A revolução Open Banking já começou!

Não fica mais fácil quando o garçom do restaurante já sabe o seu pedido ou quando a vendedora da loja conhece o estilo de roupa que você prefere? Com o Open Banking, você terá esse atendimento cada vez mais personalizado no Banco do Nordeste. 

Tendo acesso ao seu histórico de relacionamento com outros bancos e demais instituições financeiras, fica mais fácil o Banco do Nordeste ampliar a oferta de produtos e serviços que atendam melhor suas necessidades. O processo de concessão de crédito será mais prático e ágil. 

E o mais importante, o compartilhamento de informações entre as instituições será realizado com total segurança, sigilo e integridade dos dados, de acordo com as normas do Banco Central (BACEN) e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD).

 

Vantagens


Produtos e serviços financeiros personalizados
O Open Banking contribui para o Banco do Nordeste ampliar sua oferta de produtos e serviços financeiros mais aderentes às suas necessidades.
Liberdade
Você é o dono dos seus dados e tem total autonomia para escolher as informações que irá compartilhar com o Banco do Nordeste. Poderá ainda comparar mais facilmente produtos e serviços financeiros e comprovar as melhores taxas e condições que o Banco do Nordeste oferece.
Conveniência e agilidade
Com o Open Banking, o compartilhamento das informações e a simplificação dos acessos aos produtos e serviços financeiros proporcionam a você maior facilidade, conveniência e agilidade para usufruir dessa oferta de soluções que o mercado financeiro disponibiliza para você.
Inovação
Conhecendo melhor o seu perfil e necessidades, o Banco do Nordeste poderá desenvolver melhores políticas de crédito, produtos e serviços inovadores e soluções mais adequadas aos seus projetos pessoais e da sua empresa.
Segurança
Todo o processo de compartilhamento de dados ocorre em ambiente seguro, com autenticação do cliente e das instituições participantes. O Banco Central supervisiona todo o processo.

Fases

01/02

Compartilhamento, pelas instituições, de dados sobre:

  • canais de atendimento;
  • produtos e serviços (contas de depósito à vista, contas de poupança, contas de pagamento e operações de crédito).

 

13/08

Compartilhamento, por pessoas naturais e empresas, de:

  • dados cadastrais;
  • dados transacionais de contas, cartões de crédito e de operações de crédito.

30/08

Compartilhamento de serviços de:

  • iniciação de transações de pagamento;
  • encaminhamento de proposta de operação de crédito.

15/12

Compartilhamento de dados transacionais de:

  • operações de câmbio;
  • serviços de credenciamento em arranjos de pagamento;
  • investimento;
  • seguros;
  • previdência complementar aberta.

Principais dúvidas


O que é Open Banking?

Open Banking é um novo ecossistema que permite a integração padronizada de plataformas das instituições financeiras e o compartilhamento seguro de dados, produtos e serviços. O cliente terá liberdade para compartilhar seus dados cadastrais e financeiros com as instituições de sua preferência, em busca de melhores produtos e serviços e preços mais competitivos.

Quando terá início?

A implantação do Open Banking no Brasil já está em andamento e ocorre de forma gradual, em 4 fases, com previsão de conclusão até 2022. 

Na fase inicial, lançada em 1º de fevereiro deste ano, foram compartilhadas informações sobre produtos e serviços de todas as instituições financeiras. 

Em 13 de agosto, foi iniciada a segunda fase, de compartilhamento dos dados cadastrais e transacionais dos clientes, mediante consentimento e autorização destes.  

Na terceira fase, prevista para 30 de agosto, haverá integração com o sistema Pix para serviços de iniciação de pagamento.  

Na última fase, a partir de 15 de dezembro, serão integrados outros produtos e serviços financeiros, como investimento, câmbio e seguros.

Quais os principais benefícios do Open Banking?

O Open Banking proporciona modernização do sistema financeiro brasileiro no curto prazo, simplificando os processos e inovando a forma como os produtos financeiros são oferecidos. O cliente terá acesso a produtos e serviços que atendem melhor suas necessidades, de forma mais ágil e conveniente.  

O Banco do Nordeste amplia a oferta de produtos e serviços, de forma mais personalizada, para atender melhor às necessidades e interesses de seus clientes. 

Quais instituições participam do Open Banking?

O novo sistema prevê a participação obrigatória de todas as instituições que ofertam os serviços de conta corrente, poupança ou conta de pagamento pré-paga, instituições iniciadoras de transação de pagamento e instituições autorizadas que tenham previamente contratado correspondente para serviços de encaminhamento de proposta de crédito por meio eletrônico.  

As demais instituições financeiras e de pagamento autorizadas pelo Banco Central podem participar do Open Banking de maneira voluntária, beneficiando-se do compartilhamento e transmissão de dados.

Instituições não autorizadas pelo Banco Central poderão fazer parte do Open Banking?
Não. Porém, existe a possibilidade de celebração de contratos de parceria entre as instituições autorizadas e entes não regulados para o compartilhamento de dados.
A qual instituição o cliente deve solicitar o compartilhamento de dados e serviços?
O processo inicia com o consentimento do cliente no canal eletrônico da instituição com a qual deseja compartilhar seus dados (instituição receptora de dados). Em seguida, ele será redirecionado para a instituição que mantém seus dados bancários (instituição transmissora de dados) para confirmar a autorização. No último passo, o cliente será redirecionado ao ambiente em que fez a solicitação inicial, para efetivar o compartilhamento.
Como será garantida a segurança de dados e serviços dos clientes no processo de compartilhamento?
As instituições são responsáveis pela qualidade dos dados e pela segurança do seu compartilhamento. Além de observarem os regulamentos do Banco Central específicos para o Open Banking, elas estão sujeitas a outras exigências previstas na Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e demais legislações e regulamentações vigentes para as instituições financeiras.
As instituições poderão dispor dos dados dos usuários para qualquer fim?

Não. Elas somente podem usar os dados para as finalidades consentidas pelo cliente no processo de compartilhamento das informações.

Por quanto tempo a instituição financeira ou entidade que recebeu as informações pode dispor dos dados?

O prazo para compartilhamento será escolhido pelo cliente no momento do consentimento, podendo ser de até 12 meses. Após esse período, novo consentimento deverá ser autorizado. E o consentimento pode ser revogado a qualquer momento.  

O Open Banking tem custo para o cliente?
Não será cobrado nenhum valor do cliente pelo compartilhamento de dados.
Qual a diferença entre Pix e Open Banking?

O PIX possibilita realização de pagamentos e transferências todos os dias do ano, 24 horas por dia, entre pessoas, estabelecimentos comerciais e entes governamentais.  

Já o Open Banking permite o compartilhamento de dados e serviços entre as instituições financeiras, mediante autorização do cliente.


Informações do Banco Central

Mais informações sobre o Open Banking no site do Banco Central

Mais informações sobre o Open Banking no canal do YouTube do Banco Central

Fale conosco

Ficou com alguma outra dúvida? Entre em contato conosco, por meio dos nossos canais de atendimento.