Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 

Voltar

Centro Cultural Banco do Nordeste promove tributo a Siegbert com show de Mona Gadelha

Fortaleza, 23 de junho de 2016 O músico e artista plástico cearense Siegbert Franklin (1957-2011) faria 59 anos no próximo dia 1º de julho. Para comemorar a data, o Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza promove o show “Tributo a Siegbert”, na sexta feira, dia 1º, uma homenagem de Mona Gadelha, Ronald Carvalho e Edmundo Jr, parceiros de juventude e coautores das canções do artista. A entrada é franca.

Além de deixar uma vasta, significativa e inovadora obra nas artes plásticas, Siegbert Franklin foi compositor, músico e cantor. Ele tinha o rock como sua preferência musical e tocava nos poucos grupos da cidade, como as bandas “Perfume Azul” e “Kaleidoscópio”, no final dos anos 70.

Desta época, surgiram canções como “Bem-me-quer (Onde Você Anda?)”, “Pivetes”, “Pedra e Aço”, “Animal”, “Em cada tela, uma história”, “Angela B” e “Mamãe Carinhosa”, que estão no repertório do show. No geral, são composições que falam do valor das amizades e da passagem implacável do tempo, dentre outros temas.  

A cantora Mona Gadelha considera Siegbert Franklin como uma grande referência na arte e na música. Ela é mestranda e pesquisadora da obra de Siegbert e Lúcio Ricardo, dois artífices da transgressão e contracultura na Fortaleza dos anos 70.

“O início na música, a viagem juntos para a gravação do álbum Massafeira, além do grande volume de referências e informações que ele compartilhava de forma muito generosa, me marcaram pra sempre”, afirma.

Sonhos e enigmas

No mesmo dia, na galeria do Espaço Cultural Correios, encerram-se as visitações da exposição "Sonhos e Enigmas", com dez obras de Siegbert Franklin que compõem o acervo do Banco do Nordeste. O acesso também é gratuito.

A exposição traz obras com fortes cores que trazem o ritmo do rock e denunciam a marginalização de figuras humanas na sociedade de consumo. São desenhos de traços rápidos e vigorosos, nos quais emergem figuras disformes que se perdem em meio a abstrações, rabiscos e transparências, em colagens e sobreposições. O artista volta-se em direção ao mundo dos humildes, dos excluídos, dos desajustados e dos idosos.

Carreira artística

Antes de se denominar como artista plástico, Siegbert tinha o rock como sua preferência musical e tocava nas poucas bandas que existiam  Fortaleza. No entanto, foi nas artes plásticas que ele se firmou a partir dos anos 1980, período que desenvolveu sua carreira em São Paulo.

Siegbert participou de vários salões oficiais e exposições coletivas em Fortaleza, São Paulo e Tóquio. Entre suas exposições individuais destacam-se três em Nuremberg, na Alemanha: Art-Web2000, Künsthaus, (2000); "Lembranças do Futuro", na Kasper Haus, (2001) e Salão de Exposições da Prefeitura de Nuremberg.

Serviço

Show: “Tributo a Siegbert”

Data: 1º de julho, sexta, às 19h
Local: Centro Cultural Banco do Nordeste Fortaleza (Rua Conde d’Eu, 560
- Centro)

Ficha Técnica
Direção e roteiro: Mona Gadelha

Músicos:
Guitarra:
Ronald Carvalho
Baixo: Edmundo Jr.
Bateria: Ricardo Pinheiro
Projeção de Imagens e produção: Maira Sales

Contatos:
Mona Gadelha
: 85 9-9634-9798    
Maira Sales (produção): 85 9-9937-2776

Exposição: Sonhos e Enigmas
Data: Até 1º de julho
Visitações: segunda a sexta, das 8h às 17h
Local: Espaço Cultural Correios (Rua Senador Alencar, 38 - Centro)

Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x