Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 

Voltar

Crédito de R$ 10 milhões para energia solar muda cenário urbano e rural em Sergipe

Aracaju (SE), 7 de janeiro de 2021 – O produtor rural Antônio Melo largou na frente em Gararu, na região do Baixo São Francisco. Fez as contas e decidiu realizar um plano seguro: financiar a montagem de uma usina solar no sítio, onde cria gado para produzir leite. Assim, ele se tornou o primeiro produtor a contratar a linha de crédito FNE Sol na localidade.

O recurso financia sistemas de energia renovável, por meio do Banco do Nordeste. Em 2020, foram aplicados R$ 10,3 milhões para projetos dessa modalidade em Sergipe. Desse total, R$ 6,1 milhões foram destinados a empresas e o restante a produtores rurais e pessoas físicas.

No sítio de Antônio, as 40 placas solares embelezaram a propriedade e trouxeram um benefício adicional, porque servem de sombra para as 20 cabeças de gado. “Como as placas são enormes, resolvi construir uma cobertura para proteger o rebanho do sol”, conta o produtor.

Técnico em eletromecânica, Antônio se aposentou há seis anos e deu início à atividade da bovinocultura de leite. O crédito para energia solar é o primeiro contrato dele no Banco do Nordeste. “Como aqui em Gararu chove dois meses por ano, o custo para produzir leite é alto. Agora vou agilizar a produção e, daqui a algum tempo, já vou ganhar no custo do leite”, planeja.

O projeto é apoiado pelo programa Agronordeste do Governo Federal e orientado pelo Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (Prodeter). Segundo o gerente da agência do BNB em Gararu, José Hilton dos Santos, o contrato serve de exemplo para os produtores rurais da região. “O cliente teve acesso a um crédito de grande relevância, que propicia ampliação de negócios e redução no custo de produção”, diz o gestor.

Benefícios

Em Aracaju, uma escola particular também recorreu à energia solar no projeto de modernização da estrutura.  O investimento foi feito para financiamento e instalação de um sistema fotovoltaico, com instalação de três medidores exclusivos para mensurar a produção de energia das unidades consumidoras que estão diretamente ligadas ao processo produtivo do empreendimento.

“Notamos benefícios tanto para os alunos quanto para a comunidade interna da escola. Instalamos a energia solar e, com isso, ar-condicionado em todas as salas. Assim, conseguimos um ambiente mais confortável e favorável para o aprendizado”, conta a empresária Marleide Fonseca.

De acordo com a gerente de suporte a negócios do BNB, Jacqueline Marques, esses projetos geram uma série de efeitos positivos. "O crédito para energia renovável tem registrado procura significativa no estado de Sergipe. Quem adere ao projeto obtém economia no orçamento mensal, pelo fato de praticamente zerar a conta de energia elétrica, valoriza o imóvel e também contribui para reduzir impactos ao meio ambiente".

FNE Sol

O FNE Sol é uma linha de crédito especialmente desenhada para o financiamento de sistemas de micro e minigeração distribuída de energia por fontes renováveis, para consumo próprio dos mutuários, que podem ser empresas (pessoa jurídica), produtores rurais ou pessoas físicas.

Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x