Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 

Voltar

Banco do Nordeste aplica R$ 45 milhões em saúde em Sergipe

Fachada do hospital

A instalação de novos hospitais e clínicas na capital e interior são alguns dos destaques nos investimentos realizados  

Aracaju (SE), 15 de abril de 2015 - O Banco do Nordeste investiu nos últimos três anos cerca de R$ 45 milhões no setor de saúde no estado de Sergipe, com mais de 150 operações realizadas. No primeiro trimestre de 2015, o Banco já contratou mais de R$ 2 milhões. Estes investimentos referem-se tanto a investimentos fixos e semifixos (construções civis, instalações, máquinas e equipamentos, veículos utilitários, móveis e utensílios) quanto a capital de giro associado e isolado.

Em Sergipe, algumas das atividades que mais se destacaram em relação aos empreendimentos financiados pelo Banco do Nordeste foram os serviços médico e odontológico, totalizando mais de R$ 2,7 milhões em contratações. Outros destaques foram os empreendimentos de serviços laboratoriais e de análises clínicas, atividade médica ambulatorial e atendimento hospitalar.

Este é o caso do Hospital Primavera, localizado no bairro Jardins. Segundo o médico e presidente do hospital, Wagner Oliveira, “o Banco do Nordeste viabilizou a construção do Hospital, foi parceiro de primeira hora. Sem o apoio do Banco, certamente nossa instituição não estaria no mapa da cidade. Recentemente, o banco aportou novos recursos, tornando possível a aquisição de equipamentos de grande importância na melhoria da nossa condição de diagnóstico e assistência médica”.

Segundo o superintendente do Banco no estado, Saumíneo Nascimento, “O Banco do Nordeste tem exercido um papel fundamental no crescimento do setor de saúde no segmento privado, proporcionando a instalação de novos hospitais, clínicas e consultórios, atuando também em apoio a diversas especialidades da medicina e outros setores da saúde humana. Além da expansão, o Banco do Nordeste também tem apoiado a modernização tecnológica das instituições privadas de saúde existentes em Sergipe, tanto na capital como no interior”.

Para ele, “a política creditícia do banco está em sintonia com a evolução do crescimento dos cursos de saúde em Sergipe. A UFS criou um campus específico e voltado para a Saúde em Estância; a Unit passou a ofertar cursos na área de saúde, e outras instituições de ensino superior também. O número de planos de saúde em Sergipe tem aumentado a cada ano e este suporte do Banco do Nordeste atende a esta lógica do crescimento de profissionais que estão se formando em nosso próprio estado”.

Para 2015, o Banco do Nordeste já possui algumas propostas de financiamento em tramitação e análise, com a prospecção de mais avanços para a medicina e para a saúde em Sergipe, inclusive na prevenção.  “Como atividade econômica, este setor gera muitos empregos e renda, além de ajudar a construir uma sociedade mais saudável, mais sustentável para cuidar adequadamente das gerações futuras. Este é o papel de um banco preocupado com a melhoria do bem estar e qualidade vida de seus clientes e da população em seu entorno”, conclui o superintendente.


Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x