Centro Cultural Fortaleza - Percursos Urbanos Centro Cultural Fortaleza - Percursos Urbanos

Roteiros culturais realizados em ônibus urbanos.

 

PERCURSOS URBANOS
NOVEMBRO/2017

 

PERCURSOS URBANOS (Roteiros realizados em ônibus urbano)

 

Um giro por Fortaleza e pelo pole

Dia 04, sábado, 15h

 

Esporte, arte circense e dança: o Pole Dance é uma prática fértil de atividade física e criação artística que, atualmente, tem ganhado força pelos campeonatos e escolas de treinamento, que abrangem suas diversas modalidades, espalhados por diversos países. Mas a sua história é, na verdade, bem antiga! Neste sábado, nossos Percursos Urbanos vão rodear a multiplicidade do Pole com paradas para demonstrações práticas de exercícios.

Mediação: Sara Síntique, poeta, atriz, performer, mediadora de leituras e educadora, pratica pole dance como esporte e dança. Mestra em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará (UFC), onde também se graduou em Letras Português - Francês.

Participantes: Interessados em geral, mediante inscrição prévia.

Ponto de saída: Centro Cultural Banco do Nordeste, Rua Conde D’Eu, 560, Centro Inscrições: A partir das 10 horas da terça-feira anterior a cada percurso, preenchendo a ficha no link: http://tinyurl.com/percursosurbanos, (30 vagas) ou se inscrevendo na recepção do CCBNB-Fortaleza (18 vagas). A lista de espera é aberta às 10 horas do dia do evento na recepção do Centro Cultural Banco do Nordeste.

 

As últimas dunas

Dia 11, sábado, 14h

 

Fortaleza era coberta por lençóis de dunas móveis e fixas que formavam um mar de areias brancas intercaladas com lagoas de águas mansas. Esse cenário não existe mais. A urbanização descolada da natureza destruiu os campos dunares. Hoje, restam apenas resíduos dispersos dessas formas que são milenares e contam com fauna e flora adaptadas à zona costeira. As dunas residuais acham-se sujeitas à destruição em função da permanente pressão da especulação imobiliária na zona costeira.

Mediação: Vanda Claudino Sales, Geógrafa, mestre em Geografia Física pela USP, doutora em Geografia Ambiental pela Universidade Sorbonne e pós-doutorada em Geomorfologia Costeira pela Universidade da Flórida. Professora aposentada do Departamento de Geografia da UFC e professora visitante do mestrado em Geografia da UVA.

Participantes: Interessados em geral, mediante inscrição prévia.

Ponto de saída: Centro Cultural Banco do Nordeste, Rua Conde D’Eu, 560, Centro. Inscrições: A partir das 10 horas da terça-feira anterior a cada percurso, preenchendo a ficha no link: http://tinyurl.com/percursosurbanos, (30 vagas) ou se inscrevendo na recepção do CCBNB-Fortaleza (18 vagas). A lista de espera é aberta às 10 horas do dia do evento na recepção do Centro Cultural Banco do Nordeste.

 

Esticadores de horizontes

Dia 18, sábado, às 15h

 

Esticadores de Horizontes é uma pérola pinçada pelo poeta mato-grossense Manoel de Barros. É também o nome dado a uma série de reportagens produzidas pela Agência Frei Tito de Alencar para a América Latina e Caribe (Adital), todas elas girando em torno de jovens em situação de vulnerabilidade social atendidos por ONGs em Fortaleza e acessíveis através do site: http://www.esticadoresdehorizontes.com.br. São textos sobre como esses jovens adquiriram autonomia e esticaram seus próprios horizontes. A ordem, portanto, é reviver esses relatos e se deixar afetar pelas habilidades, astúcias e conhecimentos de quem ousa reinventar seus modos de existir e resistir.

Mediação: Ethel de Paula é jornalista free-lancer e participou do projeto Esticadores de Horizontes a convite da Adital. Graduada em Comunicação Social (UFC), tem mestrado em Memória Social (UNIRIO) e, em março último, ingressou no doutorado em Sociologia (UFC).

Participantes: Interessados em geral, mediante inscrição prévia.

Ponto de saída: Centro Cultural Banco do Nordeste, Rua Conde D’Eu, 560, Centro. Inscrições: A partir das 10 horas da terça-feira anterior a cada percurso, preenchendo a ficha no link: http://tinyurl.com/percursosurbanos, (30 vagas) ou se inscrevendo na recepção do CCBNB-Fortaleza (18 vagas). A lista de espera é aberta às 10 horas do dia do evento na recepção do Centro Cultural Banco do Nordeste.

 

A cidade que inventamos: processos de arte urbana

Dia 25, sábado, às 15h

 

As ruas respiram desdobramentos de grafites, pichações, murais, riscos, estêncis, vídeos, escritos, são arejadas por convivências únicas, pelos transeuntes que a todo instante movimentam a cidade de Fortaleza. Mas como tudo isto nos toca, provoca, nos recriam? A ideia para este sábado no Percursos Urbanos é partilhar experiências sensíveis nas ruas e ateliê com artistas urbanos a fim de imaginarmos a cidade que inventamos todos os dias.

Mediação: Jo A-mi é artista visual, escritora e educadora pesquisadora com estudos nas áreas de Arte Contemporânea, Arte Urbana, Literatura e Gênero.

Participantes: Interessados em geral, mediante inscrição prévia.

Ponto de saída: Centro Cultural Banco do Nordeste, Rua Conde D’Eu, 560, Centro. Inscrições: A partir das 10 horas da terça-feira anterior a cada percurso, preenchendo a ficha no link: http://tinyurl.com/percursosurbanos, (30 vagas) ou se inscrevendo na recepção do CCBNB-Fortaleza (18 vagas). A lista de espera é aberta às 10 horas do dia do evento na recepção do Centro Cultural Banco do Nordeste.