Informações Informações

Voltar

Espetáculos circenses abrem nona semana de programação virtual do CCBNB

Fortaleza (CE), 27 de outubro de 2020 – A nona semana de programação virtual do Centro Cultural Banco do Nordeste tem início nesta quarta-feira, 28, com os espetáculos “E a Live era Nossa?”, “Cotidiano Nordestino” e “Nós sem Nossa Mãe”.

De quarta-feira a sábado, apresentações que envolvem artes cênicas, artes visuais, música e atividades infantis serão exibidas por meio do canal Centro Cultural Banco do Nordeste no Youtube, a partir das 16h. Participam grupos e artistas individuais dos nove estados do Nordeste e do norte de Minas Gerais.

As atrações são de classificação livre e compostas por 120 projetos, selecionados via edital de chamada pública, nas modalidades “Performance artística” e “Formação”.

 

Confira a programação de 28 a 31 de outubro:

Quarta-feira, 28/10 (Artes cênicas)

16h - E a Live era Nossa? - K'Os Coletivo (Fortaleza, Ceará)

Os palhaços Pipiu (Aldrey Rocha) e Tramela (Aline Campêlo) acomodam-se no conforto de casa para assistir a uma live e têm uma surpresa: na verdade, a apresentação é por conta deles! Os artistas recorrem ao improviso para sair dessa enrascada.

 

17h - Cotidiano Nordestino - Cia Laguz (Fortaleza, Ceará)

Felipe Abreu, integrante da companhia Laguz Circo, desenvolve a dramaturgia com base no retrato cotidiano do homem do campo nordestino. As cenas constroem a comicidade de um palhaço a partir de algumas questões, como a falta de água no sertão. Os personagens descobrem que o circo pode ser a solução dos seus problemas.

 

18h - Nós sem Nossa Mãe - No Meu Terreiro Tem Arte (Ingazeira, Pernambuco)

Espetáculo que mistura teatro, poesia, circo e tradição popular. O projeto foi criado pela atriz e cordelista Odília Nunes para disseminar o universo artístico com comunidades do sertão de Pernambuco.

 

Quinta-feira, 29/10 (Artes visuais)

16h - Papo Fotográfico - Foto Rock - Gandhi Guimarães e Vicente Ferreira (Fortaleza, Ceará)

Uma conversa entre os fotógrafos Gandhi Guimarães e Vicente Ferreira sobre a linguagem da fotografia em diálogo com a cena do rock cearense. História, estética, conceitos, técnicas, mercado e festivais são alguns dos pontos abordados no bate-papo.

 

17h - Fundo-raso-raso-fundo-fundo-fundo-fundo-raso - Yohanna Marie (Feira de Santana, Bahia)

A artista e pesquisadora Yohanna Marie realiza análise com base na sua dissertação de mestrado em Artes Visuais (UFBA). No trabalho, ela defende a performatividade como alternativa para a escrita acadêmica e constrói um relato de caráter autorreferencial, que descreve desde afogamentos a experiências de emergir.

 

18h - Bonecos Bricoleiros - Bricoleiros (Fortaleza, Ceará)

Oficina virtual, realizada pelo ator Cristiano Castro, para repassar ao público a técnica de dobradura de papel na confecção de bonecos.

 

Sexta-feira, 30/10 (Música)

16h - Da porta pra dentro - Jáder (Recife, Pernambuco)

Mostra do EP visual "Da porta pra dentro" do cantor Jáder Cabral. O trabalho reúne uma compilação de cinco videoclipes de músicas criadas no período de isolamento social por Covid-19, além de performance ao vivo de outras canções do artista.

 

17h - Nazirê em Casa - Nazirê (Crato, Ceará)

Show do grupo de reggae Nazirê, que irá apresentar uma adaptação de suas canções autorais com as vocalistas Jordania Martins e Géssica Alencar. Elas utilizam materiais disponíveis em casa para trazer sons, luzes e imagens.

 

18h - Show - Nosly (São Luís, Maranhão)

O cantor e compositor Nosly interpreta canções em show gravado com sua banda. No repertório, o artista reúne ritmos tradicionais da MPB como a bossa nova e o blues, além de estilos dançantes como baião, reggae e funk.

 

Sábado, 31/10 (Atividades infantis)

16h - Narração de histórias Aninha e o príncipe - Maria Gorette Costa (Fortaleza, Ceará)

O conto nordestino narra a história de um amor proibido entre Aninha e um príncipe. Os pais da moça eram camponeses e não aceitavam o casamento da filha com um integrante da realeza. A narração é permeada com cantigas de roda que dão uma sonoridade singular à apresentação.

 

17h - Brincando em casa - Mirtthya Mark (João Pessoa, Paraíba)

Aula de como criar jogos e brinquedos em casa com a ajuda da família. A atriz e professora Mirtthya Mark, com mestrado em Artes Cênicas, utiliza materiais acessíveis e práticos, selecionando atividades para o desenvolvimento psicomotor dos participantes.

 

18h - Bichos, cantos e encantos – Toni Edson (Maceió, Alagoas)

Contação de histórias tradicionais dos povos indígenas e africanos. Os contos são apresentados ao som de instrumentos de percussão e canções que despertam o imaginário infantil.