Ambiente de Comunicação

Gerente de Ambiente, em exercício: Deyse Lene Santos de Moura
(deyse@bnb.gov.br)


Assessoria de Imprensa

Institucional: imprensa@bnb.gov.br

Endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 5.700. Passaré
Fortaleza (CE)
Telefone: 85 3299-3149

Gerente Executivo: Francisco Maxshwell dos Santos de Oliveira
(max.oliveira@bnb.gov.br)


Voltar

Banco do Nordeste obtém lucro líquido de R$ 1,73 bilhão

Fortaleza (CE), 19 de fevereiro de 2020 – O Banco do Nordeste obteve, em 2019, lucro líquido de R$ 1,73 bilhão, correspondente a crescimento de 135,6% em relação ao mesmo período do ano anterior e evolução de 93,3% no resultado operacional, alcançando R$ 2,44 bilhões. Foram 5,3 milhões de operações de crédito, que cresceram 6,5% em comparação com 2018, no valor global de R$ 42,16 bilhões investidos na economia regional.

Veja na íntegra os resultados 2019 no balanço financeiro do Banco.

Os investimentos do Banco beneficiaram empreendimentos localizados nos 1.990 municípios da área de atuação da empresa, os nove estados da Região e o Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, contemplando todos os setores segmentos.

Do volume de recursos aplicados, R$ 29,56 bilhões são oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), somando 565 mil operações, sendo que R$ 23,67 bilhões destinaram-se a municípios de baixa e média rendas, considerados regiões prioritárias. O FNE é o principal funding do BNB.

Com recursos do FNE, foram aplicados R$ 18,25 bilhões nos setores Rural, Industrial, Agroindustrial, de Turismo e de Comércio e Serviços, enquanto a Infraestrutura somou R$ 11,22 bilhões contratados.

Conforme ressalta o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Carneiro Rolim, os números refletem, antes de tudo, o compromisso da instituição em implementar políticas e programas do Governo Federal voltados para o desenvolvimento e o empreendedorismo regional do Nordeste.

“É isso que impacta diretamente na vida das pessoas, na medida em que o crédito fortalece as empresas, cria empregos e gera renda”, afirma Rolim, ao informar que, para 2020, a aplicação de recursos constitucionais já está prevista em R$ 29,30 bilhões.   

Microcrédito e MPE

No segmento de microfinanças, o BNB manteve, em 2019, a liderança no país, aplicando, no total, R$ 13,11 bilhões. Somente no Crediamigo, maior programa de microcrédito produtivo e orientado da América do Sul, voltado para micro empreendedores urbanos, foram R$ 10,60 bilhões relativos a 4,5 milhões de operações, com tíquete médio de R$ 2,2 mil. O crescimento das contratações do programa chegou a 18% em comparação a 2018.  

Já no Agroamigo, destinado a agricultores familiares, as aplicações somaram R$ 2,51 bilhões distribuídos em 495 mil contratações, destacando-se que, do valor contratado, 48% beneficiaram especificamente o público feminino.

Os financiamentos às micro e pequenas empresas totalizaram, em 2019, R$ 3,63 bilhões correspondentes a 43,6 mil operações, apresentando crescimento de 24,8%. O setor de Comércio, considerando apenas os recursos do FNE contratados no segmento, assumiu a liderança, com aplicações totais de R$ 1,90 bilhão (55,1%).

Semiárido  

Como região estratégica priorizada na programação do Fundo Constitucional, o Semiárido teve empreendimentos financiados no valor de R$ 16,67 bilhões. Somente em projetos de infraestrutura, sobretudo no segmento de energias renováveis, foram R$ 9,20 bilhões.

O segmento de MPE, com recursos do FNE, registrou 16 mil operações no Semiárido, o que representa 55,5% das operações efetivadas.

Considerando as contratações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), somadas às do Agroamigo, no valor de R$ 3,07 bilhões, 75,8% foram aplicados no semiárido. Levando em conta apenas as aplicações do Agroamigo, 76,6% beneficiaram produtores rurais dessa região.