Pular para o conteúdo

Sala de Imprensa

 
 

Voltar

MPEs pernambucanas de alimentação, estética e tecnologia recebem premiação do Banco do Nordeste

Vencedores do Prêmio, da esquerda para a direita: Juliana, Luciana, Pedro Henrique e EusébioRecife (PE), 20 de outubro de 2021 - O Banco do Nordeste promoveu hoje, 20, a sétima edição do Prêmio Banco do Nordeste das Micro e Pequenas Empresas, reconhecendo a trajetória de quatro MPEs pernambucanas que se destacaram em 2020 pela parceria com o Banco do Nordeste. A premiação foi entregue aos vencedores em solenidade no auditório da Superintendência Estadual de Pernambuco, em Recife.

O prêmio tem o intuito de fortalecer, reconhecer o empreendedorismo e a contribuição das MPEs para a economia regional. Para a seleção dos vencedores, foi constituída uma comissão julgadora formada por representantes de instituições parceiras, que avaliaram critérios como geração de empregos, ações inovadoras, boa governança, respeito ao meio ambiente e crescimento e desenvolvimento após a parceria com o BNB.

Desde a sua criação, no ano de 2015, a premiação do BNB para as MPEs reconhece empresas em cada estado do Nordeste, além do Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, nas categorias: indústria, comércio e serviços. E a partir da edição passada, foi lançada uma quarta categoria: "Inovação, Produtividade e Competitividade".

"Os vencedores deste prêmio são uma pequena amostra do impacto que o nosso apoio às MPEs resulta em geração de empregos, criação de oportunidades e realização de sonhos. E é com esforço da nossa equipe e das equipes nas agências dos diversos municípios do estado que a gente vai continuar apoiando essas iniciativas e fazendo o nosso papel de banco de desenvolvimento no apoio às micro e pequenas empresas pernambucanas", afirmou o superintendente estadual do Banco do Nordeste, Pedro Ermírio de Almeida Freitas Filho.

 

Vencedores

Situada na capital Recife, a empresa vencedora na categoria Inovação foi a empresa Facilit Tecnologia, que desenvolve soluções de software para as áreas de gestão e monitoramento do planejamento estratégico. "Quando chegamos ao Banco do Nordeste, precisávamos alavancar o nosso crescimento para chegar a um mercado mais amplo. E, nesse momento, foi essencial nossa ligação com o BNB, que nos apoiou e que também merece um prêmio de inovação pela sua forma de atuar. O Banco tem o mesmo brilho nos olhos que o nosso quando pega no nosso projeto", disse Eusébio Nuno da Costa Soares.

Na categoria Comércio, o vencedor foi o restaurante japonês Jolu Sushi, localizado em Jaboatão dos Guararapes. Com sistema completo para delivery, aplicativo exclusivo e o apoio do BNB, a empresa superou os desafios da pandemia e abriu uma nova loja na capital pernambucana. A empreendedora Luciana Cristina Paschoaleto destacou a motivação que o prêmio proporciona ao microempreendedor. "A tendência agora é ir além, crescer mais e mais. E a gente conta com o crédito do Banco para fazer as coisas acontecerem", disse a empresária.

Amorim Sorvetes, de Camaragibe, foi a empresa vencedora da categoria Indústria. Para o sócio Pedro Henrique Lopes de Amorim, "o empresário tem que se motivar continuadamente. E esse prêmio é um reconhecimento da nossa dedicação e empenho."

Na categoria Serviço, a vencedora foi a Juliage Estética, de Petrolina. Há 17 anos, Juliana Martins da Silva abriu uma clínica estética e foi ao BNB para obter seu primeiro financiamento e investir em equipamentos. Há quatro anos, a empresa lançou uma linha de cosméticos e está abrindo agora sua própria indústria. "Esse prêmio não é só um troféu. Ele me faz reconectar com minha história do passado. Eu comecei minha empresa com um carrinho auxiliar e não tinha dinheiro pra nada. Consegui o primeiro financiamento no Banco e, de lá pra cá, a gente segue crescendo muito. Hoje, empregamos várias mulheres e ainda iremos transformar nossa clínica estética em uma clínica-escola, para que outras mulheres possam aprender uma nova profissão. Ao longo da minha trajetória, eu escutei muito das pessoas que eu deveria ter vindo de família rica ou deveria ter marido rico para ter crescido tanto. Mas não. Meu grande parceiro é o Banco do Nordeste", disse Juliana.

O evento contou ainda com a presença do superintendente de Negócios de Varejo e Agronegócio do Banco do Nordeste, Luiz Sérgio Farias Machado, e do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Rafael Dubeaux, além de representantes de diversas entidades parceiras.

 

Investimentos

De janeiro a 14 de outubro de 2021, o Banco do Nordeste aplicou R$ 2,8 bilhões no segmento de micro e pequenas empresas. Em Pernambuco, a instituição já soma R$ 416,5 milhões em apoio às MPEs.


Desculpe nossa interferência, mas seu navegador não suporta a tecnologia utilizada neste portal.

Procure atualizar o seu navegador para a última versão disponível ou utilize uma das sugestões gratuitas e modernas listadas abaixo:

Chrome 18 ou +Firefox 19 ou +IE9 ou +
x