VOLUME E VALOR DA ÁGUA VIRTUAL EXPORTADA POR MEIO DA SOJA NA REGIÃO DE MATOPIBA

Jaquelini Gisele Gelain, Elis Braga Licks, Alexandre Nunes de Almeida, Márcia Istake

Resumo


O objetivo do estudo foi estimar o volume e o valor da água virtual – água incorporada ao produto no processo de produção – presente na exportação de soja da região de MATOPIBA (iniciais dos estados Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) no período de 2002 a 2016. A hipótese que norteou o estudo foi que, sendo a soja o produto que mais teve, no período analisado, sua área plantada e sua produção aumentados, em MATOPIBA (198,47% e 355,22%, respectivamente), esse aumento resultou em maior exportação do grão e, consequentemente, de água virtual nele presente. Na exportação da soja, apurou-se que, em toneladas, houve aumento de 1.502,09%, comparando-se os períodos final e inicial. Confirmando assim a hipótese do estudo, ou seja, a expansão da soja em MATOPIBA têm refletido em aumento na exportação desse produto. Quanto à água virtual, no período analisado, foram exportados 73.220,398 milhões de m³ (apresentando variação entre os períodos final e inicial de 1.602,28%), equivalente a 28.288.159 piscinas olímpicas cheias. No que tange à cobrança pelos recursos hídricos, o presente estudo identificou o valor total de R$ 75.702.134,11 (com variação de 925,01%), implicitamente exportados com a água virtual presente na soja de MATOPIBA.

Palavras-chave


MATOPIBA; Exportação de água virtual; Exportação de soja

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Flag Counter