordeste brasileiro: o berço da energia do futuro
Objetivo: As pesquisas para a transição global no caminho da sustentabilidade incluem a utilização de bioenergia, construções verdes, veículos elétricos, políticas para a minimização das mudanças climáticas e gestão para a integração de energias renováveis aos sistemas de geração e distribuição atuais. As microalgas são uma fonte de bioenergia promissora, pois apresentam alta eficiência para a fixação de carbono, rápida taxa de crescimento e maior rendimento por área se comparado com biomassas terrestres. O potencial energético das microalgas é amplo, com destaque para a produção de biodiesel, bioetanol, biogás, bio-hidrogênio e bio-óleo. O projeto está subdividido nas seguintes etapas: 1°) Serão coletadas e isoladas microalgas de diferentes ambientes de Sergipe, como rios, lagos, mar e estuários. As espécies selecionadas serão aquelas que apresentarem maior potencial de produção de óleo. 2°) Os parâmetros de cultivo de microalgas serão avaliados, visando obter alta densidade celular no menor tempo de cultivo. 3°) Os processos de extração e conversão serão otimizados para obter os biocombustíveis de maior qualidade e eficiência. As técnicas a serem desenvolvidas incluem a extração do óleo das microalgas, a conversão do óleo em biodiesel e utilização da biomassa residual para a produção de bio-óleo. Neste estudo espera poder demostrar a potencialidade desta fonte energética para o nordeste brasileiro de forma a atrair interesse público e privado para este segmento. Além disso é importante destacar que outras rotas energéticas emergentes podem ser produzidas a partir desta cadeia produtiva como por exemplo combustível de aviação e bio-hidrogênio.

Instituição: Eliana Midori Sussuchi / Universidade Federal de Sergipe
Projeto: PRODUÇÃO DE HIDROGÊNIO VERDE A PARTIR DE ENERGIA SOLAR: DESENVOLVIMENTO DE ELETROLISADOR COM ELETRODOS CARBONÁCEOS DE BIOMASSA DISPONÍVEL EM SERGIPE
Objetivo: Os impactos gerados ao meio ambiente em função da elevada emissão de gases de efeito estufa tem sido exponencialmente catastróficos, prejudicando a economia e as condições de vida no planeta. Para reverter este cenário, é preciso descarbonizar grande parte do sistema energético, tornando emergencial o investimento em energias renováveis. É nesse contexto que o hidrogênio verde se apresenta como uma alternativa eficaz para a descarbonização da economia global. O projeto propõe a utilização de materiais porosos de carbono, como o biocarvão, provenientes de biomassa de diversas fontes, como resíduos de frutas, plantas e/ou excrementos animais, abundantes no estado de Sergipe, para modificação de eletrodos aplicados na eletrólise da água para produção de hidrogênio. Os biocarvões apresentam uma grande área superficial específica e poros abundantes que serão utilizados na produção de eletrodos modificados com alto desempenho e baixo custo, exibindo uma aplicação iminente em reações eletrocatalíticas de evolução de hidrogênio, viabilizando economicamente a produção de hidrogênio através desta rota tecnológica. Em associação a proposta de sustentabilidade do projeto, estes sistemas de eletrólise da água serão alimentados por uma fonte de energia proveniente de um sistema fotovoltaico (energia solar), permitindo a produção de hidrogênio verde. O controle de tensão e corrente presentes no sistema eletroquímico será realizado por uma unidade microprocessada digital, de arquitetura nacional, modulatizável e concebida sob medida para tal função, que será acoplado ao eletrolisador. Também será desenvolvido um sistema de armazenamento do gás gerado para pronto uso, como na síntese de subprodutos (amônia, etc.). Com isso, este projeto se propõe a construir um eletrolisador modularizável em escala piloto com eletrodos modificados de biocarvão e um sistema de armazenamento para o hidrogênio verde produzido nas eletrólises da água utilizando diferentes meios eletrolíticos.

Instituição: Levi Pedro Barbosa de Oliveira / Universidade Federal de Sergipe
Projeto: Desenvolvimento e operacionalização de microaerogerador eólico híbrido (on e off-grid) de baixo custo e alta eficiência.
Objetivo: A presente proposta de projeto visa o desenvolvimento e operacionalização de microaerogerador eólico híbrido (On e Off-grid) de baixo custo e alta eficiência, de modo a atender uma parcela carente da população, situada no nordeste do Brasil, como um meio de reduzir os custo das famílias atendidas quanto ao consumo de energia elétrica utilizando uma fonte renovável e com baixa manutenção e que também poderá ser instalada onde o cabeamento de energia não é economicamente viável para a empresa de distribuição de energia, além disso, favorecendo o sistema de geração, pois reduz a dependência da matriz hidráulica. Quando da execução dessa proposta, serão analisados dois tipos estruturas de geradores eólicos, a saber, gerador de eixo horizontal e gerador de eixo vertical. Ademais se pretende implementar os circuitos para comando e controle de operação dessas estruturas, a saber, retificadores, inversores, controladores MPPT e controlador de carga e de gerenciamento de sistema de baterias, para o caso de sistemas off-grid, bem como do monitoramento de seus parâmetros elétricos. Ambas as estruturas devem inicialmente ser montadas em laboratório e, somente após os testes, a estrutura que apresentar melhores resultados, será montada no telhado do prédio do DEL. Também, para o monitoramento e análise dos dados gerados, será implementado um software, que contará com armazenamento numa base de dados, dos parâmetros elétricos e físicos coletados durante os testes e funcionamento do gerador. Tais análises, além de avaliar a qualidade da energia gerada, deverá ser utilizado para prevenção e predição de falhas, bem como para redução dos riscos operacionais.

Instituição: SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL - INSTITUTO SENAI DE INOVACAO EM ENERGIAS RENOVAVEIS
Projeto: Carcinicultura Voltaica: Produção de Hidrogênio e sua Conversão em Diesel Verde
Objetivo: O sistema de carcinicultura voltaica é uma estratégia altamente inovadora que une a produção de hidrogênio verde e combustíveis sustentáveis à atividade de carcinicultura. Esse sistema é caracterizado pela instalação de painéis solares fotovoltaicos sobrepostos os tanques de cultivo de camarões, aproveitando de maneira eficaz a área já ocupada por essa atividade. Nesse contexto, a energia solar é convertida em eletricidade pelos painéis solares, fornecendo uma fonte de energia limpa e renovável para a produção de hidrogênio verde. Além disso, os resíduos da carcinicultura, como cascas e cabeças de camarões, são reaproveitados como fonte de carbono para a produção de diesel verde. Esse processo não apenas evita o descarte inadequado de resíduos, mas também contribui para a gestão responsável de resíduos e a redução de impactos ambientais. Em resumo, esse sistema oferece benefícios como a redução de emissões de gases de efeito estufa, gestão responsável de resíduos, estímulo econômico e geração de empregos, capacitação técnica, diversificação da matriz energética e alinhamento com objetivos globais de sustentabilidade. Ele representa, portanto, uma solução abrangente que promove práticas sustentáveis e melhora a qualidade de vida das comunidades locais.

Instituição: SERVICO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL - INSTITUTO SENAI DE INOVACAO EM ENERGIAS RENOVAVEIS
Projeto: Roadmap de Produção de Hidrogênio Renovável por meio da fonte de Biomassa para a cadeia de produção de combustíveis avançados na Margem Equatorial Brasileira
Objetivo: O projeto de pesquisa, cujo objetivo é desenvolver um Roadmap de Produção de Hidrogênio Renovável por meio da fonte de Biomassa para a cadeia de produção de combustíveis avançados na Margem Equatorial Brasileira, trará impactos significativos tanto no contexto local, quanto no contexto regional, nacional e global, uma vez que o Brasil avança com as regulamentações sobre a produção de hidrogênio a partir de fontes renováveis, e fornece insights sobre produtos circulares, e os fluxos reversos em direção a produção dos combustíveis avançados, os chamados combustíveis do futuro, além da promoção ao desenvolvimento sustentável dos estado do Norte e Nordeste. Para esse projeto será considerado o desenvolvimento por etapas, sendo em cada etapa estabelecido uma série de atividades e aplicações de metodologias adaptativas a respeito dos potenciais teórico, técnico e econômico, identificando e quantificando o potencial de produção de hidrogênio renovável, a disponibilidade da fonte de biomassa e a rota tecnológica de cada estado da área de abrangência da Margem Equatorial Brasileira. De forma resolutiva, serão aplicadas as técnicas de geoprocessamento associadas aos métodos de análise hierárquica de processos e das análises multicritérios por meio de algoritmos computacionais, que permitirão trabalhar a identificação e a busca espacial em um contexto de avaliação locacional estratégico nos limites dos estados da Margem Equatorial Brasileira. Mapas de adaptabilidade obtidos com a aplicação dessas técnicas que serão utilizados como elementos referenciais na seleção de regiões promissoras, permitirão ainda observações e comparações de resultados em função da simulação de diferentes cenários que serão gerados. Assim, o projeto a partir de uma visão integrativa, se propõe a corroborar com a natureza da transição energética, relacionando-as aos diferentes níveis, aos processos de mudança, e ao contexto espacial e temporal em que ocorrem.

Instituição: Douglas Bressan Riffel / Universidade Federal de Sergipe
Projeto: Novos Conceitos de Turbinas Eólicas Verticais sem Hélices na Geração de Energia Limpa e Silenciosa
Objetivo: A geração de energia com turbinas eólicas com hélices é bastante promissora, porém, tem gerado poluição sonora nas vizinhanças dos parques e impactos ambientais sobre animais. Embora o arranjo de turbina sem hélice seja uma relevante alternativa e de baixa emissão de ruído, os projetos existentes são simplificados de tal forma que a máxima geração de energia ocorre apenas em uma particular condição de vento. O presente projeto busca excitar a turbina para vibrar devido à força de desprendimento de vórtices induzidos no corpo do mastro. Uma vez que a frequência da força de desprendimento está próxima da frequência fundamental da turbina, inicia-se o fenômeno de lock-in. Neste ponto específico, o mastro oscila com baixa emissão de ruídos e na frequência de desprendimento do fluxo de vórtices, que é diretamente proporcional à velocidade do vento. Para sintonizar a frequência fundamental de vibração da turbina com o vento é necessário a alteração da rigidez ou movimentação de massa dos mastros vibratórios. O presente projeto de pesquisa irá desenvolver um conceito inovador de turbinas eólicas sem pás sintonizáveis pela alteração das frequências naturais das estruturas por meio de modificação das propriedades de massa e rigidez dos mastros, bem como determinar os arranjos ótimos de mastros com maiores gerações de energia por área de planta instalada.

Instituição: Cecília Tayse Muniz Teixeira / Universidade Federal de Sergipe
Projeto: Projeto Lumiar sertanejo: Desenvolvimento tecnológico na produção de energias renováveis nos agroecossistemas do Alto Sertão Sergipano
Objetivo: O Projeto Lumiar Sertanejo: Desenvolvimento tecnológico na produção de energias renováveis nos agroecossistemas do alto sertão sergipano, pretende implementar de maneira integrada tecnologias-fontes de energia renovável em comunidades rurais para promoção do desenvolvimento rural sustentável, destina-se a disseminação de sistemas agrovoltaicos para captação água subterrânea com uso de placa solar integrado a implementação de biodigestor na geração de biogás e biofertilizante em sistemas de produção agroecológico da agricultura familiar. Para tanto, a orientação metodológica transversal em toda sua elaboração parte do princípio da construção do conhecimento por meio de metodologias participativas, já comumente utilizadas em projetos de agroecologia e desenvolvimento sustentável em várias regiões do mundo e inclusive no Brasil. Espera-se que com as ações, o projeto possa contribuir diretamente na redução da poluição de resíduos, reduzir os impactos no meio ambiente gerados pelos gases do efeito estufa e contribuir diretamente na transição para uma matriz energética neutra em carbono, colaborando assim para que o Brasil possa se posicionar como um dos principais produtores de energia renovável. Portanto, o projeto espera também reduzir as desigualdades sociais por meio do aumento e maximização da produção agropecuária de base agroecológica, fortalecendo a produção de alimentos saudáveis, geração de emprego e renda da agricultura familiar do Semiárido brasileiro.

Instituição: Ricardo Lúcio de Araujo Ribeiro / UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Projeto: Título: Sistema de Redução de Intermitências Provocada por Renováveis utilizando Eletrolisador PEM de Hidrogênio como Carga Controlável.
Objetivo: O projeto proposto tem por objetivo o desenvolvimento de um sistema de redução de intermitências utilizando o eletrolisador PEM (EL-PEM) com carga controlável. O EL-PEM possui tecnologia consolidada e bastante conhecida. No entanto as suas aplicações têm se restringido a condições estáticas com pontos de operação fixos para produção de hidrogênio. Para que o EL-PEM possa atuar como carga controlável, capaz de absorver oscilações provocadas por renováveis, é necessário que ele opere com pontos de operação variáveis. Para isso, esse projeto propõe o desenvolvimento de um sistema de rastreamento de máxima eficiência que seja capaz de definir o melhor ajuste para as condições de operações requeridas. O sistema proposto é composto de um estimador de parâmetros, via injeção de sinais, associado a um rastreador de impedância. Ele é integrado a um sistema de controle adaptativo, modelo não dependente, capaz de controlar o EL-PEM, com eficiência máxima nas condições de operação requeridas para redução das intermitências da rede elétrica. A validação das técnicas proposta, ocorrerá com a aquisição de um EL-PEM comercial de 5kW que será parte integrante da planta piloto do sistema de redução de intermitência. Esse EL-PEM será interconectado a rede elétrica utilizando um conversor de potência inteligente que será desenvolvido durante o projeto. A estrutura de controle atuará no conversor de potência e no EL-PEM. As técnicas de estimação e controle desenvolvidas ao longo do projeto, integrada a estrutura experimental, adquirida e desenvolvida durante a execução do projeto se constituirá no principal produto: sistema de redução de intermitências provocadas por renováveis utilizando um eletrolisador PEM como carga controlável.

Instituição: Elina Bastos Caramão / Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Projeto: Biorrefinaria de Resíduos Urbanos de Coco Verde na Cidade de Aracaju/SE: Um Passo em Direção à Produção Sustentável de Energia e Bioprodutos
Objetivo: O Brasil, uma potência agroindustrial, enfrenta um desafio crescente em relação aos resíduos orgânicos gerados. Entre esses resíduos, destacam-se os do coco verde (Cocos nucifera L.), uma matéria-prima abundante, especialmente nas regiões litorâneas do Nordeste. Em Sergipe, apenas em 2021, foram produzidos cerca de 165 milhões de frutos de coco. No entanto, o consumo urbano de água de coco gera um dilema: aproximadamente 190 toneladas de resíduos a cada semana, representando 25% do total de resíduos sólidos produzidos em Aracaju. Agravando o problema, esses resíduos levam oito anos para se decompor completamente na natureza, sobrecarregando aterros sanitários e criando riscos para a saúde pública. Diante desse cenário, há uma necessidade urgente de desenvolver estudos que minimizem o impacto ambiental e, ao mesmo tempo, recuperem compostos de valor industrial. Através de pesquisas anteriores realizadas pelo grupo proponente, foi revelado que a pirólise dos resíduos de coco, pode gerar biocarvão com propriedades de adsorção valiosas e um bio-óleo rico em fenóis, principalmente. Esses produtos têm aplicações industriais diversas e agregam valor a esses resíduos outrora subutilizados. Portanto, este projeto visa a implementação de uma biorrefinaria de resíduos de coco verde em Aracaju, com o objetivo de produzir biocombustíveis e bioprodutos de aplicação industrial. Esta iniciativa inovadora combina tecnologia avançada com responsabilidade ambiental, destacando o potencial econômico e ambiental dos resíduos orgânicos na região. Ademais, a biorrefinaria resolve o desafio da gestão de resíduos e impulsiona o desenvolvimento sustentável, criando oportunidades econômicas, reduzindo impactos ambientais e promovendo a responsabilidade social. Sua implementação representa um passo significativo em direção a um futuro mais sustentável e próspero para Aracaju e o Nordeste, onde o desperdício se transforma em recursos valiosos, impulsiona a economia e preserva o meio ambiente

Instituição: Antonio Eduardo Martinelli / UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Projeto: Método hidrotérmico escalável para síntese de nanomateriais alternativos de baixo custo para fabricação de eletrodos para geração de hidrogênio verde
Objetivo: A produção de hidrogênio verde (H2V) por eletrólise a partir de eletrolisadores do tipo PEM, ou de troca de prótons, permite o emprego de energia oriunda de fontes alternativas, como eólica e solar. Eles são compactos e produzem H2V de alta pureza, mas seus eletrodos são manufaturados com metais nobres e de alto custo, como platina, ródio, rutênio e irídio, tornando a tecnologia dispendiosa, especialmente em grande escala. Este projeto visa desenvolver uma tecnologia de produção contínua, escalável e econômica de nanopartículas para modificação de eletrodos de eletrolisadores PEM, substituindo parcial ou integralmente materiais nobres por alternativas baseadas em Nb, Ti, Mo e Sn, promovendo aumento de conteúdo local, melhorando ou mantendo desempenho com redução de custo de produção. A metodologia envolve a elaboração de um reator de síntese hidrotérmica contínua de nanopartículas para produzir nanopós à base de nióbio, titânio, molibdênio e estanho. As nanopartículas serão depositadas nos eletrodos-base por meio de dip-coating, seguido pela avaliação da eficiência dos eletrodos modificados na geração de H2V por ensaios eletroquímicos. Os resultados esperados incluem a construção de um sistema escalável e econômico para a produção de nanopartículas e obtenção de eletrodos modificados com substituição parcial ou total de metais nobres por materiais mais acessíveis. Isso permitirá manter ou aumentar a eficiência na produção de H2V de alta pureza, contribuindo para o desenvolvimento de tecnologias inovadoras, de larga escala e baixo custo. No contexto nacional e, em particular, regional, o projeto contribui para a maior o aproveitamento da abundante geração de energia eólica e solar para produção de hidrogênio verde, contribuindo com a capacitação local em nanotecnologia aplicada à transição energética do país e da região nordeste.

Instituição: SECRETÁRIA DE ESTADO DA AGRICULTURA DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO E DA PESCA
Projeto: Aquicultura com Energia renovável no semiárido sergipano
Objetivo: O projeto “Aquicultura com energia renovável no semiárido sergipano” tem como objetivo oferecer oportunidade para solução de problemas crônicos no sertão sergipano, como a insipiência de oportunidades econômicas na região, além da dificuldade de uso de águas naturais, quase sempre impróprias para a irrigação e dessedentação, impossibilitando o aproveitamento dos recursos hídricos disponíveis de forma sustentável. As águas dos poços salinizados serão utilizadas com duas finalidades: parte será utilizado no dessalinizador para oferta de água potável à população, bem como para dessedentação de animais. E outra parte para a criação de animais aquáticos (peixes e camarões), nessa atividade será utilizada também a água salobra descartada do dessalinizador. Associado a aquicultura, a aquaponia reaproveitará resíduos dessa atividade para produção de hortaliças. Em suma, o projeto propõe ofertar água potável através do processo de dessalinização, como também desenvolver um protocolo para cultivo de camarão e peixe, associado com aquaponia, viabilizado através de uma matriz energética limpa com placas de energia solar, objetivando proporcionar uma nova fonte de renda para as comunidades locais, melhorando a qualidade de vida e contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e sustentável da região.

Instituição: Mário Ernesto Giroldo Valerio / Universidade Federal de Sergipe
Projeto: Nanomateriais inovadores aplicados na geração de hidrogênio verde e células solares
Objetivo: Neste projeto propomos a desenvolver pesquisa tecnológica em duas frentes: 1- otimização de células DSSC baseadas em insumos 100% de estado sólido e com compostos não tóxicos e de baixo custo, e 2- projeto e construção de uma célula fotoeletroquímica de eletrólise direta da água, sem necessidade de eletrodos, baseadas também em compostos de baixa toxicidade e de baixo custo. Ambas as atividades são ancoradas no conhecimento desenvolvido em nosso grupo de síntese e otimização de sistemas baseados em perovskitas a base de titanatos dopados e sistemas híbridos de titanatos e compostos fluoretos ou óxidos de metais alcalinos terrosos e metais de transição 3d. Aliado a isso talvez o aspecto mais importante é a formação de recursos humanos qualificados para as áreas de energias verdes voltadas para processos de emissão zero de carbono. Então, boa parte dos recursos solicitados no presente projeto (cerca de 69,9%) é de bolsas de posdoc (4) e uma bolsa de doutorado visando treinar e fixar especialistas de alto nível na nossa região. Adicionalmente, a presente proposta requer e prevê projeto e construção de pelo menos 3 dispositivos auxiliares que podem muito bem se converterem em produtos adicionais aos previstos nos objetivos principais. Para tanto, o resto dos recursos devem ser direcionados para aquisição de material de consumo e de serviços de terceiros para realizar as montagens previstas.

Instituição: Silvia Maria da Silva Egues / Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Projeto: Purificação sustentável de hidrogênio utilizando leitos adsorventes de MOFs impregnadas em fibras celulósicas
Objetivo: O aquecimento global tem impulsionado pesquisas com o propósito de reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2), visando alcançar emissões líquidas zero de gases de efeito estufa até o ano de 2050. Diante disso, têm surgido inúmeras abordagens para a captura de CO2, juntamente com a produção de diversas formas de energia renovável em todo o mundo, com o intuito de contribuir para a transição global de energia. Dentre essas abordagens, a produção de hidrogênio através de fontes de energia renováveis e não renováveis tem sido reconhecida como uma opção altamente promissora. No entanto, um desafio que enfrentam as indústrias envolvidas na produção de hidrogênio é a purificação do hidrogênio oriundo de fontes não renováveis obtidos através da reforma a vapor ou gaseificação, ou seja, é necessária uma etapa de purificação do hidrogênio, como a remoção do CO2. Esse processo de purificação é de suma importância para diversas aplicações, incluindo células a combustível e produção de produtos químicos. Entre as diversas tecnologias disponíveis para realizar essa purificação, os leitos adsorventes se destacam devido ao seu notável desempenho e seletividade. Sendo assim, esse estudo tem o objetivo principal de investigar o desempenho e a seletividade de leitos adsorventes baseados em estruturas metalorgânicas (MOFs) reforçadas com fibras de celulose para remoção de CO2 e consequentemente para purificação de hidrogênio. Esse estudo abrange várias etapas, incluindo a seleção e síntese de MOFs, impregnação das MOFs em fibras de celulose, funcionalização deste material com aminas para aumentar a seletividade por CO2, a avaliação do desempenho dos adsorventes para a purificação de hidrogênio e a seletividade em relação captura de CO2. Assim, este estudo visa contribuir para o desenvolvimento de tecnologias avançadas no desenvolvimento de adsorventes capazes de fornecer hidrogênio de alta pureza, alinhando-se com a crescente demanda por fontes de energia limpa e sustentável.

Instituição: Maria Lucila Hernandez Macedo / Instituto de Tecnologia e Pesquisa
Projeto: Potencial de produção de biohidrogênio por microrganismo de manguezais associado a tratamento eletroquímico utilizando resíduos agroindustriais
Objetivo: O biohidrogênio (BioH2) é um combustível de baixo carbono e alta eficiência energética cuja produção por métodos biológicos é considerada mais sustentável e economicamente viável. Atualmente, a produção de BioH2 utiliza açúcares puros (glicose, xilose, sacarose), tornando o processo oneroso. Assim, a biomassa lignocelulósica é uma matéria-prima alternativa, barata e abundante utilizada para produzir BioH2, usando o processo de fermentação escura. Na fermentação escura, micróbios anaeróbicos produzem hidrogênio utilizando resíduos orgânicos e água. Contudo, a busca por insumos de baixo custo é um dos desafios para produção de BioH2, bem como encontrar microrganismos capazes de bioconverter esses insumos em BioH2. A principal desvantagem do uso da biomassa para produção de bioenergia é a sua recalcitrância, que dificulta o acesso das enzimas aos açúcares hidrolisáveis. Assim, um pré-tratamento físico-químico e/ou microbiológico da biomassa é necessário antes da fermentação. Na presente proposta se avaliará métodos físico-químicos (eletroquímico/ ultrasom) para tratar resíduos agroindústrias da região Nordeste (manipueira e fibra de coco verde), e serem usados em fermentação por microrganismos de manguezais. Os manguezais têm um microbioma pouco explorado com alto potencial biotecnológico justificando o seu uso nesta proposta. Inicialmente, amostras de solo de manguezal serão coletados para selecionar bactérias e produzir BioH2 em processo de fermentação com os resíduos. O aspecto inovador da proposta está no uso de resíduos da região Nordeste para produção de BioH2 aliado a uma nova abordagem de tratamento dessa biomassa. Os resultados do projeto beneficiará a cadeia produtiva do coco verde e da farinha de mandioca através da valorização do seus resíduo e diminuição do impacto ambiental. Ainda, os resultados fortalecerá a economia circular da Região contribuindo para aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Instituição: Mario Orestes Aguirre González / UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
Projeto: Infraestrutura e logística da cadeia de valor do H2V e PtX
Objetivo: O Brasil possui potencial para se tornar o líder mundial na produção de hidrogênio verde (H2V) de baixo custo. O país é apontado como potencial produtor e exportador de H2V e outros produtos Power-to-X a um custo competitivo. Dentre as regiões, destaca-se o Nordeste, sobretudo pelo seu alto potencial em fontes de energias renováveis e sua distância competitiva para outros mercados. No entanto, para que esse setor se desenvolva, é imprescindível uma infraestrutura de suporte. A existência de uma infraestrutura para a logística de transporte integrada, capaz de abranger toda a cadeia, desde sua produção, armazenamento, distribuição e uso do hidrogênio é essencial para assegurar a sua disponibilidade e competitividade. Diante disso, foram identificadas as seguintes questões da pesquisa: a) quais as necessidades de infraestrutura para a produção, armazenamento, condicionamento, transporte e uso do H2V e outros PtX? e b) Qual é o estado atual da infraestrutura de suporte ao setor de H2V e PtX na região nordeste do Brasil? Nessa perspectiva o projeto tem por objetivo propor diretrizes e requisitos de infraestrutura e logística para produção, armazenamento, condicionamento, transporte e uso do H2V e produtos PtX para a região nordeste do Brasil. A pesquisa será conduzida em quatro etapas: 1) Pesquisa teórica; 2) Identificação e validação dos requisitos de infraestrutura e logística para produção, armazenamento, condicionamento, transporte e uso do H2V e produtos PtX 3) Avaliação de infraestrutura atual da região nordeste do Brasil e 4) Proposta de diretrizes para infraestrutura e logística para produção, armazenamento, condicionamento, transporte e uso do H2V e produtos PtX. Como resultado do projeto espera-se o diagnóstico detalhado da infraestrutura atual na região nordeste do Brasil e o conjunto de diretrizes recomendadas para o desenvolvimento da infraestrutura e logística necessárias para a cadeia de valor do H2V e produtos PtX no NE do Brasil.

Instituição: SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO RIO GRANDE DO NORTE
Projeto: Portal de Negócios para a Cadeia Produtiva do H2 Verde
Objetivo: O projeto "Portal de Negócios para a Cadeia Produtiva do H2 Verde" surge como uma solução para o desenvolvimento da cadeia de suprimentos para o H2 verde no Brasil, especialmente no nordeste, que historicamente dependeu de exportações de produtos primários e enfrentou desafios de desigualdade e conservadorismo social. Embora as energias renováveis, como a eólica, tenham desempenhado um papel positivo na integração do Nordeste à indústria nacional, os benefícios não foram distribuídos equitativamente ao longo da cadeia de valor. Além disso, a crescente demanda global por alternativas energéticas, como o hidrogênio verde, oferece ao Brasil, com seu vasto potencial em energia renovável, uma oportunidade única de liderança no setor. Visamos à criação de uma plataforma de integração que conectará os diversos atores da cadeia de produção do H2 Verde, fomentando inclusão, sustentabilidade e desenvolvimento econômico em três principais aspectos. No aspecto social, busca promover a inclusão de empresas de todos os tamanhos, garantindo oportunidades equitativas e investindo em capacitação técnica para uma força de trabalho qualificada. Em termos ambientais, estimula a adoção de fontes de energia limpa e práticas comerciais sustentáveis, contribuindo para a redução das emissões de carbono e a melhoria da qualidade do ar. Economicamente, o projeto impulsiona o crescimento do setor de H2 Verde, criando empresas, empregos e renda em várias áreas, fortalecendo a economia local e nacional. Essa iniciativa é realizada em colaboração com o SEBRAE e o SENAI-CTGAS/ER, duas instituições de referência no setor de energias renováveis, que trazem experiência e conhecimento técnico fundamentais para o sucesso do projeto. Assim, o Portal de Negócios para a Cadeia Produtiva do H2 Verde atuará forças para promover a integração, inclusão, sustentabilidade e crescimento econômico na cadeia de produção de hidrogênio verde, aproveitando o potencial único do Brasil no setor de energias renováveis.


202301 - EDITAL SOCIAL - FIA/2023
( Período de Inscrições: 19/09/2023 00:00 à 23/10/2023 23:59)
  (Limitado: Valor Mínimo: R$ 50.000,00 / Valor Máximo: R$ 300.000,00)

Constitui objeto do presente Edital a seleção de Projetos de cunho Social, direcionados ao público infanto-juvenil de baixa renda, desde que previamente aprovados (chancelados) pelos Conselhos Nacional, Estaduais ou Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente, para concessão de recursos financeiros não reembolsáveis oriundos de parcela do imposto de renda devido pelo Banco do Nordeste, em conformidade com sua Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) e com a legislação em vigor.
Projetos Classificados
Instituição: Instituto Katiana Pena
Projeto: Nossa dança, a arte da mudança
Objetivo: O projeto Nossa dança, a arte da mudança, consiste no desenvolvimento de atividades de formação em arte, cultura, esporte e educação envolvendo cerca de 840 educandos(as), assim como fortalecimento dos vínculos das famílias, educandos(as) e a instituição, tendo como proposta a realização de um evento com a mostra dos resultados para a comunidade e parceiros.

Instituição: Fábrica de Cultura
Projeto: Escola Ação de Todos: Olhares para o Território
Objetivo: O Projeto Escola, Ação de Todos: Olhares do Território é uma iniciativa da Fábrica de Cultura, em parceria com duas escolas públicas do entorno, a Escola Municipal Adalgisa Soares e a Escola Municipal Monsenhor José Elias. Esse ano, o projeto passou por uma reformulação, considerando as questões sociais e culturais e a realidade local. Em 2021, com o apoio do BNB, a Fábrica executou a primeira versão do projeto, e agora, com mais experiência, amplia suas ações para promover educação integral, apoio social, cultural e fortalecer os laços familiares e comunitários. Nesse sentido, o projeto pretende facilitar a integração eficaz de crianças e adolescentes nas escolas públicas, promovendo a sinergia entre a instituição educacional e a comunidade, ao mesmo tempo, em que fortalece a capacitação de educadores sociais. Enquanto metodologia, segue a linha de pensamento dos quatro pilares da educação: aprender a ser, aprender a conviver, aprender a aprender e aprender a fazer. A metodologia do projeto busca acreditar na capacidade de crianças e adolescentes, promover uma postura protagonista e cidadã, garantir espaços para o diálogo e inspirar e transpirar. As atividades do projeto são desenvolvidas em parceria com as escolas e as famílias das crianças e adolescentes participantes. As atividades previstas incluem oficinas de fotografia digital, audiovisual, dança popular, formação em desenvolvimento integral, além de atividades recreativas e de lazer. O projeto é relevante porque visa atender a uma necessidade real, que é promover a participação efetiva de crianças e adolescentes nas escolas públicas.

Instituição: ONG AGENTES DA PAZ
Projeto: PROJETO ADOLESCENTE APRENDIZ AGENTES DA PAZ
Objetivo: O projeto adolescente aprendiz é um projeto que busca garantir o acesso ao mercado de trabalho de adolescente de forma correta, justa e que ofereça dignidade. Todo adolescente de classe baixa ou media tem o desejo de trabalhar e ter seus recursos e muitas vezes acaba sendo explorado. Nosso projeto já tem a aprovação como instituição qualificadora pelo Ministério do Trabalho valida até 2026, possui estrutura física com salas, equipamento de informática e escritório para funcionamento do curso de Assistente Administrativo. Necessitamos de recursos para custeio de nossa equipe, bem como, para dar os primeiros passos com 12 adolescentes aprendizes que terão contrato feito por nossa própria entidade, além destes, outros 50 serão contemplados. Pretendemos ir além e atingir os municípios circunvizinhos que também sonham com esta regulamentação e acessibilidade digna. Para a nossa região este é um projeto inovador, pois esta é a primeira instituição qualificadora genuinamente municipal, onde seus integrantes sabem a realidade da exploração do trabalho infantil em nossa região. Somos adolescentes que foram carroceiros, carregadores de saco de açúcar de 60 kg com apenas 13 anos, trabalhadores das cerâmicas, do comercio que no trabalho infantil informal não tiveram direito a dignidade e a uma escolarização digna. Temos outros projetos já em andamento com parceria BNB, mas a eliminação do trabalho infantil é necessária e urgente. Este é um projeto que se liga as mais de 45 entidades não governamentais que atuam em nossa cidade, pois todos têm a anseiam em dar dignidade ae garantir o direito da criança e do adolescente.

Instituição: Raimundo dos Anjos Santos / Associação de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente
Projeto: Projeto RECA Musicalidade, Esportes e Cidadania 2024.
Objetivo: Ampliação e Manutenção do Projeto de caráter socioeducativo e de formação profissional que visa assistir a crianças e adolescentes da rede pública de ensino, preferencialmente os cadastrados no programa Bolsa Família do governo federal através das seguinte oficinas: Música I, Música II, Informática Profissionalizante, Fanfarra / Batuques, Esportes I, Esportes II, Esportes III, Esportes IV, Esportes V Quilombola (As oficinas de esportes atenderão as modalidades demandadas, dentre elas: Futsal, Futebol, Basquete, etc.), Recreação I e II, Letramento Infantil, Letramento Quilombola, Curso Básico de Empreendedorismo e Ed. Financeira, Capoeira e História Quilombola, Curso Básico de Desenho, Curso Básico de Introdução a Programação. Estas envolvem a formação profissionalizante, esportes e musicalidade e letramento em caráter terapêutico e ocupacional com funcionamento no contra turno escolar objetivando assim fortalecer a ideia da educação em tempo integral e combatendo as mazelas sociais existentes em nosso município que afligem crianças e adolescentes em seus horários ociosos tipo: envolvimento com drogas, álcool, gravidez na adolescência, trabalho infantil, prostituição infantojuvenil e meio ambiente. Além disso, fortalece a relação escola- família-comunidade através do acompanhamento da vida escolar dos beneficiários combatendo assim também a evasão escolar das crianças e adolescentes residentes na cidade, como também, os residentes na zona rural do município.

Instituição: Instituto Educacional e Social de Artes e Ofícios Dom Helder Câmara
Projeto: Transformando Realidades
Objetivo: O Projeto Transformando Realidade é desenvolvido para 114 crianças e adolescentes de 06 a 17 anos de idade na área de praia do Município do Paulista, se opondo a situação de violências domésticas e sexuais (exploração e abuso) contra criança e adolescente. Para tanto fomentará em seu público percepção destes reveses e a identificação de maneiras de enfrentá-los. Na discussão, das violências sexuais incluem-se meninos, como forma de desconstrução do machismo e os familiares para que compreendam a gravidade das violências e contribuam na mudança de percepção dessas violências. No campo da violência doméstica trabalharemos o reconhecimento do público sobre seus direitos e discutiremos com as famílias as relações interpessoais e a questão do machismo. As comunidades de atuação do projeto estão inseridas num assentamento urbano formado, em sua maioria, por mulheres chefes de família trabalhadoras domésticas, há também catadoras de mariscos e latas para reciclagem. O Projeto Transformando Realidade funciona de segunda-feira a sexta-feira, no contraturno escolar. Para tanto, trabalhará a autoestima, a cidadania e os sentimentos de pertencimento de seu público, realizando oficinas culturais (percussão e instrumento de sopro e corda ), esportivas, lazer, informática básica, grupos de estudo (língua portuguesa e matemática) orientações à cidadania, palestras com temáticas da violência e outras, de acordo com as necessidades identificadas nos grupos, sempre em articulação com a rede de atendimento, em especial com os órgão de defesa do Sistema de Garantia de Direito, que serão acionados quando necessário.

Instituição: GRUPO DE ESCOTEIROS MAXWELL BARROS MACHADO
Projeto: PROJETO FORTALECIMENTO FAMILIAR E COMUNITÁRIO -FFC
Objetivo: O projeto tem como objetivo empoderar 300 crianças e adolescentes, juntamente com suas famílias, fortalecendo a prevenção e combate à violência e ao abuso sexual. Simultaneamente, busca aprimorar as habilidades em escrita, matemática, raciocínio lógico, esportes e artes, com a finalidade de criar um ambiente familiar e comunitário seguro e de alta qualidade. Essas iniciativas serão implementadas no Centro Educacional Dr. Pedro Amorim (CEPA) na periferia urbana, nas comunidades rurais de Olho D´Água Piató e na Comunidade Quilombola de Bela Vista Piató, localizados no município de Assú, no estado do Rio Grande do Norte. O financiamento necessário para a execução deste projeto é estimado em R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais), oriundos do edital social FIA/2023 e as escolas parceiras entraram com a cessão de espaço para funcionamento das atividades. Em síntese, o projeto almeja fornecer educação, suporte e capacitação para crianças, adolescentes e suas famílias, abordando temas essenciais para o desenvolvimento e a segurança infantil em diversas comunidades.

Instituição: Instituto O canto do Patativa
Projeto: O Canto do Patativa – Inclusão e Desenvolvimento através da arte e da educação parte II.
Objetivo: Nosso projeto consiste na inclusão e formação de crianças e adolescentes por meio da arte, cultura, esporte e educação, envolvendo ainda as famílias para o fortalecimentos dos vínculos e o alcance os resultados de forma satisfatória. Nesse sentido apresentamos objetivos, metas, atividades, indicadores de resultados e meios de verificação para que possamos ao final do projeto ter uma sistematização com dados qualitativos e quantitativos a serem apresentados aos nosso potenciais parceiros.

Instituição: Instituto Direito e Cidadania do Baixo Sul da Bahia
Projeto: Projeto Trilhando Caminhos
Objetivo: O Projeto Trilhando Caminhos é uma ação socioeducativa que tem como objetivo estimular o autoconhecimento, o protagonismo juvenil e promover reforço escolar para 110 adolescentes na faixa etária de 14 a 17 anos, matriculados na rede pública de ensino, no município de Presidente Tancredo Neves no estado da Bahia. Os participantes são oriundos de famílias de baixa renda, inseridos em contextos de vulnerabilidade socioeconômica, que vivenciam violações de direitos, processos educativos incipientes, estão expostas as situações de riscos como tráfico e consumo drogas, criminalidade, gravidez precoce, abuso e exploração sexual, violência no contexto familiar. O PTC propõe uma formação integral, que oferece ferramentas para o autoconhecimento, a participação cidadã e reforço dos conteúdos básicos trabalhados no ensino médio, cooperando efetivamente para a realização pessoal e profissional dos adolescentes e na construção da sua visão positiva de futuro. Destacamos que faz parte da formação a construção do Projeto de Vida, sendo este um produto final que terão como referência, além do repertório de conhecimentos adquiridos. Está organizado em 03 pilares: Autoconhecimento, Protagonismo Juvenil e Reforço Escolar. Aplica uma metodologia com dimensões vivencial, reflexiva, dialógica e proativa, que possibilita a construção de conhecimentos entre pares mediada pelo educador social. Os encontros formativos, denominados oficinas, acontecem no contraturno escolar e tem a duração de 4 horas. Ademais, destacamos que o Projeto é executado desde 2010 em Presidente Tancredo Neves-Ba, nesse período 570 adolescentes foram beneficiados diretamente e 8.336 pessoas de forma indireta. A instituição executora (IDC) publicou em 2018 um livro “Projeto Trilhando Caminhos: um viveiro de sonhos e estímulos ao protagonismo juvenil”, com o objetivo de apresentar a abordagem filosófica, pedagógica e os resultados da iniciativa.

Instituição: CRICIUMA FUTEBOL CLUBE
Projeto: PROJETO ESCOLINHA ATLETA ESPERANÇA DA ASSOCIAÇÃO CRICIÚMA BAIRRO SILVIO BEZERRA DE MELO
Objetivo: O Projeto Escolinha Atletas Esperança em Ação de Futebol de Campo e Futsal, bairro periférico e comunidade da cachoeira consiste em uma ação voltada a criança e ao adolescente que proporciona o direito ao esporte através do futebol. O projeto pretende atender 190 crianças nos bairros Dr. Silvio Bezerra de Melo, Manoel Salustino e Comunidade Cachoeira. As crianças e adolescentes receberão material esportivo individual e assistência alimentar durante os treinos. Embora as ações desenvolvidas pela Escolinha atleta esperança da associação desportiva Criciúma , sejam ainda de pequeno alcance, dada a falta de infraestrutura desta, pode-se afirmar que o trabalho desenvolvido tem sido de grande importância na vida daqueles que estão envolvidos, sejam crianças e jovens, sejam os voluntários, que através da doação de seu tempo e saberes contribuem significativamente par a formação cidadã dos participantes. E, portanto, com o intuito de ampliar essas ações e oferecer as crianças e adolescente agregados ao projeto melhores condições para treinamento e participação em competições que se reivindicam recursos pecuniários, haja vista que esse

Instituição: Associação Beneficente das Comunidades Remanescentes de Quilombo Palmares
Projeto: ARTE, CULTURA E INCLUSÃO DIGITAL POTENCIALIZANDO O QUILOMBO
Objetivo: O projeto Arte, Cultura e Inclusão Digital Potencializando o Quilombo, tem como finalidade proporcionar para 120 crianças, adolescentes e seus familiares, da Associação Beneficente das Comunidades Remanescentes de Quilombo dos Palmares – ABCRQ-JP, localizada no território de Paratibe na cidade de João Pessoa, uma formação cidadã, por meio de oficinas formativas com duração de 11 meses, de fevereiro a dezembro de 2024, que propiciem o protagonismo, inclusão digital, cidadania, arte e cultura, buscando, fortalecer a cultura Quilombola, como também, a convivência familiar e comunitária, oportunizando geração de renda e afastando-os da violência presente em seu entorno.

Instituição: Associação Desportiva e Cultural Escolinha do Ninha
Projeto: Esporte e Horta: Saúde, Bem Estar e Educação Ambiental
Objetivo: O projeto visa realizar intercâmbio social e a solidariedade através do esporte e de ações de educação ambiental por meio do manejo e manutenção de 15 hortas agroecológicas; produzir no ambiente da instituição novas formas de se apropriarem de seus espaços, transmitindo conhecimentos sobre como produzir e consumir alimentos de forma sustentável. O projeto terá como pilares: o esporte, meio ambiente, alimentação saudável, uso do espaço urbano, qualidade de vida e cidadania. Objetiva também a execução de oficinas teóricas e práticas de cunho orientativo às crianças, adolescentes e suas famílias. O público alvo a ser atendido são 510 crianças e adolescentes na faixa etária de 05 à 17 anos, que vivenciam situação de vulnerabilidade e risco social, atendidos pelas seguintes instituições: ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA E CULTURAL ESCOLINHA DO NINHA, ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CURRAIS NOVOS FUTSAL CLUB, ASSOCIAÇÃO DOS PRODUTORES RURAIS DA COMUNIDADE SÃO SEBASTIÃO, LIGA DESPORTIVA CURRAISNOVENSE,PROJETO SOCIAL GUERREIROS DA FÉ, ESCOLA MUNICIPAL TRINDADE CAMPELO e ESCOLA MUNICIPAL SOCORRO AMARAL. O projeto tem como estratégia a aplicação de atividades teóricas e práticas sobre tema, que possibilitarão vivências de convivência e fortalecimento de vínculos familiares e comunitários, a serem ministradas nos espaços da ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA E CULTURAL ESCOLINHA DO NINHA e das instituições parceiras.

Instituição: ASSOCIACAO DOS PRODUTORES RURAIS DE SAO SEBASTIAO
Projeto: PROJETO QUINTAIS PRODUTIVOS E HORTAS NAS ESCOLAS
Objetivo: O Presente Projeto visa ofertar às Crianças e aos Adolescentes da zona rural, em situação de vulnerabilidade e risco social, atividades socioeducativas por meio do plantio e cultivo de hortaliças e criação de galinhas poedeiras através de quintais produtivos e hortas nas escolas da zona rural e de bairros periféricos do município de Currais Novos desde a elaboração de compostagem (favorecendo o reaproveitamento de subprodutos orgânicos normalmente rejeitados) até o plantio das hortaliças e a criação de galinhas poedeiras.

Instituição: ASSOCIAÇÃO EDUCACIONAL RAÇA GUERREIRA
Projeto: Projeto “Flechas Para o Futuro”
Objetivo: A Associação Educacional Raça Guerreira (AERG) é uma entidade sem fins lucrativos, de representação comunitária, de caráter social, cultural, esportiva e filantrópica, que há mais de 10 anos atua em nosso município, desenvolvendo politicas públicas voltadas para o atendimento das crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social, na perspectiva da prevenção às mazelas que os afligem, fortalecendo o papel da escola em nossa sociedade, buscando fomentar a rede de atendimento e proteção de direitos da criança e do adolescente em nosso município. Fazendo a relação entre Associação, Escola e Comunidade, formando assim um eixo de atuação, estimulando o caráter, a inclusão social e a educação, visando à promoção, proteção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes em seu contra turno escolar.

Instituição: Zenilda Felinto da Silva / Associação Mão Amiga
Projeto: PROJETO SOCIAL FORMANDO VIDAS
Objetivo: RESUMO DO PROJETO - O projeto social formando vidas, consiste em um conjunto de ações direcionadas para o público infanto- juvenil que tem como finalidade a formação e qualificação cidadã na promoção social, por meio de atividades práticas: palestras, oficinas , recreação e atividades lúdicas. Público alvo atendido; criança, adolescentes a partir de 05 a 17 anos. Sua finalidade principal estabelecer o fortalecimento de vinculo social e familiar, conforme o estatuto da criança e adolescentes (ECA) e a Constituição Federal 1988, artigo 227. Percebendo a necessidade de potencializar e transformar a vida do maior número de pessoas possível que vive em situação de risco e vulnerabilidade social, assim como também, levar esperança para quem hoje não vê futuro, com o objetivo de promover a inclusão econômica e o desenvolvimento social através da tecnologia, arte, cultura, educação, saúde e empreendedorismo social, com o foco voltado para o resgate da autoestima e identidade de atores sociais que vivem de forma marginalizada, a fim de proporcionar, acesso a uma sociedade mais igualitária em sua proposta de ações e exercícios de direitos e cidadania. A AMA pretende facilitar o acesso às pesquisas escolares dos nossos jovens, por meio de suas ações nas mais diversas áreas que importam para o desenvolvimento profissional, humano, social e econômico de cada indivíduo, assim como também, contribuir para inserção desses atores sociais no mercado de trabalho, e o mais importante, promover a construção do senso crítico na formação do cidadão para que o mesmo exerça de forma consciente e legitima o seu direito de cidadania. Pretendendo alcançar um publico alvo de 1.500 alunos na rede publica de ensino da região de João Pessoa.

Instituição: Associação Humana Povo para Povo Brasil
Projeto: Meninas de Futuro
Objetivo:

Instituição: Associação PODE - Portadores de Direitos Especiais
Projeto: Voo Livre – Arteterapia e Inclusão de Crianças e Adolescentes com deficiência Intelectual e TEA
Objetivo: O projeto “Voo Livre – Arteterapia e Inclusão de Crianças e Adolescentes com deficiência Intelectual e TEA”, com sede na cidade de Pesqueira, localizada na região semiárida de Pernambuco, estimula 190 crianças e adolescentes com deficiência e/ou autismo, e suas famílias, munícipes de 06 cidades com comunidades tradicionais indígenas e quilombolas, por vezes, vítimas de violências, preconceito e discriminação, a ocuparem o seu espaço, assumirem sua condição de sujeito de direitos, potencializando suas capacidades. Em 12 meses, com a mobilização de parceiros locais, de forma sistemática, através de um processo de planejamento, monitoramento e avaliação, o projeto amplia as possibilidades na habilitação e reabilitação, garantia de direitos e inclusão social, através da estruturação e revitalização dos espaços de atendimento e da oferta de metodologias que fortalecem estímulos através da música, da arte, da cultura e da recreação aquática, de forma terapêutica integradas, bem como através de atividades para apoio familiar e formação cidadã, com rodas de diálogo, visitas domiciliares, formações, agenda de compromissos com gestores, campanha contra o capacitismo e distribuição de alimentos. Os fundamentos técnicos trabalhados mostram que artes-terapias, nas intervenções psico terapêuticas, trabalham com sucesso as áreas mediadoras: pintura, desenho, modelagem, escultura, colagens, expressão corporal, música, canto, poesia, escrita. A relação terapêutica tem base na interação entre o sujeito, o objeto de arte e o educador. As ações previstas no projeto, associadas aos demais atendimentos técnicos especializados que a Associação PODE já desenvolve nas áreas de psicologia, fonoaudiologia, fisioterapia e avaliação auditiva, incentivam as potencialidades, transformando a pessoa com deficiência e/ou autismo em um ser humano socialmente ativo, com maior capacidade de expressão, socializando seu interior e demonstrando sua singularidade.

Instituição: VALER - Capacitação, Pesquisa e Assessoria para o Desenvolvimento Local Sustentável
Projeto: PROJETO CURUMIM
Objetivo: O Projeto CURUMIM de caráter socioeducativo e cultural, pretende promover a oferta de atividades extracurriculares para crianças e adolescentes que se encontram em estado de vulnerabilidade social. A ong Valer Capacitação conta com uma longa experiencia na área já desenvolveu o projeto Curumim há anos atras o qual obteve bastante êxito contribuindo para o apoio e formação de crianças e adolescentes. A VALER ao longo de seus 23 anos de existência atuando no município de Assú, idealizando e realizando atividades nas áreas sociais e educacionais em parceria com instituições públicas, organizações não governamentais e empresas privadas objetivando assegurar o desenvolvimento sustentável. O objetivo deste projeto fortalecer as relações entre a comunidade escolar e as famílias através da realização de oficinas de arte, teatro, dança, música, canto, práticas esportivas Taekwondo, futsal, queimada, atletismo, Informática básica, aulas de reforços em letramento e numeramento, contando com o apoio psicopedagógico e orientações em diferentes social, saúde física e mental, afim de que a partir desse conjunto de ações ocorra a inclusão social das crianças e adolescentes inscritas no projeto, melhorando seu nível acadêmico, seu comportamento o que possibilitará o pleno exercício da cidadania e o protagonismo juvenil tão necessários para os alunos da escola públicas advindos de bairros periféricos e do campo, com estigmas de que provavelmente não irão avançar nos estudos, não ter uma profissão, considerados marginalizados socialmente.

Instituição: Rosemary de Souza Santos Soares de Oliveira / Centro Especializado em Atendimento à Criança e Adolescentes Vítimas de Violência Doméstica
Projeto: CIRANDA - UMA EVOLUÇÃO PARA A VIDA
Objetivo: O Projeto CIRANDA – UMA EVOLUÇÃO PARA A VIDA! atenderá 80 adolescentes e jovens de ambos os gêneros das comunidades do município, estudantes de escolas públicas, em vulnerabilidade pessoal, social e de riscos promovendo ações de enfrentamento e prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas, refletindo com os/as atendidos/as e familiares situações de violências que remetem ao uso drogas. Discutiremos acesso a direitos fundamentais - educação com ações que favoreçam a relação estudante/escola/família; cultura, lazer e esportes – espaços nas comunidades. Reconhecimentos identitários para desconstrução de preconceitos e determinismos sociais. As atividades serão pedagógicas, restaurativas e reflexivas e de formação profissional – cursos de inclusão produtiva, que demandam pouco tempo para formação, oportunize sua realização por pessoas de pouca escolaridade e ainda, possa ser exercida na própria comunidade, com poucos recursos financeiros e preparação para seleção do Programa Jovem Aprendiz. O Projeto também objetiva discutir o uso de drogas como desarticuladora das relações familiares, comunitárias e escolares na perspectiva de reatar tais vínculos para garantia de um futuro melhor para atendido/a; as drogas como principal vetor para o cometimento de ato infracional. Nosso público destinatário também é composto de adolescentes e jovens em cumprimento de Medida Socioeducativa em Meio Aberto. Ressalte-se que no município do Paulista mais de 80% dos atos infracionais estão relacionados às drogas. Ações com as famílias, oficinas de protagonismo e cidadania, círculos restaurativos de cultura de paz, atendimento psicossocial, visitas domiciliares. As oficinas de protagonismo e cidadania versarão sobre diversos temas: autoestima, prevenção às violências, sexualidade, trabalho infantil, laços familiares, ECA, sobre meio ambiente e empreendedorismo. Realizaremos formação continuada para os profissionais do atendimento, assim como avaliação e monitoramento processual.

Instituição: CASA FAMILIAR RURAL DE PRESIDENTE TANCREDO NEVES
Projeto: Formação de Adolescentes Empresários Rurais da Agricultura Familiar - 3º ano (Turma 18)
Objetivo: O projeto Formação de Adolescentes Empresários Rurais da Agricultura Familiar, se concentram na oferta gratuita do Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio, para filhos de agricultores familiares de 14 a 18 anos de idade, é executado através da Pedagogia da Alternância (Tempo-escola e Tempo-comunidade). Uma escola técnica que alia teoria e pratica com a finalidade de ofertar educação de qualidade, buscando a transformação social dos adolescentes, suas famílias e comunidade, assim como, fortalecer os processos de produção sustentável e socioprodutiva para a geração de trabalho e renda.

Instituição: ASSOCIAÇÃO RECREATIVA CULTURAL E ARTÍSTICA
Projeto: Projeto ECA - Educação, Cidadania e Arte
Objetivo: O Projeto tem como finalidades a garantia do direito de crianças e adolescentes, prevenindo e combatendo o trabalho infantil, como também contribuindo com a melhoria da convivência para o fortalecimento dos vínculos comunitários, fomentando o estímulo à leitura e à escrita e a preparação para o mundo do trabalho juntamente com a formação social e humana a partir da qualificação profissional e da vivência de práticas de arte e cultura, da cidadania, do lazer e da recreação. Serão ofertadas aulas de instrumentos musicais, de dança, como também cursos de qualificação profissional. As 300 crianças e adolescentes do projeto receberão um acompanhamento psicossocial e visitas domiciliares e participarão de atividades socioeducativas e de elevação escolar que contribuirão para fomentar o protagonismo infantojuvenil e a participação cidadã. O Projeto dialogará com outros atores da Rede Socioassistencial local que ajudarão para uma participação coletiva para melhorar os resultados obtidos.

Instituição: EDIVAN VIEIRA BARROS / ASSOCIAÇÃO ESCOLINHA ESPAÇO JOVEM CLUBE
Projeto: Formando Cidadãos e Revelando Talentos
Objetivo: O projeto: “Formando Cidadãos e Revelando Talentos”, visa atender 100 (cem) crianças e adolescentes de 07 a 17 anos por um período de 12 (doze) meses e será desenvolvido em 4 eixos de ações, a saber: 1) acompanhamento pedagógico, 2) encontros com abordagens sobre os malefícios de utilização de drogas lícitas e ilícitas, 3) socialização com atividades esportivas de futebol de campo, futsal, basquetebol, peteca, rodas de conversas, palestras preventivas e incentivo à leitura, e 4) Combate a insegurança alimentar com o fornecimento de alimentação tipo lanche para os participantes das atividades do projeto. Os eixos de ações obedecerão o quadro de trabalho previsto e visão alcançar uma melhoria no convívio familiar, na socialização, auxiliar na diminuição da quantidade de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e de insegurança alimentar, combater a evasão e a reprovação escolar e esclarecer sobre os malefícios das drogas lícitas e ilícitas. O projeto utilizará corpo técnico composto de gestor de projetos, pedagogo(a), preparador físico, técnico de atividades esportivas e dinâmicas de grupo e auxiliar técnico. As atividades alinham-se as ações promovidas pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) com olhar atento aos direcionamentos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) enfatizando atividades voltadas para as crianças, adolescentes e familiares em situação de vulnerabilidade social. A entidade proponente possui plano de mídia para divulgação das ações do projeto e disponibilidade de alinhamento do mesmo com o código de conduta do patrocinador.

Instituição: Associação de Promoção e Desenvolvimento Social Novo Mundo
Projeto: Transformando realidades por meio da qualificação profissional de adolescentes e jovens no Município de Lassance/MG
Objetivo: O presente projeto intitulado Transformando realidades por meio da qualificação profissional de adolescentes e jovens no Município de Lassance/MG, buscará promover ações para 100 adolescentes e jovens na faixa etária dos 14 aos 18 anos incompletos, estudantes da Escola de Tempo Integral, para garantir a Educação para o Trabalho de acordo com o que preconiza a LDB, por meio da oferta de cursos profissionalizantes na área de elétrica, eletrônica, curso de energia solar (fotovoltaica) e curso de orientação e iniciação profissional três dias na semana com duração de 06 meses cada turma, formando 02 turmas por ano. O objetivo dessa ação é oportunizar que adolescentes e jovens que estejam engajados na trajetória escolar, se sintam também motivados a continuidade dos estudos, enquanto se qualificam para o mundo do trabalho em áreas crescentes de geração de emprego e renda. Assim, com a oferta do curso, esperamos diminuir os índices de evasão escolar, de adolescentes em situação de trabalho infantil. Insalubre e perigoso que prejudique seu pleno desenvolvimento biopsicossocial. Esperamos ainda oportunizar a ruptura com as diversas situações de violência e violações de direito (tráfico de drogas, uso e abuso de álcool e outras drogas, envolvimento com a criminalidade, trabalhos desumanos, episódios de depressão, ansiedade e ideias suicídas na juventude, dentre outros fatores. Essa ação tem a finalidade possibilitar ações de educação para o trabalho para adolescentes e jovens com o desenvolvimento de competências e habilidades básicas, que contribua na compreensão sobre a forma de estruturação e funcionamento do mundo do trabalho, juntamente com o desenvolvimento das competências pessoal (aprender a ser), relacional (aprender a conviver) e a cognitiva (aprender a conhecer), os adolescentes devem desenvolver a competência produtiva (aprender a fazer), o que além de sua inserção no mercado de trabalho contribuirá, também, para viver e conviver numa sociedade moderna.

Instituição: ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO BAIRRO PAIZINHO MARIA
Projeto: PROJETO DE LETRAMENTO E PRATICAS ESPORTIVAS DO BAIRRO PAIZINHO MARIA
Objetivo: Trata-se de projeto da Associação de Moradores do bairro Paizinho Maria, que atenderá 150 crianças e adolescentes dos bairro Paizinho Maria, Alto de Santa Rita e zona rural adjacente com praticas esportivas de futebol de quadra e futebol society. O projeto também dará apoio as famílias dos beneficiários através de formação e de visitação. Pretende-se a curto prazo contribuir para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais que contribuam para o desenvolvimento da convivência familiar e comunitária. Podemos entender que quando ofertamos o letramento, desenvolveremos nestas crianças, adolescentes e seus familiares a habilidade de saber ler e escrever de acordo com o contexto das práticas sociais que envolvem a leitura e a escrita, as quais se pautam na linguagem como produto cultural e social. A expressão letramento escolar refere-se aos usos, às práticas e aos significados da língua escrita no contexto escolar. Tal designação decorre da compreensão de que o letramento varia de acordo com o contexto em que ocorrem eventos de letramento. O projeto tem a duração de 12 meses e caminha para a capacidade de sustentabilidade dos projetos da entidade após a sua execução.

Instituição: CLUBE DE ATLETISMO DE CURRAIS NOVOS - RN
Projeto: PROJETO DE INICIAÇÃO AO ATLETISMO DE CURRAIS NOVOS
Objetivo: O Atletismo é uma das modalidades esportivas mais simples e barata e que possibilita o desempenho pessoal e profissional de crianças e adolescentes com treinamento e disciplina e desta forma, ter acesso melhor a outras modalidades esportivas. A cidade de Currais Novos é um lugar que respira o esporte amador e como justificado já consagrou bons campeões internacionais. Nosso projeto aqui apresentado tem por finalidade fortalecer a pratica do atletismos por crianças e adolescente. O projeto estará atendendo 100 crianças e adolescente, um ganho de mais de 70% no numero e atendidos. Estará ainda possibilitando a participação cidadã dos atletas em competições amadoras em outras cidades do Norte e Nordeste. A nossa associação criada em 2013, tem exatamente a finalidade de auxiliar o poder publico no incentivo a pratica do atletismo e pretende incentivar o numero de atletas que identifiquem-se com o esporte amador e a sua chance de passar para o esporte profissional.

Instituição: Fundação do Rim - Amparo e Pesquisa em Enfermidades Renais e Metabólicas
Projeto: Projeto Nutri Kids Renal
Objetivo: