Ambiente de Comunicação

Gerente de Ambiente, em exercício: Deyse Lene Santos de Moura
(deyse@bnb.gov.br)


Assessoria de Imprensa

Institucional: imprensa@bnb.gov.br

Endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 5.700. Passaré
Fortaleza (CE)
Telefone: 85 3299-3149

Gerente Executiva: Isabelle Bento dos Santos Silva
(isabellebento@bnb.gov.br)


Voltar

BNB apoia Projeto Reca - Musicalidade e Cidadania em Sergipe

Aracaju (SE), 10 de janeiro de 2015 - O Projeto Reca - Musicalidade e Cidadania, da Associação de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Adeca), de Simão Dias, foi contemplado mais uma vez em 2015 com recursos destinados pelo Banco do Nordeste. Os recursos são oriundos do Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente (FIA) e atende projetos que visam à promoção, proteção e defesa dos direitos de crianças, adolescentes e idosos. O projeto, no valor de R$ 70 mil, será gerido pelo Fundo Municipal de Simão Dias e beneficiará 114 crianças e jovens.

Criada em 2005, a Adeca oferta, desde 2010, oficinas de caráter terapêutico-ocupacional e atende hoje mais de 800 crianças provenientes de famílias de baixa-renda e áreas de vulnerabilidade social. As oficinas englobam balé, capoeira, violão, informática, futsal, reforço escolar, manicure e pedicure, dentre diversas outras. O Projeto Reca 2014/2015 ampliou esta oferta, incluindo oficinas de batuque, teclado, skate e fanfarra, que serão desenvolvidas durante todo o ano.  

Em 2014, o projeto ofertou oficinas de hip hop, danças contemporâneas e flauta doce, também com os recursos do FIA. Segundo o presidente da Adeca, Raimundo dos Anjos Santos, o projeto representou, para o município, a execução de uma política pública de atendimento a crianças e adolescentes em situação de risco, combatendo a evasão escolar, o envolvimento com drogas, o alcoolismo, a violência e a prostituição infanto-juvenil.      

Desde 2007, o Banco do Nordeste destina recursos do FIA para projetos sociais, totalizando mais de R$ 7 milhões investidos, 140 projetos e mais de 15 mil crianças e adolescentes de baixa renda atendidos. Em 2013, o Banco também passou a destinar parte de seu imposto de renda à causa do idoso, aportando R$ 800 mil a projetos sociais que atendem a idosos e situação de risco e vulnerabilidade social.