Banco do Nordeste promove mostra de artistas paraibanos no Centro Cultural São Francisco

Banco do Nordeste promove mostra de artistas paraibanos no Centro Cultural São Francisco
Cultura João Pessoa (PB), 06/07/2022

O Banco do Nordeste abre amanhã, dia 7, às 10h, no Centro Cultural São Francisco, a exposição Acervo Artístico do BNB na Paraíba. Os artistas plásticos Alice Vinagre, Ciro Fernandes, Íris Helena, Martinho Patrício, Maria dos Mares e Sérgio Teófilo assinam as nove obras da mostra - pinturas, esculturas e instalações -, que permanece no espaço até o dia 31 de agosto, com visitação gratuita.

A exposição faz parte de um circuito que vem sendo realizado em todos os estados de atuação do Banco do Nordeste. A iniciativa está inserida na programação dos 70 anos da instituição, comemorados no dia 19 de julho. Em João Pessoa, a abertura da visitação contará com a presença do superintendente Estadual do BNB na Paraíba, João Nilton Castro. 

Além da classe artística, clientes e parceiros do Banco do Nordeste estão entre os convidados do evento. As obras que compõem a mostra foram adquiridas recentemente e serão incorporadas ao acervo geral da instituição, composto por mais de 1.200 peças de arte, 85% delas de autores regionais.

“O acervo do Banco o Nordeste começou a ser adquirido para a ambientação de espaços, mas, a partir da exposição comemorativa de seus 30 anos, em 1982, passou a ser considerado uma coleção de arte. Num banco cuja função é o desenvolvimento regional, entendemos como natural a construção de um acervo cujas obras chegaram, principalmente, das interações diretas com os artistas”, explica Jacqueline Medeiros, curadora da exposição. 

“É fundamental a importância do BNB pra nossa Região por ser diversa com várias linguagens e ampla no sentido de abranger os artistas do Nordeste”, acrescenta Martinho Patrício. Além de expor algumas de suas obras, o artista também assina a curadoria da mostra. 

SERVIÇO:
Abertura da Exposição Acervo Artístico do Banco do Nordeste na Paraíba
Local: Centro Cultural São Francisco
Horário: 10h
Local: Sala Via Sacra do Centro Cultural São Francisco
Praça São Francisco, s/nº - Centro, João Pessoa - PB
Duração da exposição: 7 julho a 31 de agosto
Dias e horário de visitação: terça a domingo, das 9h às 13h
Entrada franca
Curadoria: Martinho Patrício e Jacqueline Medeiros

Artistas em exposição: 

Alice Vinagre - Graduou-se em Pintura pela Escola de Belas Artes da UFRJ, na década de 80, e realizou formação complementar em Berlim, onde residiu nos anos 90. Seus quadros estão presentes em coleções importantes, como as da Fundação Nacional de Arte (Funarte), do Museu Nacional de Belas Artes, do Museu do Estado de Pernambuco e do Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (Mamam).

Ciro Fernandes -- (31 de janeiro de 1942) Nasceu em Uiraúna, cidade do alto sertão da Paraíba, distante 476 km da capital, João Pessoa. Desenhista e gravador, começou no mundo do desenho quando ainda era criança. Mudou-se para São Paulo aos 17 anos de idade, onde foi operário e desenhista de bois nos açougues da zona leste da cidade. Mudou-se depois para o Rio de Janeiro e na feira de São Cristovão, importante reduto da cultura nordestina na capital fluminense, começou a fazer xilogravuras gratuitas para os poetas de cordel. 

Íris Helena - uma artista multidisciplinar, graduou-se em Artes Visuais pela Universidade Federal da Paraíba e é Mestre em Artes -- Poéticas Contemporâneas e doutoranda em Métodos e Processo em Arte Contemporânea pela Universidade de Brasília. Sua pesquisa caracteriza-se pela investigação crítica, filosófica estética e poética da paisagem urbana a partir de uma abordagem dialógica entre a imagem da cidade e as superfícies/suportes escolhidos para materializá-la. 

Martinho Patrício Leite - (João Pessoa, Paraíba, 1964). Artista visual. Graduado em Educação Artística pala Universidade Federal da Paraíba, parte dos projetos de Martinho Patrício se inicia da sua relação com os lugares e pessoas, da afetividade. No final dos anos de 1980, seus projetos passaram a ter uma relação direta com o seu cotidiano e o lugar onde vive, a Paraíba. A aproxima e articulação com os costumes, as crenças e os valores sociais, a partir desse universo de origem, tornaram-se fundamentais para a construção dos seus trabalhos.

Maria dos Mares - (1942) Nasceu no Maranhão e veio para João Pessoa no início dos anos 70. Com influência direta de mulheres que fizeram parte da sua infância, tem o feminino como um dos principais aspectos de seu trabalho. Começou a desenvolver a sua arte a partir de xilogravuras, pinturas e esculturas, mas foi dando aulas na educação infantil que descobriu a ligação com o barro, dedicando-se mais a este tipo de trabalho. Entre poemas, cerâmicas, esculturas, aquarelas, a artesã tornou-se referência na produção cultural do estado.

Sérgio Teófilo - artista das formas sinuosas, das cores vibrantes e cheias de vida, costuma retratar em suas esculturas animais, principalmente as aves, santos e figuras humanas. É natural da Paraíba, da cidade de Dona Inês e vive num vilarejo quilombola. Autodidata, elabora suas artes com madeira imburana e barro. Já expôs em grandes eventos, a exemplo de feiras internacionais de artesanato a exemplo de Pernambuco, de São Paulo, Brasília, Minas Gerais e Paraíba, inclusive sendo premiado em algumas delas. Sua inspiração vem do seu modo de vida simples e rural, muito criativo e comercializa com algumas galerias do Brasil.

TAGS
cultura exposição centro cultural