O PAPEL DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA UM NOVO DESENVOLVIMENTO REGIONAL NO NORDESTE – UMA HOMENAGEM A CELSO FURTADO

Tânia Bacelar, Arilson Favareto

Resumo


Com foco na agricultura familiar do Nordeste brasileiro, o artigo situa este tipo de estrutura produtiva no contexto atual do país, onde a pandemia Covid 19 aparece combinada com grave crise econômica. Para tentar identificar desafios futuros, a análise começa por um mergulho na trajetória recente do desenvolvimento sócio econômico do Nordeste, destacando mudanças relevantes, dentre as quais os resultados de políticas públicas, com destaque para as territoriais, em particular aquelas direcionadas à agricultura familiar. Discute os avanços e limites destas políticas e destaca o momento atual de crise econômica e fiscal e os retrocessos observados. Identifica mudanças relevantes no ambiente mundial nas décadas iniciais do século XXI para afirmar que novas propostas precisam ser formuladas, pondo um fim às políticas territorialmente cegas e priorizando a aposta na inovação. Sem desconhecer a relevância das desigualdades regionais como problema que permanece, defende a valorização de uma potencialidade estratégica do Nordeste: a magnífica diversidade ambiental, socioeconômica e cultural da região, um dos lastros para a reinvenção de políticas de nova geração para o apoio à agricultura familiar e ao desenvolvimento territorial.

Palavras-chave


Agricultura familiar; desenvolvimento territorial; Nordeste; questão regional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter