Ambiente de Comunicação

Gerente: Evangelina Leonilda Aragão Matos
(evangelina@bnb.gov.br)

Assessoria de Imprensa

Institucional: imprensa@bnb.gov.br

Endereço: Av. Dr. Silas Munguba, 5.700. Passaré
Fortaleza (CE)
Telefone: 85 3299-3301 / 85 3299-3149

Gerente Executivo: Francisco Maxshwell dos Santos de Oliveira
(max.oliveira@bnb.gov.br)


Voltar

Programa do Banco do Nordeste ajuda na retomada da bovinocultura leiteira do RN

Natal, 12 de fevereiro de 2019 - As previsões dos meteorologistas apontam para um período chuvoso acima da média na região do Semiárido potiguar. O que já seria uma boa notícia para os sertanejos, ganha ares de graça divina depois de sete anos seguidos de seca e coincide com a maturação do Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste. O Prodeter atua na organização e fortalecimento da bovinocultura de leite nos territórios do Seridó e do Alto Oeste e, somente em 2018, contratou R$ 2,35 milhões com 154 produtores rurais.

Para dar uma ideia da importância do apoio à atividade nas duas regiões, os números representam avanço de 56% dos recursos concedidos em relação a 2017, e 175% na comparação com 2016, quando o Programa foi lançado. Desde então, o Prodeter vem sendo desenvolvido pelo Banco em parceria com diversas instituições e órgãos públicos, além de associações comunitárias, ONGs com atuação no campo, cooperativas e sindicatos.

Por sua abrangência, a iniciativa do BNB converge com outros projetos de parceiros, como o 'Sertão Empreendedor', do Serviço Nacional de Aprendizado Rural (Senar), e o 'Leite e Genética' e 'Inova Pecuária', executados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae-RN). Em comum, todos objetivam o fortalecimento da atividade rural.

Apesar das dificuldades enfrentadas com a estiagem prolongada, os agentes do Banco do Nordeste constataram que os produtores estão buscando uma maior sustentabilidade da atividade, através da adoção de técnicas de melhor convivência com o Semiárido. Os investimentos na construção de barragens submersas, perfuração de poços, suporte forrageiro e melhoramento genético do rebanho vêm para corrigir uma peculiaridade ainda persistente, que é baixa produtividade do setor.

O Prodeter já realizou várias ações de capacitação para produtores ainda carentes de informação e conhecimento. Inseminação artificial, genética do leite, cultivo de palma forrageira, manejo alimentar para bovinos e produção e conservação de forragem estão entre os assuntos abordados em cursos, palestras e dias de campo. A bovinocultura de leite é a atividade agropecuária que mais demanda crédito e está presente em todos os municípios do Seridó e Alto Oeste Potiguar.

"Por ser uma estratégia que busca organizar, fortalecer e aumentar a competitividade das cadeias produtivas priorizadas, mediante a construção de um plano de ação para os territórios, inclusive com a participação e o empoderamento de comitês gestores, e até pelos resultados obtidos, percebemos que estamos no caminho certo", avalia o gerente de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste, Agnelo Peixoto Neto.

 

Evolução do Prodeter no RN:

2016 - 67 operações e R$ 850 mil concedidos

2017 - 85 operações de R$ 1,5 milhão em empréstimos

2018 - 152 operações e R$ 2,35 milhões contratados