Informações Informações

Voltar

Com ampliação da Sudene, Banco do Nordeste oferta oportunidades de crédito a 249 municípios mineiros

Superintendente estadual tem agenda esta semana em Governador Valadares
com representantes locais de diversos segmentos da economia

Montes Claros (MG), 22 de novembro de 2021 - Com a inclusão de 81 municípios de Minas Gerais, a área da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) no estado abrange atualmente 249 municípios. O perímetro delimita também a região de atuação do Banco do Nordeste, que, agora, além do Norte de Minas, dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri e de parte do Noroeste mineiro, também está no Vale do Rio do Doce.

O superintendente estadual do BNB para Minas Gerais e Espírito Santo, Wesley Maciel, cumpre agenda esta semana em Governador Valadares, cidade mais populosa entre as que ingressaram recentemente na área da Sudene e polo econômico regional. O executivo tem encontros com representantes de instituições ligadas a diversos segmentos da economia e do poder público.

Wesley destaca que os municípios acrescidos ao perímetro pela Lei Complementar nº 185, de 6 de outubro de 2021, possuem indicadores de renda e condições climáticas semelhantes às do Norte do estado e ao Nordeste e passam a contar com benefícios fiscais e com o crédito ofertado pela instituição, com taxas e prazos de pagamento diferenciados.

O BNB é um banco de desenvolvimento criado em 1952 como um importante braço de execução das políticas públicas do governo federal. A instituição atende empreendimentos rurais e urbanos, de todos os portes e segmentos, e é a operadora exclusiva do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Em 2021, o Banco do Nordeste já aplicou mais de R$ 2,8 bilhões em Minas Gerais, pulverizados em 54,6 mil operações.

Informações sobre o atendimento da instituição podem ser obtidas pelo telefone 0800-728-3030. A ligação é gratuita.

Municípios

A Lei Complementar nº 185/2021 adicionou à área da Sudene os seguintes municípios mineiros: Açucena, Água Boa, Águas Formosas, Aimorés, Alpercata, Alvarenga, Angelândia, Aricanduva, Arinos, Ataléia, Bertópolis, Bonfinópolis de Minas, Braúnas, Campanário, Cantagalo, Capitão Andrade, Carlos Chagas, Carmésia, Catuji, Central de Minas, Coluna, Conselheiro Pena, Coroaci, Crisólita, Cuparaque, Divino das Laranjeiras, Divinolândia de Minas, Dom Bosco, Dores de Guanhães, Engenheiro Caldas, Fernandes Tourinho, Formoso, Franciscópolis, Frei Gaspar, Frei Inocêncio, Frei Lagonegro, Fronteira dos Vales, Galiléia, Goiabeira, Gonzaga, Governador Valadares, Guanhães, Imbé de Minas, Inhapim, Itabirinha, Itaipé, Itambacuri, Itanhomi, Itueta, Jampruca, Jenipapo de Minas, José Gonçalves de Minas, José Raydan, Ladainha, Leme do Prado, Machacalis, Malacacheta, Mantena, Marilac, Materlândia, Mathias Lobato, Mendes Pimentel, Monte Formoso, Mutum, Nacip Raydan, Nanuque, Naque, Natalândia, Nova Belém, Nova Módica, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Paulistas, Pavão, Peçanha, Periquito, Pescador, Piedade de Caratinga, Ponto dos Volantes, Poté, Resplendor, Riachinho, Sabinópolis, Santa Bárbara do Leste, Santa Efigênia de Minas, Santa Fé de Minas, Santa Helena de Minas, Santa Maria do Suaçuí, Santa Rita de Minas, Santa Rita do Itueto, Santo Antônio do Itambé, São Domingos das Dores, São Félix de Minas, São Geraldo da Piedade, São Geraldo do Baixio, São João do Manteninha, São João Evangelista, São José da Safira, São José do Divino, São José do Jacuri, São Pedro do Suaçuí, São Romão, São Sebastião do Anta, São Sebastião do Maranhão, Sardoá, Senhora do Porto, Serra Azul de Minas, Serra dos Aimorés, Setubinha, Sobrália, Taparuba, Tarumirim, Teófilo Otoni, Tumiritinga, Ubaporanga, Umburatiba, Uruana de Minas, Veredinha, Virginópolis e Virgolândia.

A mesma legislação incluiu também municípios do Espírito Santo ao perímetro de atuação da Sudene e que também passam a ser atendidos pelo Banco do Nordeste: Aracruz, Itarana e Itaguaçu.