Notícias sobre Inovação

Fique por dentro das principais notícias sobre a atuação inovadora do Banco do Nordeste.

13/08/2020 | Hub de Inovação Banco do Nordeste vence Prêmio Alide 2020

Fortaleza (CE), 13 de agosto de 2020 - O Banco do Nordeste é um dos vencedores do Prêmio Alide 2020. A Associação Latinoamericana de Instituições Financeiras para o Desenvolvimento (Alide) reconheceu o Hub de Inovação do BNB como prática inovadora. Concorreram à premiação cerca de 20 instituições financeiras da América Latina, do Caribe, da Espanha e Índia.

O Hub de Inovação Banco do Nordeste foi criado em 2016 com o objetivo de incentivar o empreendedorismo inovador e facilitar a gestão da inovação nas empresas da Região e no Banco. O equipamento busca fomentar o protagonismo criativo e inovador de que o Nordeste precisa para avançar no desenvolvimento e no crescimento econômico.

Com três unidades, uma em Fortaleza (CE) e outras duas em Recife (PE) e Salvador (BA), o Hub de Inovação Banco do Nordeste disponibiliza espaços de coworking para 10 startups em cada unidade, desenvolve ações de investimento, capacitação e sensibilização, além de contribuir para a criação de oportunidades de negócios.

Desde a criação do Hub de Inovação, o Banco do Nordeste publicou editais de subvenção econômica para financiar projetos de P&D e Inovação de empresas de base tecnológica, totalizando 19 milhões de recursos do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (FUNDECI).

O Hub de Inovação conectou o Banco do Nordeste ao ecossistema de inovação da Região, possibilitando compreender mais facilmente as necessidades do empreendedorismo regional e criar produtos financeiros e de crédito mais aderentes a esse mercado, com o intuito de efetivamente contribuir para o modelo da nova Economia Digital e, consequentemente, para o desenvolvimento econômico regional. De modo pioneiro, o Banco do Nordeste lançou a primeira linha de crédito para startups, o FNE Startup.

 

Expansão

Por meio do Hub, o Banco do Nordeste implantou em 2017 o primeiro espaço de Coworking para 10 (dez) startups na cidade de Fortaleza (CE). A iniciativa buscou conectar as soluções tecnológicas das startups com as necessidades de negócio do Banco e da Região, promovendo a inovação e o desenvolvimento das startups selecionadas. Em 2018, o Hub de Inovação Banco do Nordeste expandiu sua atuação para a cidade de Salvador (BA), abrindo espaço para mais 10 (dez) startups. Na capital baiana, o espaço de Coworking é compartilhado com o Hub Salvador (iniciativa privada) e possui estrutura colaborativa para abrigar até 100 (cem) startups e oferecer orientação e investimento para empresas. Em 2020, um novo espaço de Coworking foi aberto para mais 10 (dez) startups em Recife (PE), medida viabilizada em parceria com o Porto Digital, parque tecnológico privado onde residem mais de 300 (trezentas) empresas.

Para a gerente do Hub de Inovação Banco do Nordeste, Lina Salles, a premiação representa o reconhecimento de uma contribuição crucial do BNB para o desenvolvimento regional. “O empreendedorismo e a inovação geram crescimento econômico, daí porque, neste momento de transformações aceleradas geradas pela pandemia, amplia-se a relevância do suporte aos dois temas e do apoio aos empreendedores", afirma.

30/07/2020 | Banco do Nordeste seleciona projetos para territórios do AgroNordeste

Fortaleza (CE), 30 de julho de 2020 – O Banco do Nordeste selecionou 23 projetos de Difusão e Transferência de Tecnologia para Desenvolvimento Econômico e Social Sustentável dos Territórios Atendidos pelo AgroNordeste, programa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Dois projetos são do Ceará: "Comunidades Vivas", do Instituto de Desenvolvimento e Formação Cidadã, e "Difundir tecnologias para o fortalecimento da apicultura no sertão de Crateús e Inhamuns através de capacitações", do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural/Ceará.


Aos projetos selecionados no âmbito do Edital 02/2019, do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), administrado pelo BNB, serão destinados, no total, R$ 5,8 milhões, em caráter não reembolsável, beneficiando instituições públicas e privadas, sem fins de lucro, visando à difusão e à transferência de tecnologias.


A ação do Banco contribui para a organização e o fortalecimento das cadeias produtivas priorizadas nesses territórios, assim como para a articulação de políticas públicas de desenvolvimento local e  territorial e para a incorporação de inovações tecnológicas nas atividades produtivas.


Os projetos abrangem temas como pecuária sustentável, agroecologia, melhoramento genético, tecnologias apícolas, reúso da água, construção de biodigestores, manejo sanitário, dentre outros. O resultado está disponível em www.bnb.gov.br/ fundeci/editais
..

01/07/2020 | Live do Banco do Nordeste apresenta benefícios do Plano Safra 2020-2021

Fortaleza (CE), 01 de julho de 2020 - "Novidades do Banco do Nordeste para o Plano Safra 2020-2021" é o tema da live que o BNB realiza, nesta quinta-feira, 2, às 9h30. O evento divulgará as mudanças e os benefícios do Plano Safra 2020/2021, programa do Governo Federal lançado no último dia 17.

 

Como parceiro do agronegócio, o Banco divulgará também estratégias para o setor e lançará o APP BNB Agro e as soluções Custeio Digital e Comercialização Digital, que possibilitam o cliente realizar operações por meio do APP e também pelo portal do Banco, de forma rápida e segura.

 

O evento será transmitido via Youtube, no canal do Banco do Nordeste (link https://youtu.be/Tl1Fxyn2Rlw), e será aberto pelo presidente do BNB, Romildo Carneiro Rolim. Participarão representantes do Ministério do Desenvolvimento Regional, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. Também estão previstos depoimentos de clientes, que irão relatar suas experiências de parceira com o Banco.

 

O BNB, líder do crédito rural em sua área de atuação - os nove estados do Nordeste e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo -, com participação de 55% do total de financiamentos realizados por todas instituições bancárias, investirá R$ 8,26 bilhões no Plano Safra 2020/2021, valor 6% superior ao orçamento disponibilizado para o Banco no Plano Safra 2019/2020.

 

O Plano Safra 2020/2021 contempla prioritariamente agricultores familiares, mini, pequenos e médios produtores rurais,  oferecendo melhores condições de financiamento e juros mais baixos. A prioridade do BNB, alinhada com o Governo Federal, abrange projetos de inovação, energia solar, irrigação, pesca, aquipesca, dentre outros.

 

No Plano Safra 2019-2020, o Banco aplicou R$ 7,9 bilhões, correspondentes a 503,1 mil operações. Desse total, R$ 4,7 bilhões equivalem a 8,1 mil operações realizadas no âmbito do agronegócio (custeio, comercialização e investimento), enquanto no Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) os valores investidos somaram R$ 3,1 bilhões, para um total de 495 mil operações.

 

 

APP BNB Agro

 

Aplicativo direcionado para o agronegócio, o APP BNB Agro apresenta linhas de crédito, acesso a solicitação de crédito, incluindo ainda canal para fazer o cadastro e a conta digital , bem como informativos sobre o setor elaborados pelo BNB por meio do Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene).

 

Dentre as funcionalidades do APP para o produtor, destaca-se ainda a Agenda do Produtor Rural com a calculadora agrícola, com conversor de unidades e medidas; o calendário agrícola, contendo sazonalidade de plantio e colheita de diferentes culturas e estados; informativos agropecuários, incluindo informações para facilitar o trabalho no campo; e o calendário do produtor, uma agenda para controle e gerenciamento de atividades, e a interligação com os aplicativos da EMBRAPA.

 

Já as soluções Custeio Digital e Comercialização Digital têm como objetivo modernizar a concessão de crédito de financiamento no BNB, conferindo mais agilidade e segurança no atendimento.

11/06/2020 | Banco do Nordeste seleciona 17 projetos de pesquisa e inovação para combate ao novo coronavírus

Fortaleza (CE), 10 de junho de 2020 - O Banco do Nordeste selecionou 17 projetos de pesquisa e inovação que propõem soluções de combate ao novo coronavírus (Covid-19) e para os quais serão destinados R$ 5 milhões. Os projetos selecionados participaram de edital do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci), lançado pelo Banco do Nordeste com objetivo de apoiar a pesquisa e inovação em ambiente produtivo para o combate à pandemia e aos seus efeitos sobre o sistema de saúde, de bem-estar social e produtivo.


Os recursos são não reembolsáveis e contemplam micro e pequenas empresas e empresas de pequeno-médio porte de cinco estados do Nordeste - Bahia, Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe - e são oriundos (Fundeci), administrado pelo BNB.


Ao todo, foram inscritos 195 projetos. Das empresas selecionadas, sete são do Ceará, quatro, de Pernambuco, três, da Bahia, duas, do Rio Grande do Norte, e um, de Sergipe.


As propostas de pesquisa e inovação abrangem o desenvolvimento de soluções como higienização à base de probióticos e de ácido cítrico para inativação do vírus em ambientes públicos; diagnóstico rápido da doença a custo competitivo; monitoramento em tempo real integrado a IoTS (internet das coisas) e wearables para controle de aglomerações; automatização do processo de prescrição de medicamentos baseado em blockchain, sistemas de telemedicina, dentre outras.


O resultado está disponível no portal do Banco do Nordeste, no endereço: https://www.bnb.gov.br/web/guest/fundeci/editais.

 

Ceará


Uma das sete empresas selecionados do Ceará, a Sítio Juá Soluções Agroambientais estuda soluções de inovação em saneamento básico rural. Já a Rio Elba soluções Digitais pesquisa a possibilidade de uma rede de diagnóstico de imagem contra a Covid-19.


O projeto da Arquimedes Guimarães Eloia idealiza um sistema de prescrição de receitas e integração com drogarias e farmácias para telemedicina, enquanto a Rav Soluções Tecnológicas ME estuda a construção de barreiras sanitárias digitais utilizando visão computacional e técnicas de inteligência artificial.


Desenvolver saneante com nanoencapsulado de nanometal e ativos químicos com atividade antiviral para Sars Cov-19 é a intenção da Tecnoquímica Indústria e Comércio, ao tempo que a Softbuilder Informática  quer desenvolver dispositivo vestível para combater a transmissão da Covid-19.  


No caso da Concema - Consultoria em Ciências, Engenharia, Gestão de Sistemas e Meio Ambiente, a ideia é ter solução modular de grande escala para ventilação pulmonar.

28/04/2020 | Banco do Nordeste destina R$ 5 milhões para projetos de inovação no combate à Covid-19

Fortaleza (CE), 28 de abril de 2020 – Empresas interessadas em receber apoio a projetos de inovação no combate aos efeitos da pandemia de Covid-19 têm até o próximo dia 29 para inscrever suas propostas no Edital de Apoio à Inovação para Combate ao Novo Coronavírus, lançado pelo Banco do Nordeste. Ao todo, são R$ 5 milhões disponibilizados por meio do Fundo de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e de Inovação (Fundeci) em caráter não reembolsável. O resultado da seleção será divulgado em 5 de junho.


As inscrições podem ser realizadas pelo caminho www.bnb.gov.br/conveniosweb, no link com o título “EDITAL FUNDECI 01/2020 – SUBVENÇÃO ECONÔMICA – Apoio à Inovação para Combate ao Novo Coronavírus”. O edital tem o objetivo de fomentar o desenvolvimento de soluções que contribuam para pesquisa e inovação no combate à doença e aos seus efeitos sobre o sistema de saúde, do bem-estar social e produtivo.


Os projetos devem ter como finalidade o desenvolvimento de soluções para o diagnóstico rápido da doença a custo competitivo, de produtos que contribuam para o tratamento, a exemplo de respiradores artificiais, e de soluções que ajudem a otimizar protocolos de atendimento a pacientes, como softwares, hardwares, aplicativos. Inclui-se também o desenvolvimento de ferramentas que permitam, de forma remota, o diagnóstico, tratamento e prevenção da doença; e de tecnologias voltadas para limpeza e desinfecção de áreas de trabalho, ambientes hospitalares e residências.


Cada projeto poderá receber de R$ 60 mil a R$ 500 mil em apoio financeiro do Banco do Nordeste. A contrapartida da empresa deverá ser de, no mínimo, 10% do valor total do projeto, podendo ser do tipo financeira (aporte de recursos monetários) e/ou não financeira (custos previstos e relacionados ao projeto).


Prevenção e controle
 
O edital objetiva também o desenvolvimento de ferramentas de prevenção, monitoramento e controle da disseminação do vírus e de soluções que proporcionem melhores condições ao indivíduo em situação de confinamento domiciliar no período de quarentena e a seus familiares, a exemplo de monitoramento a distância, isolamento e fornecimento de serviços, como auxílio psicológico, limpeza e alimentação.
 
Enquadra-se também o desenvolvimento de soluções para simplificação e aceleração da produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), utilizados por profissionais da saúde, e de outros instrumentos ou equipamentos para proteção da população. Inteligência artificial e de tecnologias digitais que favoreçam o atendimento de pacientes com sintomas de Covid-19 e a melhoria da gestão do sistema de saúde fazem parte das finalidades.

 

Transformação digital

Além de outras soluções importantes no combate à doença e a seus efeitos que poderão ser consideradas, o edital abrange soluções para facilitar a transformação digital das empresas, permitindo sobrevivência e competitividade em situação de crise provocada pela Covid-19, na medida em que possibilitem adaptar processos físicos para processos digitais. Exemplo é o atendimento digital de clientes com chatbots, marketplaces para comercialização de produtos e serviços, meios de pagamento digitais, assinatura e certificação digital, etiquetas digitais, sensoriamento e rastreamento de bens e serviços com blockchain, gestão de times em trabalho remoto, dentre outros.
 
Estão habilitadas a participar empresas sediadas na área de atuação do Banco do Nordeste - os nove estados da Região e o norte de Minas Gerais e do Espírito Santo –, podendo ser apresentados projetos cooperativos, ou seja, os que contemplem parcerias entre a empresa proponente e instituições de ensino superior, de assistência técnica e extensão rural, governamentais ou não, e de ciência e tecnologia, assim como institutos de educação, ciência e tecnologia (IFEs).
 

Itens financiáveis
 
Dentre os itens financiáveis, destacam-se remuneração de pessoal, aquisição de equipamentos e material permanente (aparelhos, máquinas, equipamentos de informática, mobiliários), materiais de consumo (material de expediente e matéria-prima), serviços de terceiros para aquisição de tecnologias, licenças, certificações, patentes e know-how; avaliação de desempenho (inspeção, ensaios, testes de conformidade, certificação, desenvolvimento e teste de protótipos e de conceitos, de materiais e de processos).
 
Também serão financiáveis despesas acessórias com importação, elaboração de plano de marketing, contratação de especialistas e/ou consultores técnicos de apoio, hospedagem, despesas de locomoção, alimentação, licenças de software, realização de serviços de monitoramento tecnológico, prova de conceitos e de segurança, serviços relacionados ao registro de patenteamento de soluções desenvolvidas, bem como despesas administrativas (aluguel, energia elétrica, água, internet, transporte, telefone e contabilidade).
 

Contatos

Banco do Nordeste
Ambiente de Programas Especiais e de Fundos de Pesquisa
Endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 5.700, Bloco A2 – Térreo, Passaré (Fortaleza-CE), CEP.: 60.743-902 ou pelo Centro de Relacionamento do Banco do Nordeste: 0800-728-3030 / relacionamento@bnb.gov.br.


Fale com o Hub de Inovação

inovacao@bnb.gov.br


 Hub de Inovação  Fortaleza

Av. Silas Munguba, 5700 - Passaré, Fortaleza/CE

 Hub de Inovação  Salvador

Av. da França, 393 - Comercio, Salvador/BA

 Hub de Inovação  Recife

Rua  do Apolo, 235 - Recife, PE